Entretenimento

Polícia exige esvaziamento de represa em fazenda de Gusttavo Lima

O local funciona como lago para passeios de jet ski.
21/05/2019, 15h41

Sob ameaça de rompimento, uma represa em uma fazenda do cantor sertanejo Gusttavo Lima, entre as cidades de Bela Vista de Goiás e Caldazinha, na região metropolitana de Goiânia, está sendo esvaziada às pressas. O local funciona como lago para passeios de jet ski.

Na segunda-feira, 20, a Delegacia Estadual do Meio Ambiente de Goiás (Dema) deu três dias para que o volume caia para um metro. Para isso, é necessário o esgotamento de três metros de água do reservatório, que possuía cinco metros – um metro já havia sido escoado nos últimos dias.

O delegado titular da Dema, Luziano de Carvalho, esteve na represa com membros do Ministério Público, representantes do cantor, Corpo de Bombeiros e peritos. Ele decidiu exigir que o esgotamento, que vinha sendo realizado por empresa contratada pela fazenda, fosse acelerado por causa do aumento das trincas e infiltrações na estrutura.

O rompimento poderia afetar seis famílias e uma importante rodovia estadual, a GO-020. Como não há projeto de licenciamento para o reservatório, disse Carvalho, é impossível saber a “mancha de inundação” em caso de colapso.

Na sexta-feira, 17, as famílias receberam comunicados da empresa contratada pelo artista. “Fomos avisados que, se algo acontecer, se a represa romper, seremos indenizados, haverá hotel reservado e alimentação”, disse o gerente farmacêutico Luizmar Cardoso, de 62 anos. Ele possui uma chácara com um criatório de peixes, a 1,5 quilômetro do reservatório da Vargem Grande, há dez anos.

De 2018 para cá, conta Cardoso, a represa foi esgotada uma vez, causando o assoreamento de uma área próxima. “A água entrou no sítio e até que passou e esgotou rápido, mas o meio ambiente sofreu.”

Autuação

Lima foi autuado em 2018 pela falta do licenciamento da represa, após vistoria em outubro do ano anterior. A Dema identificou que, mesmo tendo dado entrada no processo de licença após ser autuado, não havia medidas urgentes sendo cumpridas.

Um dos problemas, segundo o delegado, é a inexistência da chamada descarga de fundo, ou extravasor, um meio para esgotar a represa em caso de risco.

O cantor comprou o imóvel em setembro de 2017, já sabendo que a barragem do Córrego Olaria, construída havia mais de 25 anos, não foi sido licenciada pelos proprietários anteriores, informou a assessoria de Lima.

Segundo a equipe do artista, o cantor não foi notificado, mas o prazo de três dias é o mesmo previsto pela empresa contratada para fazer o serviço. Em nota, a assessoria ainda listou tentativas de licenciamento do reservatório, que tiveram início em dezembro de 2017, um mês depois da vistoria da Dema.

Conforme a assessoria, por causa de demora “burocrática” para o licenciamento, foram iniciadas obras de “estabilização e consequente aumento da vida útil” do lago em 2018, o que levou ao auto de infração e embargo em janeiro do ano passado.

Depois disso, o cantor entrou em contato com empresa que emitiu laudo técnico alertando para o risco de rompimento e pedindo autorização dos órgãos ambientais para obras emergenciais. Segundo a nota, “o risco para população e meio ambiente está controlado”.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Justiça decide manter preso motorista bêbado que fugiu de abordagem em Goiânia

Duas moças, que estavam na caminhonete que caiu do barranco após o motorista bêbado fugir da abordagem policial, morreram.

Por Ton Paulo
21/05/2019, 16h21

Após passar por uma audiência de custódia na tarde desta terça-feira (21/5), o empresário Lin waner Garcia de Oliveira, de 32 anos, teve a prisão preventiva mantida pela juíza Maria Umbelina Zorzetti. No último domingo (19/5), após passar o dia consumindo bebidas alcoólicas, Lin Waner, com três passageiras em sua caminhonete, acabou caindo num barranco e capotando após fugir de uma abordagem policial, na Avenida Perimetral Norte. Duas moças que estavam com o motorista bêbado morreram.

