Economia

Cade inicia análise de acordo proposto pela Petrobras para venda de refinarias

O acordo prevê ainda critérios para os compradores, entre eles que sejam independentes da Petrobras e que os ativos não podem ser adquiridos em conjunto por um mesmo comprador.
11/06/2019, 16h04

O superintendente-geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) levou nesta terça-feira, 11, ao conselho proposta da Petrobras de acordo para vender refinarias e encerrar investigação contra a estatal no órgão. Como antecipou o Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado, a proposta representa a venda de refinarias que correspondem a cerca 50% da capacidade de refino da empresa e o acordo segue o que foi divulgado pela própria estatal e aprovado em seu conselho de administração como plano de desinvestimento para o setor.

“Não há nada melhor para a concorrência do que a competição. O acordo representa a abertura do mercado de refino no Brasil e as expectativas são menores preços e maiores investimentos do setor”, afirmou o superintendente, Alexandre Cordeiro. “É um jogo que só tem vencedores.”

A proposta, defendida por Cordeiro, está sendo analisada pelo tribunal no Cade, que tem que votar antes de homologá-la. Os ativos incluídos são: Refinaria Abreu e Lima (Rnest), Unidade de Industrialização do Xisto (SIX), Refinaria Landulpho Alves (Rlam), Refinaria Gabriel Passos (Regap), Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar), Refinaria Alberto Pasqualini (Refap), Refinaria Isaac Sabbá (Reman) e Lubrificantes e Derivados de Petróleo do Nordeste (Lubnor).

As oito refinarias representam a produção de 1,1 milhão de barris por dia, que, de acordo com o entendimento, têm que ser vendidas até 31 de dezembro de 2021, prazo que poderá ser prorrogado por um ano. A Petrobras manterá as refinarias de São Paulo, Rio de Janeiro e uma no Nordeste.

O acordo prevê ainda critérios para os compradores, entre eles que sejam independentes da Petrobras e que os ativos não podem ser adquiridos em conjunto por um mesmo comprador.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Mãe de bebê sequestrado em Goiânia na maternidade quer criança de volta

A diarista Antônia Lopez e o pedreiro Taysson Rodrigo, pais do bebê, estão sendo atendidos por um advogado voluntário para recuperar a criança.

Por Ton Paulo
11/06/2019, 16h26

A mãe que deixou um recém-nascido na Maternidade Nascer Cidadão, em Goiânia, para ser adotado, e depois teve o bebê sequestrado por uma técnica de enfermagem do hospital, resolver pedir sua guarda. A diarista Antônia Lopez e o pedreiro Taysson Rodrigo, pais do bebê, estão sendo atendidos por um advogado voluntário para recuperar a criança, que havia sido deixada para ser adotada.

Conforme um jornal local, o casal está desempregado e passa por maus-bocados financeiros, motivo que fez com que a mulher, ao ter o bebê, o deixasse na maternidade para ser adotado.

Entretanto, o marido de Antônia e pai do bebê, Taysson, não sabia das intenções da esposa e só descobriu que o bebê havia sido doado depois do ato concretizado. O caso da criança ganhou repercussão após ela ser roubada de dentro do hospital por uma técnica de enfermagem que queria dá-lo de presente a uma prima, que havia perdido um bebê no sexto mês de gestação.

Na casa do casal, com eles, vivem dois filhos dela, de 24 e 13, e um filho dele, de 10. Um advogado está cuidando do caso sem cobrar nada do casal. Ao jornal local, o pai do bebê disse que “tudo o que quer é conseguir emprego e recuperar seu filho”.

Relembre o caso do bebê sequestrado em Goiânia

O bebê sequestrado na Maternidade Nascer Cidadão foi encontrado na tarde de quinta-feira (30/5) no setor Três Marias, em Goiânia. A suspeita, a técnica de enfermagem Elenita Aparecida Lucas, e uma tia chegaram a ser presas.

O recém-nascido foi sequestrado na noite de 29/5. Elenita teria pedido para sair mais cedo de seu plantão na maternidade, e levou o bebê às escondidas.

Na ocasião, a defesa dos acusados informou que Elenita quis ajudar uma prima, que havia perdido seu próprio bebê no sexto mês de gestação. Enquanto os advogados dos outros envolvidos afirmou que eles não tinham conhecimento da ação de Elenita. Os quatros respondem por subtração de incapaz.

