Economia

Aneel anuncia que tarifas terão bandeira verde no mês de junho, sem custo extra

De acordo com a Aneel, esse cenário reduziu o preço da energia (PLD) e diminuiu os custos relacionados ao GSF e à geração de energia de fontes termelétricas.
31/05/2019, 17h02

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou nesta sexta-feira, 31, que as contas de luz vão ter a bandeira verde no mês de junho, sem custo adicional para o consumidor. Em maio, as tarifas estavam com a bandeira amarela, com uma taxa extra de R$ 1,00 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos.

“Embora junho seja um mês típico da estação seca das principais bacias hidrográficas do Sistema Interligado Nacional (SIN), a previsão hidrológica para o mês superou as expectativas, indicando tendência de vazões acima da média para o período, o que possibilita manutenção dos níveis dos principais reservatórios próximos à referência atual”, informou a Aneel.

As duas variáveis que definem o sistema de bandeiras tarifárias são o preço da energia no mercado de curto prazo (PLD) e o nível dos reservatórios das hidrelétricas, medido pelo indicador de risco hidrológico (GSF, na sigla em inglês).

De acordo com a Aneel, esse cenário reduziu o preço da energia (PLD) e diminuiu os custos relacionados ao GSF e à geração de energia de fontes termelétricas.

Escala

Em reunião realizada em 21 de maio, a Aneel reajustou o sistema de bandeiras tarifárias, que é atualizado uma vez por ano. A bandeira verde continua sem cobrança de taxa extra.

Na bandeira amarela, a taxa extra passou para R$ 1,50 a cada 100 kWh consumidos. No primeiro nível da bandeira vermelha, o adicional agora é de R$ 4,00 a cada 100 kWh. E no segundo nível da bandeira vermelha, a cobrança passou a ser R$ 6,00 a cada 100 kWh.

O sistema indica o custo da energia gerada para possibilitar o uso consciente de energia. Antes das bandeiras, o custo da energia era repassado às tarifas no reajuste anual de cada empresa, e tinha a incidência da taxa básica de juros.

A Aneel deve anunciar a bandeira tarifária que vai vigorar em julho no dia 28 de junho.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Morre segunda vítima do incêndio em empresa de reciclagem de Aparecida de Goiânia

Quatro vítimas do incêndio seguem internadas no Hugol em estado grave e duas delas na UTI.
31/05/2019, 18h42

O incêndio que atingiu a empresa de reciclagem EcoVR na noite da última quinta-feira (30/5) em Aparecida de Goiânia, região metropolitana, fez sua segunda vítima fatal na tarde desta sexta-feira (31). O homem foi identificado como Jeferson Andrade Silva, na noite de ontem, o corpo de Antônio Filho dos Santos Araújo foi encontrado carbonizado, após o Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás (CBMGO) controlar às chamas e fazer uma varredura em busca de outras vítimas.

Em entrevista a um jornal local, a empresa afirmou que prepara toda o suporte médico e psicológico às vítimas e seus familiares. A EcoVR informou também que nesta sexta-feira foram destacadas assistentes sociais e psicólogas para atender as famílias no Hospital de Urgências da Região Noroeste Governador Otávio Lages de Siqueira (Hugol).

Em nota enviada ao periódico, o Hugol informou o estado de saúde dos pacientes internados no Hospital. Conforme a publicação o estado de saúde de Lucas Paca da Silva é grave, entretanto o paciente se encontra paciente e respira sem a ajuda de aparelhos.

Enquanto o outro interno é Luis Jerferson Almeida Rosa está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hugol em estado grave e respira por aparelhos.

Outra vítima do incêndio é Cezar Ribeiro de Souza, o mesmo segue internado em estado grave e respira sem auxílio. Por fim Adriano Silva Castro segue internado na UTI da unidade em estado grave e respira com a ajuda de aparelhos.

Incêndio deixou cinco feridos e um morto, em Aparecida de Goiânia

O incêndio teve início na noite de ontem, após os moradores da região ouvirem várias explosões e verem as chamas no local. Os vizinhos da fábrica chamaram os bombeiros pelo telefone e com 19 viaturas e 49 militares conseguiram após meia hora controlar o fogo.

Inicialmente as informações eram de seis feridos durante o incêndio, o assessor de imprensa Tenente Coronel Caramaschi confirmou cinco feridos, com três sendo transportados pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgências (SAMU) para o Hugol e outras duas por terceiros.

