Economia

Projeto sobre situação de trabalho de grávidas em local insalubre avança

O texto propõe que as gestantes sejam afastadas de ambientes de trabalho que causem riscos à saúde.
13/11/2018, 14h02

A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado aprovou nesta terça-feira, 13, projeto de lei que restabelece a garantia de afastamento de mulheres grávidas ou lactantes de atividades insalubres. O texto, que volta a incluir tal possibilidade na CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), ainda deverá ser analisado pelas comissões de Constituição e Justiça e de Assuntos Sociais antes de seguir para o plenário da Casa.

O afastamento das gestantes de locais de trabalho considerados insalubres havia sido alterado pela reforma trabalhista aprovada pelo Congresso em 2017. Pela mudança, o afastamento só se daria caso um médico determinasse a interrupção da atividade de trabalho.

Mudança em projeto para trabalho de grávidas

O projeto aprovado inverte a situação. Pelo projeto, as mulheres grávidas serão afastadas de locais insalubres de trabalho, em todos os níveis, a menos que um médico, de sua confiança, emita um atestado que autorize a permanência delas no local insalubre, desde que eles sejam de grau médio ou mínimo.

No caso das lactantes, o texto propõe que a mulher seja afastada da atividade insalubre em qualquer grau caso apresente atestado de saúde emitido por médico de sua confiança que recomende o seu afastamento durante o período de lactação. Para o autor da proposta, senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO), esta parte do projeto foi assim construída para não promover situações de discriminação da mulher no ambiente de trabalho.

Oliveira explica também que apresentou o projeto porque a medida provisória 808/17, que ajustava alguns pontos da reforma trabalhista, acabou não sendo votada pelo Congresso e foi extinta.

“A proposição que ora apresentamos vem restabelecer ao menos um dos pontos mais controvertidos da Reforma Trabalhista relacionado ao trabalho da gestante e lactante”, escreveu o senador no projeto.

Imagens: Mamaeonline 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Mundo

Vítima de foguete lançado de Gaza contra Israel era um operário palestino

Confronto entre o Exército de Israel e grupos armados palestinos na Faixa de Gaza agravou-se nas últimas horas e o risco de uma nova invasão do território cresce.
13/11/2018, 14h24

O primeiro morto vitimado pelo lançamento de mais de 400 foguetes da Faixa de Gaza contra Israel na segunda-feira, 12, é um operário palestino que tinha permissão para trabalhar e viver no país. Segundo serviços de segurança israelense, outros cinco palestinos morreram desde ontem em virtude dos ataques aéreos contra o território, o último deles na manhã desta terça-feira, 13.

A vítima foi identificada como Mahmoud Abu Usbeh. Sua família vive na cidade palestina de Halhoul, na Cisjordânia. Ele era casado e tinha seis filhos. “Todo mundo no povoado está muito triste, mas é a vontade de Deus e não há nada que possamos fazer a respeito”, disse Jihad Abu Usbeh, primo de Mahmoud.

O confronto entre o Exército de Israel e grupos armados palestinos na Faixa de Gaza agravou-se nas últimas horas e o risco de uma nova invasão do território aumentou, apesar dos apelos da comunidade internacional contra um novo conflito.

Desde que o Hamas tomou da Autoridade Palestina o controle da Faixa de Gaza, em 2007, foi à guerra com Israel três vezes – a última delas em 2014, quando 2,2 mil palestinos foram mortos. Do lado israelense, 73 pessoas morreram há quatro anos.

No sul de Israel, dezenas de milhares de pessoas buscaram abrigos antibombas nas cidades de Ashkalon e BerSheva. Na Faixa de Gaza, os caças israelenses sobrevoaram o território ao longo da noite destruindo alvos do Hamas. Entre os locais atingidos estão a sede da TV do movimento palestino e um escritório do serviço de segurança.

Resposta a foguete lançado de Gaza contra Israel

Em resposta aos 400 foguetes lançados contra o sul de Israel desde a segunda-feira, 12, Israel diz ter atacado mais de 150 alvos do Hamas em Gaza. A Cidade de Gaza, maior do território e lar de 2 milhões de palestinos, amanheceu sob relativa calma, com as ruas desertas e as escolas fechadas. No sul de Israel, também não houve aulas.

O Exército de Israel enviou reforços de infantaria e veículos brigados, junto com baterias antimísseis para a fronteira com o território palestino. Um jornalista da AFP chegou a testemunhar o deslocamento de um tanque blindado.

A recente onda de violência começou depois de uma operação de forças especiais israelenses no domingo, 11, que resultou na morte de um comandante do braço armado do Hamas e vários líderes das Brigadas de Al-Qasam. Em represália, um soldado israelense ficou gravemente ferido, o que resultou nos bombardeios israelenses.

