Política

Lava Jato dá aval para venda do sítio de Atibaia

No documento, a Lava Jato afirma que "se apresenta razoável o pedido formulado" por Fernando Bittar.
27/05/2019, 16h32

O Ministério Público Federal, no Paraná, informou ao juiz Luiz Antonio Bonat, da 13.ª Vara Federal de Curitiba, ser favorável à venda do sítio de Atibaia (SP), pivô da mais alta condenação imposta ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na Operação Lava Jato. Em parecer entregue ao magistrado, a força-tarefa pediu uma avaliação judicial da propriedade rural, que teve a venda solicitada pelo empresário Fernando Bittar em abril.

Lula foi condenado a 12 anos e 11 meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro na ação penal que envolve o sítio em 6 de fevereiro passado, pela juíza substituta Gabriela Hardt, da 13.ª Vara Federal.

A força-tarefa da Lava Jato acusou o petista de receber R$ 1 milhão em propinas referentes às reformas do imóvel, que está em nome de Fernando Bittar, filho do amigo de Lula Jacó Bittar, ex-prefeito de Campinas (SP).

O parecer dos procuradores foi entregue no dia 13 passado. No documento, a Lava Jato afirma que “se apresenta razoável o pedido formulado” por Fernando Bittar.

Na avaliação da Lava Jato, não há prejuízo na alienação antecipada do sítio de Atibaia. Os procuradores afirmam que a propriedade não está sendo habitada ou frequentada pelos proprietários formais e pode acabar se deteriorando.

“O Ministério Público Federal se manifesta favoravelmente ao pedido formulado por Fernando Bittar, requerendo que seja realizada a avaliação judicial do sítio Santa Bárbara e após, para que o requerente realize a venda do imóvel pelo valor mínimo indicado na avaliação, apresentando a proposta de compra a esse i. juízo, ficando condicionado que os valores decorrentes da venda sejam depositados em conta judicial”, solicitou a Procuradoria.

Bittar foi condenado a 3 anos de prisão por lavagem de dinheiro no mesmo processo em que Lula foi sentenciado.

A Lava Jato afirma que o sítio passou por três reformas: uma sob comando do pecuarista José Carlos Bumlai, no valor de R$ 150 mil, outra da Odebrecht, de R$ 700 mil e uma terceira reforma na cozinha, pela OAS, de R$ 170 mil, em um total de R$ 1,02 milhão.

Na sentença, a juíza Gabriela Hardt afirmou que a família do petista “usufruiu do imóvel como se dona fosse”. A magistrada afirmou, no entanto, que a ação penal não “passa pela propriedade formal do sítio”.

“Inclusive, em 2014, Fernando Bittar alegou que sua família já não o frequentava com assiduidade, sendo este usado mais pela família de Lula”, anotou a juíza.

Lula cumpre pena de 8 anos, 10 meses e 20 dias de prisão imposta pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) em outro processo, o do triplex do Guarujá, no litoral de São Paulo.

O petista ocupa “sala especial” na sede da Polícia Federal do Paraná, em Curitiba, desde 7 abril de 2018, por ordem do então juiz federal Sergio Moro.

No caso triplex, Lula foi sentenciado pelo Tribunal Regional Federal da 4.ª Região pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro envolvendo suposta propina de R$ 2,2 milhões da OAS referente às reformas do imóvel, a 12 anos e um mês de prisão. Em abril, o STJ, reduziu a pena do ex-presidente para 8 anos, 10 meses e 20 dias.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Motorista de van escolar e criança ficam feridos em acidente, em Goianésia

As outras crianças que estava no veículo do transporte escolar sofreram escoriações e foram levadas para a UPA.
27/05/2019, 16h33

Uma colisão frontal entre uma van escolar e um caminhão de combustível, no início da tarde desta segunda-feira (27/5), na GO-338, em Goianésia, a 176 quilômetros de Goiânia, terminou com duas pessoas feridas.