A juíza defendeu que a prisão se sustenta pelo fato de Lin Waner ter bebido antes de dirigir, atingindo um teor alcoólico considerado altíssimo – 2,0 mg/L. A Dra. Maria Umbelina também cita que a liberdade do acusado representa “risco concreto para a preservação da ordem pública, instrução criminal e aplicação da lei penal”, e que as condições favoráveis do acusado, como ausência de antecedentes criminais, trabalho e residência fixa, não desconstituem a custódia resolvida.

Segundo informações da Dict, Lin Waner Garcia de Oliveira, no acidente em questão, perdeu o controle da direção, atravessou o canteiro central da avenida, desceu em barranco de aproximadamente 10 metros de altura, chocou em algumas árvores e por fim, em quatro palmeiras plantadas na entrada de uma residência. O veículo parou de ponta cabeça.

Justiça decide manter preso motorista bêbado que fugiu de abordagem em Goiânia

No momento do acidente, o grupo havia saído de um bar no Setor São Judas Tadeu e estava a caminho de casa. Conforme relato da sobrevivente, tudo ocorreu após o motorista tentar fugir de uma abordagem da Polícia Militar, uma vez que tinha ciência de seu estado de embriaguez. Luana Pereira Bessa, de 22 anos, e Alania Nascimento, de 32, que estavam na caminhonete, morreram.

Motorista bêbado que caiu em barranco na Avenida Perimetral Norte negou que tenha recebido ordem de parada da polícia

No termo de declaração dado à Dict, Lin Waner negou que tenha dito às passageiras que levava que seu nome era Pedro Henrique. Entretanto, confirmou que elas o chamavam por esse nome e não eram corrigidas por ele. Ele também negou que tenha recebido ordem de parada da polícia ou tenha passado por qualquer blitz, e disse que caiu do barranco por ter perdido o controle da direção da caminhonete.

Lin Waner revelou que é um costume seu ingerir bebidas alcoólicas desde os 15 anos de idades, e que às vezes dirige após beber.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Educação

Governo de Goiás fecha parceria e busca elevar nota no Ideb

O certificado de metas de aprendizagem foi entregue pelo governador Ronaldo Caiado à secretária Fátima Gavioli.
21/05/2019, 16h29

Uma parceria firmada entre o Instituto Unibanco e o Governo de Goiás foi apresentada na manhã desta terça-feira (21/5) pelo governador Ronaldo Caiado (DEM) e pela Secretária de Educação Fátima Gavioli. Através do acordo firmado com o instituto, foram estabelecidas metas de aprendizagem para o Ensino Médio em Goiás, desenvolvidas pelo instituição parceira.

O acordo tem como um dos objetivos diminuir a evazão escolar, diminuir as desigualdades regionais dentro das escolas e elevar a nota goiana no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), através do Circuito de Gestão, utilizado pelo Instituto.

“Hoje estamos assinando essa parceira, que nossa secretária fez questão de buscá-la junto ao instituto. E agora pretendemos ampliá-la cada vez mais, para que o resultado final seja a melhoria na educação dos nossos alunos”, afirmou o governador.

O governador avaliou que o Instituto Unibanco tem experiências comprovadas, as quais vai permitir aumentar as metas de Goiás, tanto no Ideb quanto no Ensino de Tempo Integral.

A secretária de Educação, Fátima Gavioli, informou que o instituto parceiro determinou uma meda específica para cada coordenadoria, e um único objeto para o Estado: Aumentar a nota do Ideb. Vale lembrar que Goiás possui hoje a maior nota da o Índice, com uma nota de 4,28. Entretanto a parceria quer que ao final de 2019 a média saia de 4,28 para 4,43 e para manter o Estado na liderança do Ideb.