Desde março, 233 palestinos e dois soldados israelenses morreram em ataques esporádicos de Israel contra a Faixa de Gaza e disparos palestinos contra forças israelenses. O governo egípcio e a ONU têm tentado, sem sucesso, intermediar uma trégua. Na quarta-feira, 14, o premiê Binyamin Netanyahu discute a crise com seu gabinete de segurança. (Com agências)

Imagens: Exame.com 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Entretenimento

Flores do cerrado: Conheça 12 das mais belas e exóticas espécies

Você é um verdadeiro admirador do cerrado e de suas belezas naturais? Então conheça estas 12 flores do cerrado e se encante ainda mais com todas essas maravilhas de nosso bioma!
13/11/2018, 14h59

O cerrado é considerado como o segundo maior bioma brasileiro e pode ser encontrado nos estados de Minas Gerais, Mato Grosso, Bahia, Mato Grosso do Sul, Tocantins, e é claro, em Goiás. Uma de suas principais características são os galhos retorcidos e seu clima bem definido, com uma estação seca e outra chuvosa. Mas convenhamos, uma das partes mais charmosas são as flores do cerrado.

Com detalhes encantadores e características bem distintas, desabrocham em beleza durante todos os períodos do ano, mas principalmente durante a primavera, como já é de se esperar. Elas embelezam não apenas nossas cidades, mas muitas ainda são utilizadas para compor lindos arranjos. Portanto, se você é um admirador de nosso lindo cerrado e de suas belezas, certamente irá se encantar com estas 12 flores que selecionamos. Dá uma olhada!

Flores do cerrado:

1 – Ipê-do-Cerrado

flores do cerrado
Foto: Reprodução

O Ipê é um dos nomes mais populares do cerrado brasileiro e pode ser encontrado em todos os cantos de Goiás, mas também se estende a outros estados. Apenas para que você tenha ideia, está na lista de espécies ameaçadas do estado de São Paulo.

Com alturas que podem chegar entre 6 a 14 metros, possuem o tronco tortuoso com até 50 cm de diâmetro. Suas folhas são pilosas nas duas faces, mas acontece mais no lado inferior, que tem a cor mais clara.

E para quem adora ver as árvores floridas, o período ideal é entre julho e setembro. Convenhamos, poucas coisas são tão majestosas quanto um Ipê florido, não acha?

2 – Para-tudo

flores do cerrado
Foto: Reprodução

Conhece a Para-Tudo? É sem dúvida uma das mais bonitas e raras flores do cerrado. Conhecida também como Ginseng do Cerrado, é uma planta que floresce durante o verão e permanece aberta entre os meses de novembro a março, dependendo da região em que se encontra.

Sua ocorrência é predominante nos cerrados e campos rupestres dos estados de Goiás, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais. Essas florzinhas alaranjadas são conhecidas por nunca murcharem, mas infelizmente estão ameaçadas de extinção.

3 – Colestenia

flores do cerrado
Foto: Reprodução/ Pirenópolis Tur

Esse é um tipo de orquídea terrestre que possui insolação média a alta. Sempre é mais fácil encontrá-la próximo a cursos de água em subtrato rochoso. Estas flores do cerrado costumam nos dar o ar de sua graça entre os meses de janeiro a março. São lindas, não acha?

4 – Canela-de-ema

flores do cerrado
Foto: Reprodução/ Caliandra do Cerrado

A flor pode ser encontrada no cerrado dos estados da Bahia, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e São Paulo. Toda sua beleza corre sérios riscos, uma vez que está em extinção em praticamente todos os locais em que se encontra.

Mas vale lembrar que ela é bastante antiga e muitos a declaram como um “fóssil vivo”. Suas flores possuem beleza única e estão sempre em tons de violeta, lilás e branco, por isso são muito visadas em arranjos florais.

Além disso, a planta ainda possui poderes medicinais. O chá de suas raízes é bastante utilizado para combater reumatismos e dores de coluna, por exemplo. É uma das mais belas flores do cerrado!

5 – Chuveirinho

flores do cerrado
Foto: Pixabay

As flores do cerrado nativo são simplesmente deslumbrantes. O que dizer então daquela conhecida como “Chuveirinho”? Seu charme é capaz de atrair atenção de quem quer que seja.

Pode ser encontrada em sub-arbustos e tem flores secas, redondas e pequenas, de cor branca. Devido a sua estrutura, é bastante utilizada em trabalhos de artesanato e na produção de buquês.

Podem ser encontradas em diversas regiões de Goiás, mas sua maior incidência está na região de Pirenópolis, nas proximidades da Cidade das Pedras.

6 – Caliandra

flores do cerrado
Foto: Reprodução

Entre as flores do cerrado a que mais se destaca é a Caliandra, que acaba ganhando também o nome de “Flor do Cerrado”, marcando esse tipo de bioma.