Dia Online entrou em contato com o Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás (CBMGO) que atendeu a ocorrência. Conforme a corporação na van escolar, estavam o motorista do veículo e sete crianças. Os bombeiros não informaram se as crianças estavam indo para a escola ou voltando para casa.

De acordo com a corporação, o motorista e uma das crianças que estavam na van escolar, sofreram ferimentos graves e foram encaminhados para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade.

Os bombeiros afirmaram que no momento do acidente, a van tentava desviar de uma carreta carregada de cana, que pelo peso da carga encontrava dificuldades para subir a rodovia.

Conforme a corporação, no momento da ultrapassagem, o veículo escolar colidiu de frente com o caminhão de combustível. Conforme os Bombeiros com a colisão o motorista do caminhão perdeu o controle do veículo e caiu às margens de uma ribanceira da rodovia.

Apesar do acidente não houve registro de mortes, em relação aos outros estudantes, os Bombeiros afirmaram que as crianças tiveram escoriações e foram encaminhadas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgências (Samu) e por uma ambulância de Goianésia para a UPA.

Outro acidente envolvendo uma van escolar foi registrado em março deste ano, em Goiânia

No dia 27 de março deste ano, uma colisão entre um carro de passeio e uma van escolar, no Jardim Guanabara, em Goiânia, deixou ao menos sete crianças feridas na ocasião.

O CBMGO esteve na ocorrência e afirmou que foi acionado por volta das 7h, para atender a ocorrência. Na ocasião os feridos foram encaminhados para o Hospital de Urgências da Região Noroeste Governador Otávio Lages de Siqueira (Hugo).

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Cerca de 18 presos fugiram do presídio de Cristalina

Grupo pulou o muro da unidade prisional durante a fuga.
27/05/2019, 17h14

Um grupo de aproximadamente 18 detentos conseguiu fugir na tarde desta segunda-feira (27/5) do presídio de Cristalina, no Entorno do Distrito Federal (DF).

A informação foi confirmada pela Diretoria Geral de Administração Penitenciária (DGAP) por meio de nota enviada à imprensa. Na nota a DGAP afirma que a unidade de Cristalina pertence à 3ª Regional Prisional do Entorno.

De acordo com a DGAP todas as providências foram tomadas para recapturar os reeducandos. A diretoria afirmou que as todas as forças policiais foram informadas sobre a fuga dos detentos com o intuito de recapturá-los.

Com fuga dos detentos processo administrativo e sindicância foram aberto na unidade para apurar a responsabilidade pela fuga

A DGAP informou também que foi aberto um procedimento administrativo para investigar o caso. Além do processo interno, uma sindicância foi instaurada para identificar quem são os responsáveis pela fuga dos detentos nesta tarde.

Com o intuito de auxiliar na prisão dos fugitivos, a DGAP divulgou fotos dos detentos e os nomes dos presos. A diretoria pede para quem ver os detentos, liguem através do número 197 da Polícia Civil do Estado de Goiás ou pelo 190 da Polícia Militar do Estado de Goiás.

Portal Dia Online teve acesso a um vídeo onde mostra os pesos fugindo da unidade prisional. Nas imagens é possível ver que os detentos pulam o muro e fogem correndo pela rua do presídio. Veja o vídeo: 

Confira a lista dos fugitivos

1)Wanderson Moreira Gonçalves

2)Julio Cesar Castelo Branco da Silva

3)Matheus Da Silva Benati

4)Marlone Jose dos Santos

5) Marrone Jose dos Santos

6)Pedro Paulo Pereira da Silva

7) Reginaldo Almeida Silva

8) Pretronson da Silva Machado

9)Ailton Santos Cunha

10)Bruno Muniz Vieira

11) Diesley Marcos Vieira da Silva

12) Guilherme Souza Lima da Silva Santos

13)José Lopes Martins

14) Leandro da Silva Ferraz

15) Luiz Eduardo Gueiver De Morais

16) Patrick de Moraes

17)Paulo Cesar Dias Da Silva

18) Rafael Rocha Matos

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Dia Gourmet

Comida típica de Brasília reúne o que há de melhor da gastronomia brasileira

Embora ainda não tenha pratos realmente típicos, a culinária do DF é formada pelo que há de melhor na gastronomia brasileira.
27/05/2019, 17h56

