Goiás

Corpo é encontrado dentro de cisterna, em Aparecida de Goiânia

Suspeito foi preso após a polícia seguir o rastro de sangue até sua residência.
19/05/2019, 13h40

O corpo de uma mulher foi encontrado dentro de uma cisterna, na manhã deste domingo (19/5) no Setor Tocantins, em Aparecida de Goiânia, região metropolitana da capital.

Dia Online entrou em contato com o delegado do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Aparecida de Goiânia, Álvaro Melo que esteve no local e deu mais detalhes sobre a ocorrência.

“Nós estivemos no local juntamente com a Polícia Militar, e notamos uma trilha de sangue no chão, que indicava que o corpo foi arrastado até o local e jogando na cisterna”, conta o delegado.

Suspeito de matar e jogar o corpo na cisterna foi preso após a polícia seguir o rastro de sangue até sua casa

O delegado afirmou também que a equipe do GIH, seguiu o rastro de sangue pela rua, até uma residência próxima do local em que o corpo da mulher foi encontrado e dentro da casa encontraram um homem que estava sob o efeito de drogas.

“Na casa existia marcas de sangue e durante a entrevista o rapaz que estava na residência começou a confessar o crime, e em seguida interrompeu a fala. Um dos policiais do GIH, ao revistar a casa encontrou uma camisa com sangue, a que o rapaz afirmou ter utilizado ontem. Depois encontramos os chinelos com sangue compatível com a marca de quem estava carregando o corpo. Isso foi comprovado pela perícia”, relata o delegado.

Diante das informações levantadas e das declarações do suspeito, o delegado deu voz de prisão ao rapaz. Conforme Álvaro Melo, o suspeito vai ser preso e levado para o GIH onde vai ser autuado por homicídio qualificado e ocultação de cadáver.

Segundo o investigador, o Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás (CBMGO) foi chamado para retirar o corpo de dentro da cisterna. O delegado afirmou também que a morte foi por esmagamento de crânio, mas aguarda o laudo cadavérico que vai determinar qual o objeto foi utilizado para tirar a vida da mulher.

Imagens: G1 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Mundo

Em artigo, Theresa May diz que levará ao Parlamento 'oferta ousada' para o Brexit

O texto diz ainda que uma nova proposta será levada à apreciação da Casa dos Comuns em "algumas semanas".
19/05/2019, 14h01

A primeira-ministra britânica, Theresa May, planeja fazer uma “oferta ousada” ao Parlamento para obter apoio para seu acordo Brexit, segundo afirmou a conservadora em artigo assinado por ela e publicado no jornal local Sunday Times. O texto diz ainda que uma nova proposta será levada à apreciação da Casa dos Comuns em “algumas semanas”.

May defendeu que seu projeto de lei virá “com um pacote melhorado de medidas que, acredito, podem ganhar novo apoio” dos Parlamentares.

Na última semana, o líder da oposição, o trabalhista Jeremy Corbyn, afirmou que nada do que ouviu “me leva a acreditar que é fundamentalmente diferente” das ofertas anteriores do Brexit, após semanas de negociações entre os partidos em busca de uma proposta que possa ser aprovada pela Casa dos Comuns. (Com informações da Associated Press)

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Motoristas da Metrobus rejeitam proposta do TRT e suspendem greve, em Goiânia

Até uma nova audiência de conciliação ocorrer, a greve dos servidores do Eixo Anhanguera está suspensa.
19/05/2019, 15h36

Os motoristas da Metrobus, empresa responsável pela gestão do Eixo Anhanguera, rejeitaram durante assembleia geral neste domingo (19/5) a proposta de reajuste feita na audiência de conciliação no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) para evitar a greve da categoria, em Goiânia.

Após a possibilidade das atividades dos motoristas e servidores serem suspensas no início da semana passada, a greve foi adiada, e uma audiência de conciliação ocorreu na última terça-feira (14/5) no TRT.

Na ocasião, o tribunal propôs ao movimento grevista um reajuste de 2% no salário, ticket alimentação de R$ 827, a permanência do anuênio de 3% e o pagamento integral da cesta básica natalina gratuita aos trabalhadores.

Diante da proposta apresentada na audiência, a greve foi suspensa pela segunda vez e poderia vir a ocorrer na próxima terça-feira (21/5). O primeiro recuo para negociar as melhorias, ocorreu na sexta-feira (10/5) após o anúncio de que a greve ocorreria na segunda (13).

Com rejeição da proposta a greve foi suspensa até a audiência de conciliação

Após rejeitar a proposta do TRT, os motorista e servidores da empresa suspenderam a greve até uma nova audiência de conciliação ser marcada pelo tribunal. Como o acordo proposto pelo tribunal foi negado pelos servidores e motoristas da Metrobus, uma nova rodada de negociação teve início.

Nessa nova rodada para evitar que a greve ocorra, uma comissão dos trabalhadores foi formada e fez a seguinte proposta: ticket alimentação de R$ 719; reajuste de 20% para os funcionários que recebem o equivalente a R$ 2 mil; 15% para quem ganha até R$ 6 mil; 10% para quem recebe cerca de R$ 9 mil e 5% para quem têm vencimentos acima deste valor.