Via: O Popular 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Política

2ª Turma do STF decide que caberá ao plenário analisar prisão em 2ª instância

O TRF-4 é a segunda instância de processos da Operação Lava Jato e condenou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no caso do "triplex do Guarujá".
11/06/2019, 16h29

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta terça-feira, 11, que caberá ao plenário do Supremo analisar um habeas corpus coletivo que contesta a prisão automática de réus após a condenação em segunda instância, conforme fixado em súmula do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4). O TRF-4 é a segunda instância de processos da Operação Lava Jato e condenou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no caso do “triplex do Guarujá”.

Durante a sessão, o decano do STF, ministro Celso de Mello, cobrou o julgamento do mérito de três ações que tratam da possibilidade de prisão após condenação em segunda instância. “Entendo que é mais do que necessário que o plenário do STF venha a julgar as três ações declaratórias de constitucionalidade para que se defina em caráter definitivo essa questão delicadíssima”, disse Celso de Mello.

Ainda não há previsão de quando o presidente do STF, ministro Dias Toffoli, marcará o julgamento dessas três ações.

Automático

O habeas corpus coletivo analisado pelos ministros do Supremo nesta tarde foi apresentado ao STF em favor de todos aqueles presos em razão da aplicação da súmula 122 do TRF-4, como é o caso de Lula. Na sessão, os ministros entenderam que a questão não deve ser examinada pelos cinco integrantes da Turma, e sim pelos 11 integrantes da Corte em sessão plenária, por se tratar de uma questão constitucional.

A súmula é uma espécie de verbete editado por um tribunal, apoiado em reiteradas decisões sobre uma determinada matéria. No caso em questão, a súmula do TRF-4, contestada no Supremo, diz: “Encerrada a jurisdição criminal de segundo grau, deve ter início a execução da pena imposta ao réu, independentemente da eventual interposição de recurso especial ou extraordinário”.

Para o advogado Sidney Duran Gonçalez, que apresentou o habeas corpus no STF, uma grande quantidade de pessoas tem sido presas, com processos judiciais ainda em trâmite e pendentes de recursos, em razão de prisões “automáticas e desfundamentadas” determinadas pelo TRF-4.

“O TRF-4 adotou como regra a decretação automática do cumprimento antecipado da pena, com base exclusivamente na súmula 122. O Judiciário ainda não delegou a computadores decretar a ordem de prisão, mas me parece que estamos caminhando a isso”, disse o ministro Ricardo Lewandowski.

“A súmula afigura-se flagrantemente inconstitucional e ilegal no aspecto que preconiza prisão automática a partir de julgamentos em segunda instância”, acrescentou Lewandowski, observando que o Supremo entendeu a possibilidade da prisão após a condenação em segunda instância – mas não determinou a sua obrigatoriedade.

Na ocasião, Lewandowski votou para decretar a nulidade de todas as prisões impostas pela súmula do TRF-4. O ministro aproveitou a sessão de julgamento para demonstrar “assombro” com a “guinada” do Supremo, que entendeu ser possível a prisão após a condenação em segunda instância, e criticar a política carcerária do País.

“Um dos principais fatores de superlotação das nossas cadeias é o uso excessivo de prisões provisórias. Vão ter de botar beliches no nosso sistema prisional, para que os presos provisórios possam ter lugar”, comentou Lewandowski.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Dia Gourmet

8 churrascarias em Rio Verde que você precisa conhecer

Quem disse que churrasco é coisa de fim de semana? Com muita carne na brasa, as churrascarias em Rio Verde oferecem fartura e qualidade!
11/06/2019, 16h35

Todo dia é dia de apreciar um bom churrasco! Se você não dispõe de tempo suficiente para preparar tudo em casa, é possível contar com excelentes churrascarias em Rio Verde, que sempre oferecem fartura e boas carnes na brasa! Boa parte delas inclui o churrasco no serviço de buffet, durante o almoço ou janta, mas ainda é possível encontrar boas opções onde você pode escolher seus cortes preferidos.

Com ambientes acolhedores e bastante agradáveis, sempre dá para contar com boa variedade, já que servem opções para os mais diversos gostos. Em busca de algo diferente para fazer com a família ou amigos na cidade? Então confira a listinha especial que preparamos para você!

Encontre as melhores churrascarias em Rio Verde:

1 – Nelore Grill Bar e Restaurante

churrascarias em Rio Verde
Foto: Reprodução

Uma das melhores churrascarias em Rio Verde, o Nellore oferece um ambiente confortável e bastante acolhedor, perfeito para reunir a galera. A casa serve almoço todos os dias e o cliente pode escolher a opção de self-service por quilo, onde é possível contar com boa variedade de saladas, pratos quentes, sobremesas e é claro, o querido churrasco na brasa.