Já reparou como o Brasil é um país diverso? Seja por sua gente, cultura, tradição ou gastronomia, todo canto sempre reserva suas características particulares e é isso que nos torna tão especiais. E por falar na gastronomia, é comum que cada região apresente seus pratos típicos, mas há um lugarzinho em especial que parece receber de braços abertos todas as culinárias do país e do mundo: Brasília. Por ser uma cidade relativamente jovem, ainda não se pode dizer que exista comida típica de Brasília. No entanto, a gastronomia local vem se formando e reúne o que há de melhor de cada pedacinho do país.

O processo de construção da capital possui forte influência sobre a culinária do local, já que trabalhadores de todas as partes do Brasil se empenharam para que a cidade fosse erguida. Assim, cada um trazia as principais comidas de sua região. Como muitos acabaram se estabelecendo na capital, pratos do Nordeste, Sueste e Centro-Oeste, principalmente, também marcam a culinária brasiliense. Curioso? Então dê uma olhada!

Comida típica de Brasília é composta por boas misturas

1 – Churrasco

Foto: Pexels

Quem é que não adora um bom churrasco, não é mesmo? Aclamado por pessoas de todas as partes do país, também é bastante apreciado em Brasília, tanto, que acabou se transformando em um de seus pratos típicos, sempre presente na mesa dos brasilienses.

A capital conta com diversas churrascarias e casas especializadas em carnes, tudo para agradar e satisfazer o paladar da clientela. O modo de preparo é o mesmo utilizado pelo restante do país, onde as carnes são temperadas com sal grosso e levadas à churrasqueira, onde permanecem de acordo com as preferências de cada um.

2 – Filé de Tilápia

Foto: Reprodução/ Tudo Gostoso

Já reparou que a capital possui diversos restaurantes especializados em peixes e frutos do mar? Esta é, de fato, uma paixão dos brasilienses. Por sua vez, o filé de tilápia também acabou se transformando em uma comida típica de Brasília, embora tenha origens diferentes.

Na cidade é possível encontrar diversos criadouros da espécie, fazendo com que seja uma das preferidas e também das mais consumidas pela população local.

O modo de preparo fica a gosto de cada um, podendo ser empanado e frito ou assado. O que diferencia o prato feito em Brasília do encontrado no restante dos estados é seu acompanhamento. Normalmente é servido com arroz e gergelim torrado, acompanhado ainda de um bom vinagrete. Uma delícia!

3 – Pato no Tucupi

Foto: Reprodução/ Terra

Embora tenha suas origens na culinária paraense, o prato também já foi adotado como uma comida típica de Brasília. É elaborado com tucupi, um líquido de cor amarelada extraída da raiz da mandioca brava, e também com jambu, uma erva típica da região norte. Arroz e farinha são ótimos acompanhamentos!

Pelo sabor forte e marcante, os brasilienses acabaram se adaptando bem ao prato, que hoje está presente em bons restaurantes da cidade e nas mesas de muitas famílias que moram na região.

4 – Arroz com Pequi

Foto: Reprodução/ Sumerbol

E o arroz com pequi também foi adotado como uma comida típica de Brasília. O prato, que tem suas origens em Goiás e também é muito presente em Minas Gerais, é um dos mais buscados por quem visita o DF.

Por ser um fruto típico do cerrado, nem todo mundo já teve a oportunidade de experimentar e os brasilienses são realmente sortudos. Fato é que o pequi sempre divide opiniões, já que é praticamente impossível gostar só um pouquinho – ou você ama ou odeia.

Assim como os goianos, é comum que a população de Brasília tenha o tão famoso arroz com pequi introduzido em sua alimentação desde cedo, despertando o amor pelo fruto. A receita ainda leva cebola, cebolinha, alho e sal. E para quem quiser algo mais completo, dá para aproveitar e fazer uma galinhada com tudo misturado!

