Educação

Onda de violência em escola de Goiânia provoca desespero e protesto de mães

Organizadas, mães de alunos fizeram um protesto na manhã desta terça-feira (4/6) na entrada da Escola Municipal Renascer, em Goiânia.

Por Ton Paulo
04/06/2019, 10h18

Alegando descaso por parte da pasta responsável e temor pela segurança dos filhos, mães de alunos fizeram um protesto na manhã desta terça-feira (4/6) na entrada de uma escola de Goiânia, de gestão municipal, bloqueando a entrada de estudantes e reivindicando medidas de segurança emergenciais para a escola. Elas defendem que o ato foi a última alternativa para chamar a atenção do Poder Público, uma vez que alunos armados, ameaças de morte e casos de violência se tornaram rotina no lugar.

O grupo de aproximadamente 15 mães chegou à Escola Municipal Renascer, no Residencial Real Conquista, por volta das 6h30 de hoje, bloqueando a entrada do local e impedindo a entrada dos alunos que chegavam. As mulheres, mães de alunos, contam que se organizaram depois que se mostraram infrutíferas as tentativas de negociação com a Secretaria Municipal de Educação (SME) para aumentar a segurança da escola.

Uma mãe ouvida pela reportagem do Dia Online, que não quis se identificar, disse que sente medo ao deixar a filha de 8 anos na escola todos os dias. Segundo a mulher, a Escola Municipal Renascer, que oferece Educação Infantil, Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos – Supletivo para a população da região, tem sido um lugar totalmente inseguro para as crianças e adolescentes. “Os casos de violência são frequentes, são muitos. Alunos que vêm armados com facas, que ameaçam os outros dentro da escola e na saída. Teve uma vez que um rapaz ficou armado na porta da escola ameaçando os estudantes que saíam”, revela.

Onda de violência em escola de Goiânia provoca desespero e protesto de mães
Foto: Facebook

Ainda conforme a mãe, a direção da escola faz o possível para conter o clima de violência que se instala no ambiente composto majoritariamente por crianças e adolescentes, mas a escola já não conta com o apoio do Poder Público. Uma reunião realizada na escola na última segunda-feira (3/6) com um representante da SME e pais de alunos teria sido um demonstrativo do que as mães chamam de “descaso”.

“A Secretaria não faz nada! Nada! Nós já desistimos. Ontem teve a reunião aqui na escola, ele [representante da SME] falou o que quis, disse que iria implantar medidas de longo prazo contra a violência na escola, mas quando quisemos falar e expor as demandas, ele simples nos ignorou e foi embora. Precisamos medidas de curto prazo, isso é urgente!”, desabafa.

Mães relatam ameaças de morte

O clima de violência na escola, de acordo com as mães, tem se tornado insustentável. Uma das mães conta que existe um grupo no WhatsApp onde elas conversam sobre a insegurança na escola. Segundo ela, recentemente um desconhecido conseguiu se infiltrar no grupo e, após adquirir conhecimento do teor das conversas das mães, fez ameaças de morte a várias delas.

Elas contam que o protesto, que teve início por volta das 6h30, teve que se dissipar depois da chegada da Polícia Militar (PM), que chegou por volta das 8h30 e ordenou a abertura da entrada para os alunos.

SME se manifesta sobre protesto de mães contra onda de violência em escola de Goiânia

Procurada pela reportagem do Dia Online, a Secretaria Municipal de Educação disse que está a par dos acontecimentos na escola. A secretaria informou ainda que já tomou as medidas cabíveis em relação à segurança dos alunos.

Veja abaixo:

“NOTA

A Secretaria Municipal de Educação e Esporte (SME) informa que está a par dos acontecimentos na Escola Municipal Renascer e já tomou todas as medidas cabíveis. O atendimento dos alunos foi regularizado desde a última segunda-feira, 3. A Pasta esclarece, ainda, que a Guarda Civil Metropolitana está fazendo rondas diárias no entorno da unidade e atuando com mais ênfase na entrada, recreio e saída dos estudantes para dar mais seguridade à comunidade escolar.”

