Economia

Mais de 40 mil celulares piratas foram bloqueados em Goiás e no DF

Aparelhos bloqueados não foram certificados, nem homologados e não passaram pelos testes de segurança necessários.
13/11/2018, 16h58

Até julho deste ano, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) bloqueou mais de 40 mil celulares piratas em Goiás e no Distrito Federal. O dado corresponde a 0,3% dos aparelhos móveis em funcionamento no dois locais, sendo 7.278.719 no estado e 5.308.975 no DF. O bloqueio dos aparelhos irregulares começou a ser realizado em maio de 2018.

Em 8 de dezembro, a Anatel bloqueará celulares piratas no Acre, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio de Janeiro, Rondônia, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Tocantins. As mensagens de alerta já começaram a ser enviadas.

Nos estados da Região Nordeste e demais estados da Região Norte e Sudeste, incluindo São Paulo, os usuários de aparelhos irregulares receberão mensagens a partir de 7 de janeiro de 2019, e o bloqueio ocorrerá a partir de 24 de março.

Quem habilitar um celular irregular nas operadoras de telefonia, a partir do dia 23 de setembro, receberá mensagem de SMS, sobre a irregularidade e alertando sobre o bloqueio. Já os aparelhos adquiridos antes do dia 23 não serão afetados. A Agência não pretende prejudicar os usuários que adquiriram os celulares de boa fé, sem o conhecimento da irregularidade.

Celulares piratas bloqueados

Os 41.827 celulares piratas bloqueados em Goiás e no Distrito Federal, segundo a Anatel, não foram certificados, nem homologados e não passaram pelos testes de segurança necessários, ou seja, oferecem riscos aos usuários por serem fabricados com materiais de baixa qualidade.

Ao adquirir um aparelho móvel, deve-se verificar a presença do selo da Anatel ou se o aparelho for usado é preciso ter o número do IMEI (digite em seu aparelho *#06#) para realizar a consulta pelo seguinte endereço: http://www.anatel.gov.br/celularlegal/consulte-sua-situacao.

Mensagem de aviso da Anatel

Os comunicados da Agência Nacional de Telecomunicações são feitos em quatro etapas e por meio do número 2828. As três primeiras mensagens são com o seguinte texto:

Operadora avisa: Pela Lei 9.472 este celular está irregular e não funcionará nas redes celulares em XX dias. Acesse www.anatel.gov.br/celularlegal ou ligue *XXXX

Já o último aviso, feito na véspera do bloqueio, vem com o seguinte comunicado:

Operadora avia: Este celular IMEI XXXXX é irregular e deixará de funcionar nas redes celulares. Acesse www.anatel.gov.br/celularlegal ou ligue *XXXX

Imagens: Verdes Pampas 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Esportes

Douglas Costa confirma advertência de Tite por cusparada e diz: 'Eu errei'

Jogador deve ser titular da seleção no amistoso contra o Uruguai.
13/11/2018, 17h03

De volta à seleção brasileira, Douglas Costa confirmou que foi advertido pelo técnico Tite em razão da cusparada que acertou em Di Francesco, em duelo da Juventus contra o Sassuolo, no início de outubro, pelo Campeonato Italiano. O atacante disse que teve uma conversa franca com o treinador e pediu desculpa pelo ocorrido.

“A gente realmente conversou. Com o Tite sempre foi olho no olho, ele falou o que pensa, eu respeitei e pedi desculpas pelo que aconteceu”, disse o jogador em entrevista coletiva nesta terça-feira, em Londres.

“Foi um dia em que não fui feliz. Não estava em mim. Nunca havia cometido esse ato em 10 anos de carreira e espero deixar no passado. O clube também conversou comigo, ninguém passou a mão na minha cabeça. Eu errei”, emendou o atleta, que acabou sendo suspenso na Juventus por quatro jogos.

Douglas Costa pode ser titular contra o Uruguai

Douglas Costa deve ser titular da seleção no amistoso contra o Uruguai, marcado para esta sexta-feira, no Emirates Stadium, estádio do Arsenal, às 18 horas (de Brasília), em Londres. O atacante, que teve bom desempenho na Copa do Mundo da Rússia, foi atrapalhado por lesões e, agora, busca uma sequência como titular na equipe de Tite.

“Sempre foi meu sonho participar e me firmar como jogador importante. Eu venho buscando meu espaço há um longo tempo, e sempre que sou convocado dou meu melhor. Espero jogar na seleção por muitos anos porque me dá muito prazer estar aqui”, afirmou.

Depois de enfrentar o Uruguai, o Brasil tem pela frente a seleção de Camarões, em amistoso que será disputado na próxima terça-feira, às 17h30, no MK Stadium, de propriedade do Milton Keynes Dons, time da quarta divisão da Inglaterra.

