10/jun/2019

Marconi Perillo está no ostracismo e abandonado

O ex-governador Marconi Perillo vive um autoexílio em São Paulo e reclama do isolamento a que foi colocado após ser fragorosamente nas urnas em outubro de 2018. Vivendo na capital paulista, onde dá consultoria para a Companhia Siderúrgica Nacional, Perillo se isola cada vez mais para não ser alcançado por oficiais de Justiça e cumpre uma determinação de seus advogados para chicanear ao máximo as ações de improbidade que pesam contra ele, além da investigação de homicídio que responde.

Um ex-auxiliar de Marconi, do primeiro time, daqueles que tinham liberdade de ação, revelou para o Dia Online com exclusividade que Marconi Perillo está “injuriado” com o abandono dos áulicos do poder que lhe bajulavam quando ele ocupava o Palácio das Esmeraldas e que hoje lhe viram as costas. “A começar de uma patota do TCE que se isolaram e deixaram que o tribunal rejeitasse suas contas”, comentou. Ele – esse ex-auxiliar de Marconi – se refere aos conselheiros Edson Ferrari e Carla Santillo, que deixaram correr frouxo a recusa das contas do ex-governador, abrindo caminho para que ele seja declarado inelegível por até oito anos. Ferrari e Carla Santillo jamais seriam nada na vida pública se não fosse a graça de Perillo que os ungiu no TCE, onde reza a lenda de que quem vai para lá entra no paraíso sem ter morrido.

Esse mesmo ex-poderoso do staff marconista contou que Perillo vive agora um processo de purgatório e quem provou do peso de sua mão quer lhe retribuir a desdita, vingando de modo exemplar. Na África um leão velho é atacado por hienas e sucumbe à força dos búfalos. Assim está o ex-governador que apanha de todos os lados e ninguém sai em sua defesa. Nem mesmo os deputados de seu partido, o PSDB, levantam a voz para defendê-lo, até porque em algum momento eles sofreram na unha do ex-governador.

Jornalista ex-auxiliar de Marconi faz achaques

Marconi não tem uma linha de defesa nem mesmo dos jornalistas que se refastelaram em sua mesa. Nem mesmo um blog que 24 horas por dia se ocupa em atacar o governo Caiado patrocina a defesa do ex-patrocinador. Esse ex-auxiliar de Marconi Perillo conta que o chefe está “puto” com eles porque eles se valem de achaques a empresários, como José Garrote (dono do Super Frango) e os donos das lojas Novo Mundo, além de prefeitos como Jânio Darrot (Trindade) e Roberto Naves (Anápolis), que apanharam primeiro para abrir o caixa depois e irrigar o blog com dinheiro. “Ali foi jogada dos caras, que começaram a meter o pau e chamaram para um acordo. Fizeram isso com o cara do Novo Mundo e com o Zé Garrote, batendo e depois recebendo. O prefeito de Anápolis eles batiam nele todo dia. Aí é o jogo sujo que eles fazem e eu tenho certeza que não tem o dedo do Marconi, porque a gente não está conseguindo arrumar nada”.

O ex-auxiliar revela ainda que Marconi está “puto” com um jornalista em especial, que reinou absoluto quando esteve no governo e que agora não faz nada para lhe proteger. “É um tipo de jornalismo que é chantagismo”. O resultado é que Zé Garrote e Carlos Luciano (Novo Mundo) teriam ficado injuriados com Marconi para que ele intervisse e fizesse parar os achaques achando que teria sido ele quem mandou fazer a perseguição nesse blog. O único que eles recuaram foi um advogado parente da mulher de Marconi, Valéria Jayme Perillo, que falou rasgado para o ex-governador. “Você fala para esses filhos da puta que se publicarem mais uma linha apenas no meu nome eu vou lá e mato esses desgraçados, e você sabe que eu mato mesmo”, sentenciou.

Abandonado, acusado, acuado pela Justiça e com muito medo de novas incursões do Ministério Público, Marconi Perillo vive um inferno astral para tentar respirar e enxergar o horizonte nebuloso que se descortina à sua frente.