Estas são flores extremamente delicadas e crescem em arbustos de até 4 metros, entre a vegetação seca. São bem pequenas e possuem longos estames que podem ser de cor rosa, vermelho ou branco, ou ainda em um singela mistura de tons. É bastante utilizada em paisagismo e para decoração.

7 – Flor do pequi

flores do cerrado
Foto: Reprodução/ Caliandra do Cerrado

Os pequizeiros são nativos do cerrado, mas não se sabe ao certo qual sua real origem. No entanto, pode ser encontrado nos estados da Bahia, Goiás e Minas Gerais.

Pode-se dizer que os goianos são acostumados a comer de seu fruto, mas será que você conhece as flores dessa árvore? As flores do pequi são lindas e de uma natureza exótica e extremamente frágil. Com tons amarelos, podem se desgrudar do caule com qualquer vento um pouquinho mais forte.

A árvore floresce entre os meses de agosto a novembro, sendo que os frutos já podem ser encontrados maduros a partir de setembro.

8 – Umburuçu

flores do cerrado
Foto: Reprodução/ Pirenópolis Tur

Uma das mais curiosas flores do cerrado, pode ser encontrada principalmente entre os meses de junho e julho. Pode ser encontrada em árvore de grande porte, que pode ultrapassar os 8 metros de altura e ter tronco com mais de um metro de diâmetro.

Possui fios longos e macios que são bastante utilizados para forrar almofadas, travesseiros e ainda são utilizados para a fabricação de cordas.

9 – Flamboyant

flores do cerrado
Foto: Reprodução/ Flickr

Embora seja uma árvore encontrada predominantemente no cerrado brasileiro, vale mencionar que ela não possui suas origens em nosso país. Considerada como uma das mais belas árvores do mundo, é originária de Madagascar, que possui clima tropical. Por isso acabou se adaptando tão bem por aqui.

Suas flores são lindas e ocorrem entre os meses de outubro a janeiro, podendo ter diferentes colorações que variam entre o vermelho e o laranja-claro. É difícil passar por um flamboyant florido e não parar para tirar ao menos uma foto!

10 – Pau-terra

flores do cerrado
Foto: Reprodução/ Flickr

Essa é uma espécie do cerrado e está entre as mais importantes plantas lenhosas da região. As árvores podem atingir entre 6 e 15 metros de altura. Suas flores ocorrem no início da seca, por volta do mês de abril, e se intensificam no período chuvoso.

11 – Lobeira

flores do cerrado
Foto: Reprodução

Encontrada principalmente nas regiões do cerrado, é uma das mais importantes espécies. Sua frutificação acontece entre os meses de julho e janeiro e se multiplica de forma bem fácil. Suas flores são bastante charmosas, apresentando um formato que lembra uma estrela, na cor violeta e amarelo.

12 – Flor da cagaita

flores do cerrado
Foto: Reprodução/ Flickr

A cagaiteira é típica do cerrado e floresce entre os meses de agosto e setembro, frutificando entre os meses de setembro e outubro. No período da floração, a copa das árvores ficam completamente floridas e praticamente não apresentam folhas. As flores apresentam natureza exótica e beleza encantadora.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Saúde

Campanha pede empatia com pessoas que sofrem de depressão

Objetivo da campanha é conscientizar amigos e familiares sobre a importância de se colocar no lugar de quem sofre com a doença.
13/11/2018, 15h02

Foi lançada hoje (13), na capital paulista, a campanha de esclarecimento sobre a depressão Pode Contar, com enfoque na empatia, ou seja: a capacidade de familiares e amigos se colocarem no lugar das pessoas que sofrem de depressão. O conteúdo da campanha está disponível no site.

Carmita Abdo, presidente da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), explica que a empatia não é passar a mão na cabeça ou sentir pena de quem sofre com a doença, mas se colocar no lugar do outro: “É se reconhecer no outro. Nós na ABP falamos muito de combater o estigma da depressão e nada melhor que exercitar a empatia”, disse.

De acordo com a médica, a empatia envolve processos afetivos e cognitivos e se traduz na capacidade de perceber os sentimentos e emoções da outra pessoa, sem julgamentos. Segundo ela, as doenças mentais estão entre as dez patologias mais prevalentes de um total de 32 doenças incapacitantes para o trabalho.

A engenheira Bernadete de Araújo, de 64 anos, conta que a depressão a afetou de diversas formas. Ela sofreu de forma recorrente desde a infância, mas notou sintomas exarcebados na vida adulta. Ainda assim, demorou oito anos para conseguir o diagnóstico.

“Houve um tempo na minha vida em que eu não conseguia raciocinar, somar ou subtrair. Eu fazia relatórios em outras línguas, mas não conseguia ler uma manchete de jornal. De repente, eu me tornei impaciente, ansiosa e até agressiva. Eu sentia uma tristeza enorme e não entendia a razão”, lembrou.

