Trânsito

Mais de 20 veículos clandestinos de transporte escolar foram apreendidos em Goiânia neste ano

Auditores fiscais da Seplanh apreenderam mais um veículo utilizado no transporte clandestino de estudantes na capital, na última quinta-feira (30).

Por Ton Paulo
31/05/2019, 10h36

Desde fevereiro deste ano, 20 veículos clandestinos utilizados para transporte escolar foram apreendidos em Goiânia e 33 foram autuados por apresentarem algum tipo de irregularidade no exercício de atividade. E na última quinta-feira (30/5), auditores fiscais da Secretaria Municipal de Planejamento Urbano e Habitação (Seplanh) apreenderam mais um veículo utilizado no transporte clandestino de estudantes na capital, na região do Jardim Novo Mundo.

Segundo a Prefeitura de Goiânia, além dos veículos que foram apreendidos transportando estudantes sem a autorização da Secretaria Municipal de Trânsito, Transporte e Mobilidade (SMT), ou seja, de forma clandestina, a segunda principal infração cometida pelos proprietários dos veículos é com relação à documentação exigida para exercício da atividade.

O gerente de fiscalização de transportes da Seplahn, João Peres Teodoro, declarou que muitos dos atuais permissionários estão transportando os alunos sem realizarem as vistorias dos veículos e sem que os seus condutores estejam aptos à condução dos veículos. “É isso que estamos averiguando no momento das fiscalizações, além das condições gerais dos veículos”, afirma Teodoro.

Ações da Prefeitura são dificultadas por pais que optam por veículos de transporte escolar clandestino

O gerente de fiscalização, João Peres, alerta também que mesmo as ações realizadas pela pasta visando combater a prática clandestina da atividade, muitos pais ainda optam por contratar esse tipo de transporte, mesmo colocando em risco a vida dos filhos.

De acordo com ele, muitos dos veículos que são apreendidos estão com pneus carecas, não possuem limitação na abertura de vidros, não possuem cintos de segurança para os estudantes e tacógrafo para controle de velocidade, além de outros problemas técnicos veiculares. “Embora existam vários exemplos de acidentes envolvendo esses veículos clandestinos, muitas vezes os pais optam pelo mais barato, já que o clandestino tem gastos menores, ao invés de pensarem na segurança dos seus filhos”, ressalta.

Além da apreensão dos veículos os proprietários são multados em cerca de R$ 1 mil por transporte clandestino de passageiros, bem como valores diários pela permanência do veículo no Depósito Público Municipal, para onde os mesmos são levados após as apreensões.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Economia

Taxa de desemprego fica em 12,5% no trimestre até abril, afirma IBGE

Resultado representa alta de 0,6% em relação ao mesmo período do ano anterior.
31/05/2019, 10h37

A taxa de desocupação no Brasil ficou em 12,5% no trimestre encerrado em abril, de acordo com os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) divulgados nesta sexta-feira, 31, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado ficou dentro das expectativas dos analistas ouvidos pelo Projeções Broadcast, que estimavam uma taxa de desemprego entre 12,3% e 12,8%, com mediana de 12,6%.

Em igual período de 2018, a taxa de desemprego medida pela Pnad Contínua estava em 12,9%. No trimestre até março, a taxa foi de 12,7%.

A renda média real do trabalhador foi de R$ 2.295 no trimestre encerrado em abril. O resultado representa alta de 0,6% em relação ao mesmo período do ano anterior.

A massa de renda real habitual paga aos ocupados somou R$ 206,817 bilhões no trimestre até abril, alta de 2,8% ante igual período do ano anterior.

Imagens: Istoé 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Em Abadiânia, dupla ligada ao PCC é presa prestes a explodir caixa eletrônico

Os suspeitos, ligados ao PCC, já estavam com o artefato explosivo pronto para a detonação quando foram surpreendidos pela polícia.

Por Ton Paulo
31/05/2019, 11h37

Dois criminosos ligados ao PCC, facção criminosa de São Paulo, foram presos na madrugada desta sexta-feira (31/5) momentos antes de tentarem explodir o caixa eletrônico de um banco no município de Abadiânia, a 90 quilômetros de Goiânia. Os suspeitos já estavam com o artefato explosivo pronto para a detonação quando foram surpreendidos pela polícia.