Imagens: Terra 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Entretenimento

Centro Cultural Martim Cererê: representatividade, cultura e curiosidades

O Centro Cultural Martim Cererê é um dos principais pontos de encontro para os consumidores de cultura em Goiânia. Embora hoje represente um importante espaço, há suspeitas de que sua história tenha um lado obscuro.
13/11/2018, 17h53

O Centro Cultural Martim Cererê é um conhecido espaço da galera que curte a cena underground de Goiânia. Já faz algum tempo que o ambiente se tornou palco para diversos eventos que contemplam esse movimento. Foi ali que nasceram algumas das principais bandas goianas, que começaram tocando para pequenos públicos e hoje são reconhecidas em diversas regiões do país.

Embora seja um velho conhecido de festivais de rock, o centro cultural, que é vinculado à Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esportes (Seduce), também recebe atividades artísticas nas áreas de música, dança, vídeo, cinema e teatro.

Localizado no Setor Sul, sem dúvida é um dos mais tradicionais pontos de encontro para o consumo de cultura na cidade. Foi inaugurado no finalzinho da década de 1980, originado de uma antiga área que é cercada de curiosas histórias. A verdade é que os moradores mais antigos de Goiânia sempre contam diferentes versões sobre o espaço, contemplando histórias que remontam à ditadura militar e, acredite, até mesmo a aparições de fantasmas.

Importância do Centro Cultural Martim Cererê

Centro Cultural Martim Cererê
Foto: Reprodução/ Tribuna do Planalto

Composto por dois pequenos teatros chamados Yguá (em xavante, que dizer “lugar de guardar água”) e Pygua (caverna de água), por um Teatro Arena e também por um espaço ao ar livre e um bar, o Centro Cultural Martim Cererê funciona onde se encontravam as antigas caixas de água da Saneago. Na época, o então secretário de cultura Kleber Adorno, quis aproveitar o espaço que estava vazio para transformá-lo em um lugar destinado à manutenção da cultura e aberto para a comunidade.

Sua equipe deu vida ao projeto e o arquiteto Gustavo Veiga desenvolveu a ideia do centro cultural, transformando os antigos reservatórios de água em teatros, propondo ainda a instalação de outras áreas para receberem diversos eventos culturais.

Hoje, os principais objetivos do centro cultural tangem a formação de atores e o fomento da produção teatral, visando sempre a criatividade e as áreas das artes.

Os seguintes cursos são oferecidos no lugar: iniciação teatral, para crianças entre 10 a 14 anos; oficina teatral e oficina de mímica, para adolescentes acima de 15 anos e formação de atores, para pessoas que tenham o 1º grau completo. Os cursos sempre compreendem a teoria e a prática.

Histórias que o povo conta

Centro Cultural Martim Cererê
Foto: Reprodução/ Seduce

Embora o Centro Cultural Martim Cererê tenha hoje grande importância para os goianienses, há suspeitas de que sua história tenha um lado sombrio e ecoe para tempos bem difíceis.

Segundo o que conta a tradição local, os antigos reservatórios de água, depois de já desativados, foram utilizados durante a ditadura militar no Brasil como instrumentos de tortura. Não existem fontes que confirmem a história, no entanto, diversas pessoas que na época moravam nos entornos do espaço, relatam que escutavam gritos horríveis e pedidos de socorro vindos do local.

A hipótese é de que os militantes que iam contra a ditadura e que acabavam sendo capturados, eram jogados dentro das caixas de água durante o frio, onde precisavam lidar com inúmeros ratos e tantos outros atos de tortura. Por outro lado, quando a história veio à tona, muitas autoridades negaram e confirmam que nada disso realmente aconteceu. Infelizmente, esse é um mistério que provavelmente nunca será confirmado ou negado mediante a provas.

Como se não bastasse, ainda existem histórias de fantasmas no Martim Cererê. Supostos relatos vindos de funcionários e visitantes do local, contam a visão de fantasmas perambulando pelos edifícios, que provavelmente pertenceriam às pessoas torturadas no local e que não sobreviveram.

E você, no que acredita? Bom, a questão é que agora, a função do Centro Cultural Martim Cererê é outra e vai muito além de oferecer cultura, mas também proporciona novas perspectivas de vida para pessoas da comunidade goianiense.

Via: SEDUCE TripAdvisor DM 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Menor suspeito de matar mulher em acidente em Rio Verde, além de bêbado, dirigia acima da velocidade permitida 

Acidente ocorreu em setembro deste ano; Neuraci Maciel, de 43 anos, morreu no local.
13/11/2018, 18h01

O menor de 17 anos, suspeito de dirigir bêbado e matar mulher em acidente em Rio Verde, no sudoeste do estado, dirigia acima da velocidade permitida no local, de acordo com laudo pericial. A batida entre os dois veículos, o do menor e o da dona de casa Neuraci Maciel, de 43 anos, ocorreu no dia 23 de setembro. Segundo o documento, no momento do acidente, o adolescente trafegava entre 69 km/h e 78 km/h em uma via que permitia apenas 50 km/h.

