Trânsito

Carro invade muro de casa e deixa avó e neta gravemente feridas, em Anápolis

Idosa e criança foram encaminhadas ao Huana e Hugol, respectivamente. Acidente ocorreu no fim da tarde desta quinta-feira (6/6), na Vila Fabril.
07/06/2019, 08h01

Um carro de passeio invadiu o muro de uma casa e deixou duas pessoas gravemente feridas, sendo elas avó e a neta, uma bebê. O acidente ocorreu no fim da tarde desta quinta-feira (6/6), na Vila Fabril, em Anápolis, na Região Metropolitana de Goiânia.

De acordo com informações com a Polícia Militar da cidade, o carro havia batido em outro veículo de pequeno porte, perdido o controle e invadido o muro da residência. A idosa e a bebê foram atropeladas pelo carro e socorridas com ferimentos graves. Ainda conforme a corporação, os motoristas dos dois veículos envolvidos não apresentavam sinal de embriaguez.

Os primeiros socorros foram prestados pelo Corpo de Bombeiros. Segundo publicação do Portal 6, um jornal local, com a gravidade dos ferimentos, a criança foi encaminhada para o Hospital Estadual de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), em Goiânia. A idosa foi socorrida e levada ao Hospital Estadual de Urgências de Anápolis Dr. Henrique Santillo (Huana).

O Dia Online tenta contato com as unidades de saúde para saber o quadro atualizado das pacientes.

Caminhão invade muro casa e deixa casal ferido, em Anápolis

Em março deste ano, um caminhão desgovernado invadiu uma casa e deixou duas pessoas feridas, no Conjunto IAPC, em Anápolis. O muro da residência foi atingido e os escombros caíram sobre dois moradores que estavam no local.

A mulher, Maria Divina Barbosa, de 45 anos, foi socorrida com algumas escoriações e levada para o Hospital Municipal Jamel Cecílio, em Anápolis. A segunda vítima, Nilton marques Araújo, de 46 anos, foi encaminhado para o Hospital Estadual de Urgências de Anápolis Dr. Henrique Santillo (HUANA), também com escoriações e dores nas pernas.

Ainda segundo a corporação, quando a equipe chegou até a casa o motorista do caminhão já havia se retirado do local, mas momentos depois se apresentou à uma equipe da Polícia Militar.

Imagens: Anápolis Notícias 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Política

Bolsonaro diz na Argentina que criação de moeda única 'é 1º passo para um sonho'

Presidente disse também que tem uma proposta "embrionária" para que os países da América do Sul se reúnam com o presidente americano, Donald Trump.
07/06/2019, 08h23

O presidente Jair Bolsonaro afirmou na manhã desta sexta-feira, 7, que foi dado na Argentina o primeiro passo em direção a uma moeda única no Mercosul. “É o primeiro passo para um sonho de uma moeda única. Como aconteceu o euro lá atrás, pode acontecer o peso real aqui”, disse ao deixar o hotel onde estava hospedado em Buenos Aires. Bolsonaro volta nesta manhã para o Brasil.

“Meu forte não é economia, mas acreditamos no feeling, na bagagem, no conhecimento e no patriotismo do Paulo Guedes, ministro da Economia, nessa questão também”, afirmou.

Questionado sobre a possibilidade de o anúncio do projeto ser uma manobra eleitoral do governo de Mauricio Macri, Bolsonaro mudou de assunto e voltou a falar que ninguém quer que a América do Sul “flerte com o comunismo, o socialismo”. “Infelizmente isso aconteceu na nossa querida Venezuela”, disse.

Macri tentará a reeleição em outubro contra uma chapa formada por Cristina Kirchner, candidata à vice, e Alberto Fernández. Com a Argentina passando por mais uma crise econômica, a imagem de Macri está bastante abalada. O anúncio da moeda comum pode ser usado para melhorar sua popularidade.

Bolsonaro disse ainda que deixava como mensagem final aos argentinos um pedido para que Deus os ilumine nas eleições de outubro, repetindo o que já havia dito em duas ocasiões na quinta-feira (6). Em discursos ao lado de Macri, o dirigente brasileiro havia mostrado seu apoio a Macri.