A prisão, que ocorreu por volta das 3h desta madrugada, se deu graças a um compartilhamento de informações entre policiais civis do Grupo Antirroubo a Banco (GAB/DEIC), e policiais militares do Batalhão de Rotam/CPC. Conforme a Polícia Militar (PM), foi verificado o planejamento por parte de um grupo criminoso vinculado ao PCC para explosão de um caixa eletrônico da agência da Caixa Econômica Federal da cidade de Abadiânia.

Segundo a PM, Diego de Oliveira Dias (vulgo “Branquinho”) e Bruno Henrique Lopes eram liderados por um detento da Penitenciária Odenir Guimarães (POG), que dava as ordens de dentro da prisão. Diego era foragido da Justiça com várias anotações criminais, como organização criminosa, tráfico de drogas, furto qualificado. Já Bruno tinha passagens por roubo majorado e receptação.

Criminosos já estavam prontos para detonar caixa eletrônico de Abadiânia

Segundo a polícia, Diego e Bruno se preparavam para o estouro a caixa eletrônico quando foram pegos de surpresa. Foram apreendidos um artefato explosivo de uso industrial e cordel detonante, já preparados para detonação, assim como o veículo que seria utilizado no crime.

A dupla foi autuada por associação criminosa e posse de artefato explosivo.

O PCC

O PCC é uma facção criminosa que nasceu em São Paulo, mas que atualmente está presente em mais de 20 estados do Brasil, além de outros países fronteiriços. Trata-se de uma organização criminosa que movimenta milhões por ano, alicia milhares de criminosos em uma só rede e planeja diversos tipos de atos ilícitos no país.

Atualmente, o grupo pode ser encontrado em 90% dos presídios da capital paulista e consegue faturar R$ 120 milhões por ano. Para ter este dinheiro, a organização recebe uma espécie de mensalidade dos integrantes, onde os que estão livres pagam uma taxa de R$ 1 mil e os que estão presos R$ 50.

Além disso, o PCC é financiado pela venda de drogas e assaltos à banco, sequestros, assassinatos etc.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Política

"Faremos o que tiver ao nosso alcance para atender Caiado", diz Bolsonaro em Goiânia

Presidente desembarcou nesta sexta-feira (31/5), em Goiânia, onde participa de um evento religioso.
31/05/2019, 11h41

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) desembarcou nesta sexta-feira (31/5), em Goiânia, onde participa da Convenção Nacional das Assembleias de Deus Madureira (Conamad). Ele foi recebido pelo governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), pelo prefeito de Goiânia, Iris Rezende (MDB), e outras autoridades. Na recepção, ocorrida no Palácio das Esmeraldas, antes se seguir para a convenção, o presidente concedeu entrevista a alguns jornalistas e declarou que fará o que tiver ao alcance do Governo Federal para atender Caiado frente à gestão do Estado de Goiás. “O estado tem seus problemas, como o Brasil todo, o que tiver ao nosso alcance estaremos prontos para atender Caiado”, declarou Bolsonaro.

Em seguida, o governador de Goiás também enfatizou que expos aos presidente a real necessidade do acesso aos fundos constitucionais. “O presidente foi sensível. No mesmo momento chamou assessoria jurídica, chamou o ministro Onyx Lorenzoni e mandou que realmente elaborasse a medida provisória. Se Deus quiser seremos presenteados com ela aqui na próxima semana pra que a gente comece essa discussão na Câmara dos Deputados, dando aí uma condição para o Estado poder atender todas as demandas de infraestrutura”, comemorou Caiado.