5 – Buchada de Bode

Foto: Reprodução/ Do Pernambuco

Sim, a buchada de bode também está bastante presente nas mesas dos brasilienses! O prato chegou na capital através dos trabalhadores nordestinos, ainda na época em que Brasília estava sendo construída. Desde então, vem marcando presença em restaurantes e reuniões de família.

O sabor forte do prato é ocasionado pelo fígado, tripas, pulmão, rins e coração do bode, que são picados em tirinhas ou cubos bem pequenos. O tempero é a gosto, mas não pode faltar uma boa pimenta-do-reino, folhas de louro, alho e cebola! Assim como o arroz com pequi, não é fácil agradar a todos, mas certamente é um prato bastante querido e se tornou uma comida típica de Brasília!

6 – Chico Angu

Foto: Reprodução/ YouTube

O Chico Angu, feito de frango com quiabo e angu, é bastante popular na gastronomia mineira e acabou se tornando um dos queridinhos também dos brasilienses. A influência do prato chegou na capital federal por meio do ex-presidente da República Juscelino Kubitschek, que era mineiro e apaixonado pelo prato. Desde então faz parte da culinária da cidade.

 7 – Pão de Queijo

Foto: Reprodução/ Mais Minas

E quem é que não adora um bom pãozinho de queijo, não é mesmo? Típico da culinária de Minas Gerais, também foi adotado pela gastronomia local e atualmente representa um dos lanches preferidos dos brasilienses.

É possível encontrar em praticamente todas as panificadoras e lanchonetes da capital, sendo sempre um dos mais pedidos. Tudo de bom!

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Caiado assina convênio e amplia repasse à Santa Casa de Misericórdia de Anápolis

No dia 14 deste mês, a unidade anunciou a suspensão dos atendimentos de urgência e emergência por falta de verba.
27/05/2019, 19h14

O governador Ronaldo Caiado (DEM) assinou nesta segunda-feira (27/5) o convênio com a Santa Casa de Misericórdia de Anápolis. Além da assinatura do acordo, Caiado anunciou a ampliação de recursos destinados a unidade de R$ 500 para R$ 600 mil por mês.

O acordo foi assinado durante uma reunião que ocorreu na manhã de hoje, no Palácio Pedro Ludovico Teixeira em Goiânia e contou a participação de diversas figuras políticas como os secretários de Governo e Saúde de Goiás, Ernesto Roller e Ismael Alexandrino, além do prefeito de Anápolis Roberto Naves (MDB) e da diretoria da Santa Casa, irmã Aldenir Mota Ribeiro.

“Nós assinamos um convênio com a Santa Casa e o valor destinado a ela vai ser ampliado em poucos dias. Essa foi uma determinação minha ao secretário de saúde, para que o valor seja de R$ 600 mil”, salientou Caiado.

O prefeito de Anápolis, Roberto Naves fez questão de agradecer ao governador pelo investimento na unidade de saúde do município.

A diretora da Santa Casa, irmã Aldenir Mota Ribeiro afirmou que nos 75 anos de existência da unidade, a data de hoje é um dia ímpar na história da instituição. “Vimos seriedade nas suas palavras governador, afirmando que a saúde é prioridade em seu governo”, comentou a diretora da Santa Casa.

Ismael Alexandrino afirmou que o Estado está inteiramente à disposição e que a aproximação entre governo estadual e município é fundamental para impulsionar o crescimento de Goiás. “Ambos precisam andar de mãos dadas para que a população seja a maior beneficiada”, completa o secretário.

Acordo foi assinado após Santa Casa anunciar a paralisação de suas atividades no dia 14 deste mês

No dia 14 deste mês, a Santa Casa de Anápolis anunciou a suspensão dos serviços de urgência e emergência na unidade, devido a falta de repasse do Estado. Na ocasião a Secretaria Estadual de Saúde de Goiás (SES) informou que não havia nenhum convênio vigente entre a SES e a unidade de saúde.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.