Diagnóstico

Para a cardiologista Roberto Miranda, da Faculdade de Medicina da USP, muitas vezes é o médico primário – como cardiologista ou ginecologista – que identifica os sintomas.

“Muitos pacientes têm alterações cardíacas, dor de cabeça, dor no peito, palpitações e crises de hipertensão. Eles vinham ao pronto-socorro com essas crises e, após o tratamento contra a depressão, não voltavam mais ao atendimento de emergência”, alerta.

O especialista explica que a depressão tem também relação com outros eventos cardiovasculares e está associado ao aumento do risco de infarto.

Tratamento para pessoas que sofrem de depressão

Táki Cordás, coordenador de ambulatório no Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, disse que quanto menos desenvolvida é a sociedade, maior a demora para se buscar ajuda. “Estima-se que 70% das pessoas que precisam de tratamento não estão recebendo”, disse ele.

Depois de alcançar o diagnóstico, de 30% a 50% dos pacientes não continuam com o tratamento, um índice preocupante para Cordás. “Preciso lembrar que o antidepressivo não vícia, não muda a personalidade, não vai te deixar ligado. Assim como o indivíduo que tem hipertensão, diabetes, o depressivo precisa do medicamento”, disse.

Ele avalia que o tempo do tratamento pode variar conforme a quantidade de crises apresentadas pelo paciente. Dependendo do caso, pode ser de um ano ou, para aqueles que sofreram mais de três crises na vida, o tratamento pode durar a vida inteira. “A nossa medicina ainda é apenas controladora da doença”, explicou.

De acordo com ele, o paciente que toma a medicação por seis meses e decide descontinuar o uso tem 80% de chances de sofrer uma recaída.

Imagens: Agência Brasil 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Brasil

Operação prende 166 pessoas contra o tráfico de drogas em escolas

Esta é a 4ª operação nacional realizada desde maio pela Polícia Civil.
13/11/2018, 15h37

Uma operação do Ministério da Segurança Pública e da Polícia Civil prendeu 166 pessoas, entre elas 74 em flagrante, e apreendeu 21 adolescentes nesta terça-feira, 13, em uma ação para coibir o tráfico de drogas em escolas públicas e privadas do País. Até 9 horas desta terça-feira, eram 29 foragidos. A polícia apreendeu dinheiro, armas, veículos e eletrônicos.

Ao todo, 8 mil policiais cumprem 41 mandados de prisão, busca e apreensão nos 26 Estados e no Distrito Federal. Em conjunto com o Conselho Nacional de Chefes de Polícia Civil, a Operação Anjos da Lei foi realizada nas proximidades (até 400 metros) de escolas públicas e privadas.

Segundo Emerson Wendt, presidente do Conselho Nacional de Chefes da Polícia Civil e coordenador da Operação Anjos da Lei, 166 pessoas foram presas (74 presos em flagrante, 29 foragidos, 41 mandados e 21 adolescentes apreendidos). Foram apreendidos dinheiro, eletrônicos, 16 armas, veículos, celulares. A estimativa é que se chegue próximo a mil prisões de traficantes que fazem o tráfico próximo as escolas”, disse Wendt.

Operações deflagradas para coibir tráfico de drogas em escolas

Esta é a 4ª operação nacional realizada desde maio pela Polícia Civil. A primeira operação foi a Luz da Infância no combate a pedofilia com 251 prisões. Em agosto, houve a Operação Cronos, com 3,3 mil prisões. E a última operação foi a Midas, em setembro, com enfoque no combate ao crime patrimonial de roubo e latrocínio, e teve mais de 4 mil prisões e apreensões em todo o País.

Segundo o ministro da Segurança Pública, Raul Jugmann, o objetivo é evitar que os jovens sejam capturados pelo tráfico. A operação leva ao conhecimento das escolas para coibir a presença de traficantes no seu entorno.

“Nós sabemos que, infelizmente, o tráfico ronda as nossas escolas, ronda os estudantes e busca sobretudo desde idade tenra levar jovens e estudantes a usarem drogas”, disse Jugmann.

Em São Paulo, participaram cerca de mil policiais dos dez Departamentos do Interior (Deinter), além do Departamento da Grande SP (Demacro) e da Capital (Decap). Em Jundiaí, na região de Campinas, aproximadamente quatro mil pinos de crack foram apreendidos à cerca de 100 metros de duas escolas. Um homem foi preso em flagrante pelo crime.

“Estamos engajados plenamente. Entendemos a profundidade, extensão e o valor social dessa operação, que já rendeu, apenas no Estado, 29 flagrantes até o momento”, destacou o delegado-geral da polícia paulista”, Paulo Bicudo.

Imagens: Estadão 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.