Bolsonaro também agradeceu a “gentileza e hospitalidade” do governo goiano e diz estar “entre amigos”. O presidente também agradeceu ao apoio de Caiado a seu governo e ressaltou que isso o fortalece. Assista abaixo um trecho do pronunciamento:

Também participaram da recepção a primeira-dama e presidente de honra da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), Gracinha Caiado; o arcebispo de Goiânia, Dom Washington Cruz; os deputados estaduais Amauri Ribeiro, Bruno Peixoto, Rafael Gouveia, Amilton Filho, Cairo Salim, Charles Bento, Delegado Eduardo Prado, Delegado Humberto Teófilo, Diego Sorgatto, Henrique César, Iso Moreira, Jefferson Rodrigues, Júlio Pina, Major Araújo, Paulo Trabalho, Rubens Marques e Zé Carapô; além do prefeito de Rio Verde, Paulo do Vale.

O evento contou ainda com a presença do presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO), Walter Carlos Lemes, procurador-Geral de Justiça, Aylton Flávio Vechi, do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes, e dos deputados federais Zacharias Calil, Vitor Hugo, Glaustin da Fokus, José Nelto e Professor Alcides, senador Luiz Carlos do Carmo e presidente do Tribunal de Contas dos Municípios, conselheiro Joaquim de Castro.

Bolsonaro assinará concessão da Ferrovia Norte-Sul, anuncia Caiado

Em outro momento da solenidade, Caiado anunciou que Bolsonaro assinará a concessão da Ferrovia Norte-Sul, em Anápolis. A oficialização deve ser feita com a presença do prefeito da cidade, Roberto Naves. “É importante que a gente possa desenvolver esse país, esse Centro-Oeste, e o senhor, presidente, nos deu de presente, uma Ferrovia, que deverá ser assinada a partir do mês de julho, onde ela ligará a região do Mato Grosso, de Água Boa, até a região entre Mara Rosa e Campinorte, fazendo um eixo transversal, a Ferrovia Norte-Sul. Será exatamente a ressurreição do Vale do Araguaia, do Norte goiano, do oeste também e do leste do Mato Grosso”, destacou o governador.

Com a conclusão das obras da ferrovia, Caiado afirma que as regiões do Vale do Araguaia, do Norte e do Nordeste de Goiás passarão a ter perspectiva de crescimento. A construção da FNS teve início em 1987, com objetivo de cortar os estados do Maranhão, Tocantins e Goiás. Inicialmente era prevista extensão de aproximadamente 1.550 quilômetros, de Açailândia, no Maranhão, a Anápolis, Região Metropolitana de Goiânia.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Educação

Inscrições do Encceja 2019 terminam nesta sexta-feira

Exame é destinado a jovens e adultos que não tiveram oportunidade de concluir a formação no tempo padrão e querem obter um certificado.
31/05/2019, 11h57

Terminam nesta sexta-feira, 31, as inscrições para o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja). A prova aplicada pelo Ministério da Educação (MEC) é gratuita e as inscrições devem ser feitas pela internet, no Sistema Encceja.

O exame é destinado a jovens e adultos que não tiveram oportunidade de concluir a formação no tempo padrão e querem obter um certificado. A prova será realizada no dia 25 de agosto, nos turnos da manhã e da tarde, em 611 municípios brasileiros.

Os interessados no certificado do ensino fundamental precisam ter, pelo menos, 15 anos completos na data da prova. Para o certificado do ensino médio, a idade mínima exigida é de 18 anos.

Provas

O Encceja tem quatro provas objetivas, cada uma com 30 questões de múltipla escolha, e uma redação. No nível Fundamental, a avaliação é feita nestas áreas: Ciências Naturais, Matemática, Língua Portuguesa, Língua Estrangeira Moderna, Artes, Educação Física, Redação, História e Geografia. No nível médio, os exames são: Ciências da Natureza, Matemática, Linguagens, Redação e Ciências Humanas.

Novidades

Pela primeira vez, o exame terá uma versão em Língua Brasileira de Sinais (Libras). Quem já teve laudo médico aprovado em outras edições não precisa apresentar novo laudo durante a inscrição. Participantes surdos, deficientes auditivos e surdocegos devem indicar, durante a inscrição, se usam aparelho auditivo ou implante coclear. Outra mudança é a necessidade de justificar o motivo da ausência na edição passada.

Imagens: Correio do Estado 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.