O Tenente Coronel afirmou que após o fogo ser controlado a equipe faria uma varredura para descartar a possibilidade de uma sexta vítima. Durante as buscas por mais uma vítima do incêndio, a corporação encontrou o corpo de Antônio Filho dos Santos Araújo carbonizado.

Via: G1 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Entretenimento

'Conseguindo assimilar para prosseguir a vida', diz namorada de Gabriel Diniz

Ela agradeceu pelas mensagens de apoio e disse estar orando neste momento. "Deus está nos confortando ao lado do nosso anjo, que agora nos olha lá de cima", afirmou.
31/05/2019, 18h55

Karoline Calheiros, namorada de Gabriel Diniz, usou os stories do Instagram nesta sexta-feira, 31, para falar sobre a morte do músico, vítima de uma queda de avião em Sergipe na última segunda, 27.

“Está tudo bem. Estou, aos poucos, conseguindo assimilar o que aconteceu para prosseguir a vida. Nossa família está reunida em um momento só nosso e estamos bem na medida do possível, pois o Gabriel não gosta de tristeza”, escreveu.

Ela agradeceu pelas mensagens de apoio e disse estar orando neste momento. “Deus está nos confortando ao lado do nosso anjo, que agora nos olha lá de cima”, afirmou.

Na última quarta-feira, 29, o pai de Gabriel Diniz, Cizinato Diniz, também se manifestou nas redes sociais sobre a perda do filho. “Minha joia partiu e meu corpo dilacerou, mas Deus sabe tudo, reconstrói e renova tudo e todos, pois o amor que ele irradiava não tinha medida”, lamentou.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Casa do casal suspeito de agredir sobrinhos é incendiada, em Planaltina de Goiás

Incêndio na casa dos suspeitos também vai ser investigado pela polícia.
31/05/2019, 19h39

A casa do casal suspeito de espancar os sobrinhos em Planaltina de Goiás, no Entorno do Distrito Federal, pelas crianças pedirem comida aos vizinhos, foi incendida na manhã desta sexta-feira (31/5) por moradores da região, revoltados com o ocorrido, que terminou com a morte de uma criança, uma menina de sete anos, devido as agressões.

Os tios das crianças foram presos na última quarta-feira (29/5) após a polícia receber denúncias de maus tratos contra as crianças. No dia da prisão dos suspeitos, o delegado Antônio Humberto do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Planaltina de Goiás, precisou solicitar reforço para que o casal não fosse linchado pela população.

De acordo com as informações um jovem de 19 anos e uma adolescente de 17, são tios das crianças e estavam cuidados delas, pois os pais estão presos. O rapaz foi encaminhado para o presídio da cidade, enquanto a menor foi para um centro de internação.

Incêndio na casa dos suspeitos de agredir os sobrinhos também vai ser investigado

Revoltados com o crime, os vizinhos do casal atearam fogo na casa dos suspeitos na data de hoje. A Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO) esteve no local e afirmou que além das agressões e maus tratos contra as crianças, o incêndio na casa dos suspeitos também vai ser investigado pela polícia.

Na data da prisão dos suspeitos, eles tomavam conta de quatro crianças, que apresentavam diversos ferimentos pelo corpo, em decorrência das agressões. Uma delas, uma menina de sete anos, chegou a ser encaminhada para o hospital junto com os irmão, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Com a prisão dos tios, as crianças ficaram aos cuidados do Conselho Tutelar da cidade no hospital. Uma das crianças, de 3 anos, foi transferida na data de hoje para o Hospital da Criança de Brasília, para um tratamento mais adequado. Os suspeitos do crime vão ser indiciados por maus tratos e infanticídio, devido a morte de uma das crianças.

Via: O Popular 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Brasil

CNJ revoga norma que permitia divórcio impositivo

Atualmente, a medida é permitida somente nos casos de separação consensual.
31/05/2019, 19h59

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) determinou hoje (31) a revogação da norma do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) que criou o chamado “divórcio impositivo”. Pela regra, o procedimento de separação não consensual poderia ser realizado individualmente por um dos cônjuges nos cartórios do estado. Atualmente, a medida é permitida somente nos casos de separação consensual.

Na decisão, o corregedor nacional de Justiça (CNJ), ministro Humberto Martins, afirmou que as leis brasileiras não permitem o divórcio extrajudicial nos casos em que o casal não está de acordo com a separação. Segundo o ministro, somente uma lei federal pode regulamentar a matéria.

A regra do Tribunal de Justiça tinha validade somente para Pernambuco, mas o ministro expediu uma recomendação para que todo o Judiciário do país se abstenha editar normas sobre divórcio por declaração unilateral.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.