O presidente disse também que tem uma proposta “embrionária” para que os países da América do Sul se reúnam com o presidente americano, Donald Trump. Ele não citou, porém, quais seriam os objetivos dessa reunião.

“Vamos agora costurar essa possibilidade dos países da América do Sul, de centro-direita, conversar com Trump.”

STF

Bolsonaro parabenizou o Supremo Tribunal Federal (STF) pela decisão tomada nesta quinta-feira em plenário que permite a venda de subsidiárias estatais sem a necessidade de aprovação no Congresso.

“As empresas mãe ainda terão de passar pelo Parlamento. Não deixou de ser um avanço. Parabéns. Meus cumprimentos ao Supremo Tribunal Federal, que agiu com patriotismo, contrário à política anterior que havia no Brasil nessas questões econômicas. O viés ideológico para se fazer negócio vai deixando de existir”, afirmou.

Imagens: Folha de São Paulo 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Caminhoneiro reconhece bandidos que o fizeram de refém em canavial de Itaberaí

O crime ocorreu em abril, onde o motorista foi abandonado no canavial pelos bandidos, que levaram todos os seus pertences.

Por Ton Paulo
07/06/2019, 08h57

Uma denúncia recebida pela Polícia Militar (PM) na noite da última quinta-feira (6/6), levou a equipe policial a um endereço no município de Goianira, região metropolitana de Goiânia, onde foram presos dois suspeitos portando armas ilegalmente. Eles foram reconhecidos por um caminhoneiro que foi vítima dos bandidos em Itaberaí. O homem foi feito de refém em um canavial da região durante uma tentativa de roubo de carga.

De acordo com a Polícia Militar, a denúncia se referia a uma residência na Av. T-4 no Jardim Imperial, em Goianira, onde havia uma movimentação suspeita. A suspeita dos policiais é de que ali funcionaria um ponto de venda drogas.

No local, a polícia encontrou Felipe Rodrigues Procópio, com passagem por roubo; Itallo do Nascimento Borges, com passagem pelo crime de posse de drogas; Caio Monteiro Ribeiro Machado, com várias passagens por roubo e furto e Wagner Ferreira da Silva, também com passagens por roubo e posse de drogas..

Em posse das informações colhidas sobre os suspeitos, um motorista da empresa brasileira de cigarros Souza Cruz identificou dois dos suspeitos como seus sequestradores. Ocorre que no dia 5 de abril deste ano, o motorista, que levava uma carga de cigarros, foi abordado pelos bandidos no município de Itaberaí, interior de Goiás, e levado à força para um canavial, onde foi feito de refém.

Na ocasião, o motorista foi abandonado no canavial pelos bandidos, que levaram todos os seus pertences.

Arma carregada foi encontrada com suspeitos que fizeram motorista de refém em canavial de Itaberaí

Ainda segundo a polícia, no interior do veículo de um dos suspeitos – não especificado pela polícia – foi encontrada uma arma de fogo, revólver calibre .38, e cinco munições intacta.

Diante dos fatos, foi dada voz de prisão aos suspeitos e encaminhados a Central de Flagrantes em Trindade para os procedimentos cabíveis.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Vídeos mostram explosão em empresa de reciclagem em Aparecida; dois morreram

Incidente ocorreu na noite do dia 30 de maio; dois funcionários morreram e quatro ficaram gravemente feridos.
07/06/2019, 11h36

A Polícia Civil de Goiás (PCGO) divulgou, na noite desta quinta-feira (6/6), uma sequência de vídeos que mostram o exato momento da explosão que provocou um incêndio em uma empresa de reciclagem, em Aparecida de Goiânia. O incidente ocorreu na noite do dia 30 de maio; dois funcionários morreram e quatro ficaram gravemente feridos.