Vale lembrar que de terça a domingo também é possível contar com porções de pratos à la carte, sem deixar de lado o bom churrasco. Durante as quartas, rola um rodízio de peixes. Nas quintas o restaurante costuma ser mais agitado que o costume, já que recebe música ao vivo.

Por ali ainda é possível encontrar um snooker bar com tema esportivo, aberto todos os dias a partir das 16h, servindo aquela cervejinha gelada acompanhada de porções fartas e saborosas. Também é possível encontrar transmissões de futebol. Vale a pena conhecer! Clique aqui e confira mais detalhes.

Horário de atendimento: segunda, das 11h às 14h30 | terça a sexta, das 11h às 14h e das 17h à 1h | sábado e domingo, das 11h à 1h

Telefone: (64) 3623-2093

Endereço: qd18 lt18, Rua 110, s/n – Conj. Morada do Sol, Rio Verde – GO, 75909-195

2 – Churrascaria Tarantella

churrascarias em Rio Verde
Foto: Reprodução

Oferecendo um ambiente com decoração rústica e agradável, a Tarantella também é uma das melhores churrascarias em Verde. O atendimento do local é bastante cordial, já que a equipe trabalha para garantir a satisfação de seus clientes.

A comida servida por ali também é excelente e de qualidade, produzida com produtos frescos. As carnes são suculentas e saborosas, com opções para todos os gostos. Vale lembrar que rola rodízio de churrasco e buffet variado, sem falar que ainda há cardápio de pizzas. Vale a pena conhecer!

Horário de atendimento: segunda a sexta, das 11h às 14h e das 18h às 00h | sábado, das 11h às 16h e das 18h às 00h | domingo, das 11h às 14h

Telefone: (64) 3623-0011

Endereço: R. Nizo Jaime de Gusmão, 150 – Vila Santo Antonio, Rio Verde – GO, 75901-240

3 – Churrascaria Panelão

churrascarias em Rio Verde
Foto: Reprodução

Uma das churrascarias mais tradicionais de Rio Verde, a Panelão abre apenas para o almoço. Na casa é possível encontrar um ambiente familiar, com atendimento personalizado e comidas de qualidade.

Tudo é produzido com ingredientes frescos, garantindo sabores de excelência. As carnes são deliciosas, apresentando boa variedade que agrada a todos os gostos.

Horário de atendimento: todos os dias, das 11h às 14h

Telefone: (64) 3621-0619

Endereço: R. Rosulino Ferreira Guimarães, 786 – S Central, Rio Verde – GO, 75901-260

4 – Casarão Chopp

churrascarias em Rio Verde
Foto: Reprodução

Para aqueles que não perdem a oportunidade de apreciar uma boa cerveja, acompanhada daquela carne assada de qualidade e com muito sabor, o lugar é uma excelente opção! Por ali os clientes contam com os cortes mais nobres e selecionados, podendo ainda escolher o ponto e o tempero de suas carnes.

Como se não bastasse, ainda há uma carta variada de cervejas, agradando a todos os gostos e estilos. O ambiente é moderno e acolhedor, perfeito para um happy hour com os amigos ou um passeio diferente com a família. Sem dúvida, uma das melhores churrascarias da cidade!

Horário de atendimento: segunda a sexta, das 17h às 00h | sábado, das 11h às 00h | domingo, das 11h às 16h

Telefone: (64) 3054-0101

Endereço: R. Gumercindo Ferreira, 412 – St. Central, Rio Verde – GO, 75901-187

5 – Picanha’s Bar e Restaurante

churrascarias em Rio Verde
Foto: Reprodução

Com um ambiente bastante acolhedor e familiar, o local serve almoço, jantar e ainda conta com uma boa carta de bebidas, com destaque para a cerveja. Na casa é possível encontrar comidas saborosas, em um buffet variado que agrada até aos gostos mais exigentes.

As carnes, como manda uma boa churrascaria, são os destaques. É possível encontrar com opções variadas e saborosas. A picanha na chapa é o carro-chefe. A casa ainda recebe música ao vivo eventualmente.Vale a pena!