A reportagem do Dia Online também entrou em contato com a escola, mas segundo uma funcionária a diretora estava em reunião no momento.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Agente prisional é preso suspeito de presentear mulher e matar namorado dela

O crime pelo qual é investigado ocorreu no dia 4 de maio, em um bar de Aragarças, interior de Goiás.
04/06/2019, 11h31

Um agente prisional foi preso preventivamente suspeito de homicídio qualificado e porte ilegal de arma de fogo. O crime pelo qual é investigado ocorreu no dia 4 de maio, em um bar de Aragarças, interior de Goiás. Alessandro Ferreira de Souza e G. F. S, ambos de 38 anos, teriam se desentendido por conta um presente dado pelo agente à namorada da vítima.

De acordo com informações da Polícia Civil, no dia do crime, Alessandro, também conhecido como “Baleia”, foi até um bar onde o agente prisional estava e o ameaçou saindo de forma exaltada. Momentos depois, Alessandro voltou ao local e iniciou uma discussão com o agente, que sacou de uma arma de fogo e atirou contra ele.

O agente penitenciário, que não teve o nome divulgado, foi preso na tarde desta segunda-feira (3/6), por uma equipe da Delegacia de Polícia (DP) de Aragarças.

Presente oferecido à namorada vítima pode ter levado agente prisional a cometer o crime

As investigações apontaram que um presente oferecido pelo agente prisional à namorada e Alessandro pode ter sido o motivo da discussão e do crime. “Baleia”não teria gostado da ação e ido tirar satisfação com o agente, mas durante a discussão acabou sendo baleado e morto.

Segundo o delegado Ricardo Galvão, responsável pelo caso, o agente prisional se apresentou à polícia no dia 6 de maio, dois dias após o crime, e confessou ter atirado contra Alessandro. Em depoimento, ele declarou que desconhecia o motivo que causou a discussão. Apesar disso, ele informou que o único motivo possível seria um suposto presente oferecido por ele à namorada de Alessandro.

Diante dos fatos, a Polícia Civil representou ao Judiciário pela prisão preventiva do agente. O mandado de prisão preventiva foi cumprido na tarde de ontem (3/6). O suspeito foi encaminhado para a unidade prisional de Barra do Garças (MT), onde exercia a função como vigilante penitenciário.

Imagens: YouTube 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Agentes Mirins realizam blitz educativas no Dia do Meio Ambiente, em Aparecida de Goiânia

Os agentes entregarão aos motoristas, motociclistas e pedestres panfletos e sacolinhas para lixo de automóveis, conscientizando assim a população sobre preservação do meio ambiente.
04/06/2019, 11h44

Com o objetivo de promover o conhecimento relacionado ao Meio Ambiente e preservação da natureza, os Agentes Ambientais Mirim realizam nesta quarta-feira, 05, uma Blitz Educativa em dois pontos da cidade. A primeira ação será às 8h na Avenida Rudá, Vila Brasília e às 16h, na Avenida Independência, no Setor Village Garavelo. A ação é alusiva ao Dia Mundial do Meio Ambiente.

Os agentes entregarão aos motoristas, motociclistas e pedestres panfletos e sacolinhas para lixo de automóveis, conscientizando assim a população sobre preservação e noções básicas que contribuem para o meio ambiente. “Nosso objetivo é informar a população sobre a necessidade de se preservar a natureza e as crianças é o melhor caminho para esta conscientização”, comentou o secretário de Meio Ambiente, Cláudio Everson.

 Projeto Pequeno Cidadão

O Projeto Guardião Ambiental Mirim é um Projeto da Policia Militar do Estado de Goiás que foi implantado pelo Comando de Policiamento Ambiental- CPA, oferendo as crianças e adolescentes 50h aula teórica e prática trazendo aprendizado e conhecimentos a respeito da preservação do Meio Ambiente.

O projeto trabalha a Educação Ambiental. São turmas compostas por 32 alunos com faixa etária de 8 a 12 anos e que tenham alcançado a média aceitável 6,0 nas instituições de ensino, bom comportamento e alunos exemplares, como forma de incentivo para os demais alunos.

De acordo com o sargento Daríldo, do Comando de Policiamento Ambiental que é o responsável pelas aulas teóricas das equipes dos agentes mirins ressalta explica o objetivo do projeto que ensina as crianças e adolescentes sobre fauna e flora do cerrado, reciclagem, recursos hídricos e conceitos básicos de como cuidar do lixo produzido.