Os registros foram feitos pelo circuito de câmeras de segurança da empresa. Em um dos ângulos é possível ver de perto o exato momento da explosão, que ocorre enquanto dois funcionários trabalham na parte externa do galpão retirando aerosol (desodorante) dos cilindros. Assista abaixo:

Laudos concluem que gás do desodorante provocou incêndio em empresa de reciclagem

O laudo feito por equipes da Superintendência da Polícia Técnico-Científica (SPTC) foi concluído e entregue ao delegado Diogo Luiz Barreira Gomes, titular da 7ª Delegacia Distrital de Polícia (DDP) de Aparecida de Goiânia, responsável pelas investigações, na última quarta-feira (5/6).

Conforme o documento, o gás butano – altamente inflamável, presente nos cilindros que eram descarregados pelos funcionários, formou uma espécie de ‘cobertor’ sobre ao solo. “A primeira explosão teve início após essa espécie de cobertura entrar em contato com algum ignitor, provavelmente uma empilhadeira”, relatou o perito Celso Faria de Souza.

Foi apontado no laudo que a temperatura das chamas, durante a explosão, variaram entre 600 e 1 mil graus celsius. De acordo com relatório da perita Joara de Paula Campos, o corpo de Antônio Filho dos Santos Araújo, funcionário que morreu no local, apresentava lesões de chamas de grandes proporções. Segundo ela, para escapar do incêndio, a vítima teria que correr a uma velocidade de 14 km/h em um tempo de 22 segundos, até conseguir deixar o local.

O outro funcionário, identificado como Jeferson Andrade Silva, chegou a ser socorrido, mas morreu no hospital. Outros quatro servidores da EcoVR continuam internados no Hospital Estadual de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), em Goiânia, onde recebem tratamento adequado.

Investigações

De acordo com o delegado responsável, as vítimas já foram ouvidas e, com a conclusão do laudo pericial, o inquérito deve ser concluído nos próximos dias. Ainda segundo o investigador, a empresa pode ser indiciada por homicídio culposo, por dolo eventual ou crime de incêndio. Durante as investigações, a empresa acabou assumindo o risco de que o acidente fosse provocado.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Em Acreúna, PRF frustra roubo de carreta em andamento e liberta refém

Conforme a PRF, o veículo seria entregue em Goiânia e o proprietário era mantido refém em Várzea Grande (MT).

Por Ton Paulo
07/06/2019, 11h51

Agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), em conjunto com a Polícia Militar do Mato Grosso, impediu o roubo de um caminhão que estava em andamento na tarde da última quinta-feira (6/6) na BR-060, no município de Acreúna, sudoeste goiano. Conforme a PRF, o veículo seria entregue em Goiânia e o proprietário era mantido refém em Várzea Grande (MT).

Tudo aconteceu durante uma fiscalização de rotina nas proximidades de Acreúna, quando PRF parou um caminhão e solicitou a documentação ao condutor. O motorista do veículo, então, informou que não possuía nenhum documento. Questionado pelos policiais rodoviários sobre origem e destino da viagem, ele acabou entrando em contradição, levantando suspeitas por parte dos agentes.

Os policiais entraram em contato com os familiares do proprietário do caminhão no estado de Santa Catarina, e foram informados de que o homem abordado não era autorizado a dirigir o veículo. A família informou ainda que o caminhoneiro havia ido até Várzea Grande para pegar um frete, mas não entrava em contato há dois dias.

Durante as diligências o suspeito recebeu uma ligação em que era questionado se já havia deixado a carreta em Goiânia, no local combinado. Neste momento, os policiais concluíram que tratava-se de um roubo em andamento e deram voz de prisão ao homem.

Criminosos que faziam o roubo de carreta em Acreúna faziam o motorista de refém

Na ligação recebida pelo suspeito do comparsa, ele informou que estava sendo preso, fazendo com que os criminosos libertassem o proprietário do veículo, que era mantido refém desde a última terça-feira (4/6).

A PRF acionou a polícia militar de Várzea Grande, que localizou a vítima e, a partir das informações compartilhadas entre as polícias, prendeu parte de uma organização criminosa composta por nove integrantes com idades entre 18 e 35 anos.

Com eles, os policiais militares encontraram uma arma de uso restrito, rádio digital, 13 celulares e certa quantia em dinheiro. O bando, cinco homens e quatro mulheres, foi conduzido à central de flagrantes em Várzea Grande.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.