Parceria para ampliar nota do Ideb e impedir evasão escolar vai proporcionar um investimento de R$ 8 milhões na Educação

Para determinar as metas, a parceria levou em consideração diversas coisas, como o tamanho de cada regional, o número de matrículas e o tamanho de cada escola. Com o acordo, a Secretaria Estadual de Educação (Seduc) vai promover uma série de cursos de formação com foco na apresentação dos processos do Circuito de Gestão da Educação em Goiás. Conforme informado pelo governo, vão participar dos cursos coordenadores regionais, diretores do núcleo pedagógico, assessores de gestão pedagógica, técnicos de apoio a gestão, superintendentes e gerentes da Seduc.

O acordo firmando entre o Estado e o Instituto Unibanco vai render um investimento de R$ 8 milhões de reais com ações de monitoramento. Com o investimento, a instituição parceira vai acompanhar e avaliar as ações implantadas pela Seduc com o intuito de garantir a aprendizagem do circuito e diminuir a desigualdade e a evasão escolar.

“O momento é bastante caro e relevante para a Educação, pois quando nos reunimos, assumimos o compromisso de gerar mudanças que vão garantir que os jovens de Goiás possam chegar ao Ensino Médio e permanecer na Escola para aprender cada vez mais”, explicou a gerente de Implementações de Projetos do Unibanco, Maria Júlia Azevedo.

Maria Júlia afirmou também que a parceria tem como objetivo garantir que os alunos da Rede Estadual de Ensino possam concluir a Educação Básica, com domínios de linguagens essenciais para utilizar em suas vidas e o mundo para assim poder transformá-lo.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Motociclista morre após ser atropelado por caminhão, em Caldas Novas

Motociclista estava atravessando a via quando foi atingido pelo caminhão.
21/05/2019, 16h57

Um motociclista, de 30 anos, morreu no início da tarde desta terça-feira (21/5) após ser atropelado por um caminhão no KM 72 GO-139, no Jardim Brasil, em Caldas Novas, a 152 quilômetros de Goiânia. As informações sobre o acidente foram divulgadas pela unidade do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás (CBMGO) do município.

O CBMGO afirmou que foi acionado por volta das 14h04 e chegou ao local do acidente em 10 minutos. A equipe composta que atuou no acidente tinha como comandante a 1ª Tenente Joyce outros cinco integrantes e duas viaturas da corporação.

Ao chegar ao local a equipe se deparou com o acidente, onde a moto foi parar em baixo do caminhão e que o mesmo foi uma colisão fronteira entre os dois veículos. Segundo os Bombeiros, a vítima foi identificada como Adão Carlos Pena Filha, de 30 anos, que morreu na hora.

De acordo com os Bombeiros Adão teve diversas lesões pelo corpo, fraturas em todos os membros, hemorragia na cabeça e não apresentava sinais vitais quando a equipe chegou ao local. O óbito da vítima foi confirmado pelo médico do Serviço de Atendimento Móvel de Urgências (Samu) e o corpo removido pelo Instituto Médico Legal (IML).

Durante o atendimento o local em que o acidente ocorreu foi isolado pelos Bombeiros e pela Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO) e o trânsito no local precisou ser desviado, até a conclusão do assistência.

Em outro caso em março deste ano uma motociclista morreu após ser atropelada pelo Caminhão de lixo, em Goiânia

No dia 27 de março de 2019, uma mulher morreu e um homem ficou ferido após se envolverem em um acidente com um caminhão da coleta de lixo, no quilômetro 2 da GO-020, sentido Goiânia/Bela Vista.

Durante os levantamentos feitos pela Delegacia Estadual de Investigação de Crimes de Trânsito (DICT), o motorista do caminhão Valdecia Luiz Lima, de 42 anos, afirmou que trafegava pela via quando avistou as duas motocicletas a sua frente na rodovia.

No dia chovia durante o acidente e os motociclista reduziram a velocidade das motos na enxurrada, e após ver as luzes dos freios das duas motocicletas Valdeci informou aos policiais que tentou reduzir a velocidade do veículo.