“A parceria com a Prefeitura de Aparecida de Goiânia, Secretaria de Meio Ambiente e Secretaria de Educação, tem surtido um efeito muito positivo porque as crianças do recebem o treinamento sobre cidadania ambiental e do cotidiano e aprendem sobre hierarquia e disciplina militar”, destacou.

Agentes mirins – A coordenadora de Educação Ambiental da SEMMA, Kamilla Giacomet, explica que cada escola possui quatro agentes ambientais mirins voluntários. Segundo ela, todas as unidades do município aderiram ao projeto ambiental.

“Temos 244 agentes em 61 escolas onde desenvolvemos vários projetos durante o ano, inclusive com premiações. São 244 reforços na preservação da natureza, porque eles ajudam a cuidar das escolas e até mesmo informam se há algum tipo de desordem”, pontuou.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Política

Projeto com mudanças em regras da CNH deve ser entregue à Câmara nesta terça

Proposta aumenta de cinco para 10 anos a validade do documento e eleva de 20 para 40 o limite de pontos.
04/06/2019, 11h57

A Secretaria de Comunicação da Câmara dos Deputados informou na manhã desta terça-feira, 4, que está tudo preparado para a visita do presidente Jair Bolsonaro logo mais à Casa. Bolsonaro vai entregar ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), texto de projeto de lei que altera regras relacionadas à Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Ainda não se sabe se Bolsonaro irá ao Congresso caminhando, como fez na última semana, quando participou de sessão de homenagem ao humorista Carlos Alberto da Nóbrega.

O encontro entre Bolsonaro e Maia está marcado para as 11h30, ocorrerá no gabinete do presidente da Casa e será fechado à imprensa. Somente a TV Câmara e a EBC poderão entrar no local para fazer imagens. Ao final, Bolsonaro deve falar com os jornalistas.

Imagens: O Tempo 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Homem briga com companheiro e incendeia casa onde ele criava bichos, em Goiânia

Antes de queimar a casa, o suspeito roubou vários animais que lá estavam, além de danificar móveis e objetos.

Por Ton Paulo
04/06/2019, 12h42

Um homem de 31 anos foi preso em flagrante na última segunda-feira (3/6), no município goiano de Jataí, acusado de incendiar a casa do companheiro após um desentendimento. O crime aconteceu em Goiânia, e a vítima que teve a casa queimada criava bichos no local.

A prisão de Ilson Douglas Romera ocorreu pela ação dos policiais civis da 15ª Delegacia Distrital de Polícia (DDP), com a participação dos policiais civis das Delegacias Regionais de Rio Verde e Jataí. De acordo com a polícia, Ilson teria, após um desentendimento com seu companheiro, ateado fogo na residência onde moravam, além de subtrair animais que lá estavam e danificar vários objetos de propriedade da vítima. O fato aconteceu em Goiânia, na data de ontem (3/6).

A polícia ainda conta que os animais eram criados na residência para serem vendidos posteriormente. Aproveitando que a vítima estava na residência de sua irmã, Ilson Douglas teria, no início da manhã de segunda-feira, ontem, soltado das gaiolas pássaros domésticos e matado peixes ornamentais de propriedade do companheiro.

A Polícia Civil conseguiu restituir os animais subtraídos, que estavam em condições de maus-tratos.

Homem que incendiou casa do companheiro já havia feito ameaças de morte contra ele

Conforme o relato policial, foi constatado também que o investigado teria feito graves ameaças de morte contra a vítima antes de incendiar a residência, que fica no setor Condomínio Santa Rita 7ª Etapa, na capital. Ele foi preso no município de Jataí, dentro de um ônibus, no momento em que fugia para o estado do Mato Grosso.

Ilson Douglas Romera foi autuado em flagrante delito pelos crimes de incêndio, furto, dano, ameaça, injúria e maus tratos a animais. Após a lavratura do procedimento, Ilson foi recolhido na carceragem da Central Geral de Flagrantes de Goiânia à disposição do Poder Judiciário.

Além dos peixes ornamentais que ele matou, ainda não há informações se outros bichos que possam ter sido alvo do suspeito.

Veja o vídeo do estado em que casa ficou após o incêndio:

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.