Câmeras de segurança registraram o momento da batida: Reveja:

Quatro dias após o ocorrido o menor foi apreendido, mas liberado em seguida. Ele aguarda andamento do processo em liberdade.

De acordo com o delegado Stanislao Montserrat, responsável pelo caso, o laudo deve ser anexado ainda hoje (13/11) no inquérito de investigação, que já foi concluído e entregue ao Poder Judiciário. Foi pedido que o menor cumpra medida socioeducativa de internação por ter cometido ato infracional de homicídio com dolo eventual, já que ao dirigir bêbado, assumiu o risco de matar.

Acidente em Rio Verde

O acidente ocorreu no domingo, 23 de setembro, depois de o menor, que dirigia bêbado, furar o sinal e bater no carro onde estava Neuraci Marciel, de 43 anos. A dona de casa estava acompanhada da filha, de 22 anos, grávida de quatro meses. A jovem ficou ferida, mas recebeu alta depois de ter sido levada a uma Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Rio Verde.

Após o acidente, o adolescente quase foi linchado por moradores da região, enquanto amigos tentavam tirá-lo do local. Em outro vídeo é possível ver uma mulher desesperada tentando conter a ação dos populares: Confira:

Na ocasião, policiais chegaram no local e encaminharam o menor para a delegacia mais próxima, onde ele foi submetido ao teste do bafômetro que constatou teor alcóolico de 0,60 miligramas. Pouco tempo depois o adolescente foi liberado.

Via: G1 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Goiás tem o maior número de casos de dengue registrados no país, em 2018

A região Centro-Oeste tem o maior número de casos registrados, o que representa 36,3% do total levantando em todo o Brasil.
13/11/2018, 18h06

Com o aumento das chuvas e o calor os casos de dengue no Brasil e no Estado de Goiás tendem a aumentar. Para que isso não aconteça, o Ministério da Saúde (MS) divulgou nesta terça-feira (13/11) a campanha de Combate ao Aedes Aegypti, mosquito transmissor da dengue. Além de divulgar a campanha, o Ministério também revelou os números de casos da doença registrados em todo o país e Goiás é o Estado com o maior número entre todas 26 federações e o Distrito Federal registrados durante o ano.

Até o dia 27 de outubro deste ano, foram registrados 1,025 casos/1000 habitantes em Goiás. O número divulgado apenas na região Centro-Oeste foi de 80.170, ou seja, 36,3% do total registrado em todo território nacional.

No nordeste o número levantando até o momento é de 62.936 casos, ou seja, 28,5%; no Sudeste com 62.153 casos que equivale a 28,1%; no Norte com 13.262, equivalente a 6,0% e na região Sul com 2.400 casos, o que representa 1,1%.

Goiás tem o maior número de casos de dengue registrados no país em 2018
Print tabela de casos

Em Goiás

A Secretaria do Estado de Saúde do Estado de Goiás (SES) afirma que o número de casos em Goiás aumentou devido a circulação do tipo 2, que segundo a SES é um vírus relativamente novo. Conforme a SES, as ações de combate ao mosquito por parte da população diminuíram, devido a uma queda nos casos de Zika Vírus em todo o Estado e com isso diminuiu o medo de crianças nascerem com microcefalia.

Os dados divulgados pela SES confirmam que até o momento em Goiás foi registrado um aumento de 22% dos casos de dengue. Em relação as outras duas doenças transmitidas pelo mosquito, os números mostram uma queda. No caso da Chikungunya a redução é de 82,7% e o de Zika uma diminuição de 73,3%.

Segundo a SES, desde 2015 quando o Zika Vírus chegou a Goiás, uma parceria foi firmada entre a Secretaria de Segurança Pública do Estado de Goiás (SSPGO) junto ao Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás (CBMGO) o que proporcionou dar um salto de oito milhões de visitas anuais para 22 milhões de visitas por ano. A secretaria afirma que a principal estratégia de combate ao Aedes Aegypti é voltada para eliminação dos criadouros dos mosquitos.

Além dos dados da Dengue, os números de Chikungunya e Zika também foram divulgados

Os dados divulgados pelo Ministério da Saúde, trazem também informações sobre a febre chikungunya que até o dia 27 de outubro foram registrados 80.940 casos. O que representa uma queda de 55,7% em relação ao ano passado com 182.587 casos. Em relação a febre, sete estados tiveram aumentos relatados em relação a chinkungunya, com destaques para Mato Grosso e Rio de Janeiro tendo os maiores números em comparação com o ano passado.

Outra preocupação é com o Zika Vírus, que até o dia 27 de outubro deste ano, teve um total de 7.544 casos em todo país. O número representa uma queda de 54,6% em comparação com o ano passado, quando foram registradas 176.616 ocorrências. Com o Rio Grande do Norte com a maior incidência de Zika vírus por 100 mil habitantes.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.