Entretanto apesar da tentativa, o condutor do caminhão da coleta de lixo, não conseguiu parar a tempo e bateu na traseira das motocicletas. A mulher identificada como Divina Anoemio de Lima, de 41, conduzia uma moto do modelo Honda Biz 125, caiu e a vítima foi parar debaixo do caminhão. O homem identificado como José Rodrigues de Freitas de 55 anos, estava na sua moto Honda/CG 150 sofreu ferimentos leves. Os Bombeiros foram chamados para socorrer a vítima, mas Divina morreu no local.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Esportes

Hamilton diz que Lauda foi uma 'luz brilhante' em sua vida como piloto de F-1

O britânico afirmou que ele foi uma "luz brilhante" em sua vida e que ainda está "sofrendo para acreditar" que a lenda do automobilismo faleceu.
21/05/2019, 17h02

Um dia depois de Niki Lauda morrer aos 70 anos de idade, Lewis Hamilton se manifestou publicamente nesta terça-feira para lamentar o adeus do ex-piloto austríaco, campeão da Fórmula 1 em 1975, 1977 e 1984. Ao se referir ao ídolo, que nos últimos anos vinha exercendo a função de presidente de honra da equipe Mercedes, o britânico afirmou que ele foi uma “luz brilhante” em sua vida e que ainda está “sofrendo para acreditar” que a lenda do automobilismo faleceu.

Por meio de uma publicação em suas redes sociais, nas quais exibiu fotos sendo cumprimentado por Lauda após algumas de suas vitórias na F-1, Hamilton deixou claro que tinha uma boa relação com o austríaco, que foi justamente o responsável por tirá-lo da McLaren e levá-lo para a Mercedes no final de 2012.

“Estou sofrendo para acreditar que você se foi. Sentirei falta das nossas conversas, risadas, os grandes abraços após vencermos corridas juntos. Foi uma honra trabalhar com você nos últimos sete anos. Sequer estaria nesse time se não fosse por você. Que Deus guarde sua alma. Obrigado por ter sido uma luz brilhante na minha vida. Sempre estarei aqui pela sua família, caso eles precisem de mim. Te amo, cara. Do seu amigo para sempre, Lewis”, escreveu o pentacampeão mundial de Fórmula 1.

Lauda vinha sofrendo com problemas de saúde há pelo menos um ano e, em 2018, chegou a ser submetido a um transplante de pulmão e passou dois meses internado. E agora acabou não conseguindo superar esta última batalha pela sua vida. Por meio de um novo comunicado, divulgado nesta terça, a família do austríaco confirmou que ele morreu em um hospital em Zurique, na Suíça, e ressaltou como foram as lutas enfrentadas pelo ex-piloto desde o ano passado.

“Nós estivemos do seu lado por cada minuto dos últimos dez meses. Nós rimos, choramos, esperamos e sofremos com ele. Niki, você era um lutador único e uma pessoa extraordinária. Nós o amamos e sentiremos falta de você para sempre”, destacou o comunicado, assinado em conjunto pela sua segunda esposa, Birgit, pela sua ex-mulher, Marlene, e pelos filhos Lukas, Matthias, Max e Mia.

MODELO PARA PROST – Quatro vezes campeão da Fórmula 1 e companheiro de equipe de Lauda por dois anos, entre 1984 e 1985 pela McLaren, Alain Prost também se manifestou para lamentar a morte do austríaco. Mais do que isso, ele foi exaltado pelo ex-piloto francês como uma das duas principais referências para a sua carreira.

“Isso é simples. Quando eu comecei a me interessar pela Fórmula 1, eu tive dois modelos: Jackie Stewart e Niki”, afirmou Prost em entrevista ao jornal francês L’Equipe. “E eu tive a chance de passar dois anos do seu lado. Foram as duas melhores e mais bonitas temporadas da minha carreira”, reforçou.

Em 1984, Lauda conquistou o seu terceiro título na F-1 ao superar Prost por apenas meio ponto na classificação final do campeonato daquele ano, mas o francês assegurou que nunca teve problemas com o seu ex-parceiro de equipe. “Ele me ensinou a colocar as coisas em perspectiva”, disse o francês, deixando claro que o austríaco lhe ajudou também como uma espécie de mentor nos primeiros anos de sua carreira na categoria máxima do automobilismo.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.