Horário de atendimento: segunda, quarta, quinta e sexta, das 11h às 15h e das 17h30 às 00h | sábado e domingo, das 11h às 15h e das 17h30 à 1h

Telefone: (64) 3051-0033

Endereço: Rua Sebastião Freitas da Silva, n°28, Qd. 22 Lt. 12 – Vila Amalia, Rio Verde – GO, 75906-252

6 – Porquinho Grill

churrascarias em Rio Verde
Foto: Reprodução

Com um ambiente bastante moderno e arejado, os clientes podem encontrar um climinha bem agradável, com comidas e carnes extremamente saborosas. No cardápio, o que há de melhor da cozinha brasileira caseia, servida em um buffet bem variado.

Os destaques vão para as carnes assadas na brasa e o peixe na grelha, onde ainda é possível contar com saladas variadas e até mesmo comida japonesa. O atendimento também é de qualidade. Vale a pena conhecer o lugar!

Horário de atendimento: todos os dias, das 10h às 00h

Telefone: (64) 3622-4231

Endereço: Avenida Brasília, 989 – Parque Bandeirante Prolongamento, Rio Verde – GO, 75900-179

7 – Lá no Cumpade Churrasquinho e Cia

Foto: Reprodução

Considerada como uma das melhores churrascarias em Rio Verde, a casa é uma das melhores opções para curtir um happy hour com a galera, com cerveja gelada, porções fartas e saborosas e é claro, muita carne assada!

A carne é servida no espeto, podendo ser acompanhada de mandioca, arroz e feijão tropeiro, podendo acrescentar outras opções de acordo com o gosto do cliente. Petiscos também são uma boa pedida!

Horário de atendimento: segunda a sábado, das 17h30 às 00h

Telefone: (64) 3623-3915

Endereço: Av. 01 Qd. 07 Numero 88 – Parque dos Buritis, Rio Verde – GO, 75907-453

8 – Cupim Na Brasa Restaurante

Imagem ilustrativa: Pexels

O restaurante, que também funciona como churrascaria, é sem dúvida uma das melhores opções de Rio Verde. Por ali é possível encontrar comidas sempre saborosas e um dos melhores custo-benefício da cidade.

As carnes também são de alta qualidade, servidas com o tempero certo e em boa variedade, retiradas na própria churrasqueira. Para quem pretende garantir um almoço gostoso, vale a pena conhecer!

Horário de atendimento: segunda a sábado, das 11h às 14h

Telefone: (64) 3050-6528

Endereço: R. Costa Gomes, 1155 – Centro, Rio Verde – GO, 75906-270

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Suspeito de matar e tentar estuprar a mãe é preso, em Goiás

Em 2012 Romar foi preso após agredir e tentar estuprar a mãe, em Itaberaí.
11/06/2019, 16h38

Um suspeito de agredir e matar a própria mãe, em Pires do Rio, a 83 quilômetros de Goiânia, foi preso na última segunda-feira (10/6), após um trabalho conjunto entre Polícia Militar e Polícia Civil do Estado de Goiás (PM e PC).

A Polícia informou que o indivíduo foi identificado como Romar Sardinha da Silva, de 38 anos. Segundo as informações divulgados pela polícia, Romar é investigado pelo homicídio de sua mãe identificada apenas pelas iniciais A.A.S.A, de 62 anos, que foi espancada pelo filho no dia 6 de abril deste ano.

Diante das graves lesões provocadas pelas agressões de Romar, a idosa foi encaminhada ao Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo), porém ela não resistiu aos ferimento e morreu quatro dias após dar entrada na unidade de saúde.

Em 2012, suspeito de matar a mãe a agrediu e tentou estuprá-la em Itaberaí

A polícia afirmou ainda que em 2012, o suspeito foi preso após agredir a própria mãe em Itaberaí e tentar estuprá-la em Pires do Rio. Conforme as investigações policiais, Romar fugiu para Cocalinho no Mato Grosso (MT) após o crime, onde matou D.R.G, de 56, a facadas, na fazenda em que trabalhava.

Após o homicídio no MT, Romar voltou para Itaberaí. Após troca de informações entre a PM e a PC, a polícia pediu a prisão preventiva de Romar. Com o pedido expedido pelo Poder Judiciário, a polícia conseguiu encontrar o suspeito no município e cumpriu o mandado contra o suspeito que foi encaminhado para a delegacia de Pires do Rio.

Conforme repassado pela polícia, Romar foi interrogado pelas forças policiais e confessou ser o autor dos homicídios. Após prestar depoimento, o suspeito foi levado para o presídio da cidade e fica à disposição da Justiça. A polícia afirmou também que o inquérito policial vai ser concluído em poucos dias e que Romar vai ser indiciado por feminicídio, em caso de condenação a pena pode chegar a 30 anos de prisão.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.