O resultado da assembleia dos motorista da Metrobus e a nova proposta da comissão vão ser enviado nesta segunda-feira (20/5) ao TRT, que vai marcar uma nova audiência de conciliação entre as partes, até lá a greve está suspensa.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Brasil

Simulado de rompimento de barragem em Barão de Cocais tem baixa adesão

"As pessoas saíram de forma mais devagar, por saber que é uma repetição", afirma o coordenador-adjunto da Defesa Civil de Minas Gerais, Flávio Godinho.
19/05/2019, 15h57

O segundo simulado, realizado neste sábado, 18, pela Defesa Civil de Minas Gerais em Barão de Cocais (MG), por conta da possibilidade de rompimento da barragem da Vale teve adesão ainda menor que o primeiro, em 25 de março. Neste sábado houve participação de 1.625 pessoas, de um total de 6.054. No primeiro teste os participantes somaram 3.626, também de 6.054 possíveis, que é o número de moradores com residências a serem atingidas pela lama. O município tem aproximadamente 32 mil pessoas.

O tempo de duração do simulado aumentou. No primeiro, o teste durou 32 minutos. No segundo, 43 minutos. O prazo previsto pela Defesa Civil para que todas as pessoas sejam retiradas de casa antes da chegada da lama é de 1h12 minutos. “As pessoas saíram de forma mais devagar, por saber que é uma repetição”, afirma o coordenador-adjunto da Defesa Civil de Minas Gerais, Flávio Godinho.

Apesar dos números, o coordenador-adjunto da corporação disse que o simulado cumpriu o objetivo. “Tivemos adesão de 1.625 pessoas, que perfaz aproximadamente 26%. O número é baixo, sim. Só que a mobilidade na cidade foi alta. Isso traz pra gente satisfação de que o objetivo foi atingido”, disse.

Godinho disse ainda que a população não compareceu em maior número porque conheciam a rota. “Várias pessoas foram indagadas sobre o por quê de não estarem de deslocando para o ponto de encontro. E as respostas foram únicas. De que as pessoas conheciam sua rota de fuga, e por isso não iriam participar”.

“Com certeza esperávamos uma participação bem maior, mas a gente sai com desejo e a vontade de que cumprimos a missão, informamos as pessoas sobre as rotas de fuga e os locais que devem procurar em caso de rompimento”, afirmou Godinho.

Houve mais uma vez, conforme o coordenador-adjunto da Defesa Civil, reclamação de que o som dos carros que saem à rua anunciando o simulado estava baixo. Durante o teste, moradores fizeram protesto contra a Vale. Godinho, no entanto, afirmou que, ainda assim, todos passaram pelo treinamento neste sábado.

A decisão de se fazer novo simulado na cidade ocorreu depois do anúncio, da própria Vale, às autoridades, que o talude da mina de Gongo Soco, que fica a 1,5 quilômetro da barragem, pode sofrer deslizamento entre este domingo, 19, e o próximo dia 25. O temor é que a movimentação de terra provoque abalo sísmico que provoque o rompimento da barragem.

Em 22 de março, a represa que pode ser atingida pelo abalo teve seu nível de segurança elevado a 3, que significa ruptura iminente.

A Vale, em nota disse que “continua atuando juntamente com os órgãos públicos no esclarecimento da população de Barão de Cocais”. A empresa não informou os motivos que podem ter levado o talude da mina de Gongo Soco a poder deslizar, provocando o abalo sísmico.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Fazenda em Bela Vista de Goiás que Barragem pode se romper é de Gusttavo Lima

Durante ampliação da represa, o cantor e outras três pessoas foram indiciados por crime ambiental.
19/05/2019, 17h11

Com rachaduras uma barragem que corre o risco de se romper devido aos problemas às margens da GO-020, na região de Bela Vista de Goiás, está situada em uma fazenda que tem como proprietário o cantor Gusttavo Lima. Conforme a publicação de um jornal local, a fazenda do sertanejo fica entre as cidades de Bela Vista de Goiás, Caldazinha e Senador Canedo na região metropolitana da capital.

Segundo o periódico, na região seis casas estão em situação de risco e a orientação é para que as famílias e animais sejam retirados da área.

Em nota a assessoria do cantor informou que o risco está controlado, após esvaziar a barragem e nenhuma família ser desalojada, ou seja, não foi preciso remanejar as famílias e animais para outro local.

A Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) afirmou que a represa apresenta irregularidades, pois passa pelo processo de licenciamento desde o final de dezembro de 2018. Na época Gusttavo Lima e outras três pessoas foram indiciados pela Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO) por crime ambiental.

Assessoria do cantor afirmou que toda situação envolvendo a barragem está controlada

Fazenda em Bela Vista de Goiás que Barragem pode se romper é de Gusttavo Lima
Foto: Reprodução

A fazenda está no nome de uma empresa do cantor. Além de informar que a situação estava controlada, a assessoria de Gusttavo Lima afirmou que todas as providências foram tomadas e um comunicado enviado às polícias civil e militar, além da Defesa Civil, Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra) e à Prefeitura de Bela Vista de Goiás.

O delegado titular da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Meio Ambiente (Dema), Luziano de Carvalho afirmou que a fazenda é a mesma que em 2018 foi alvo de um inquérito policial, que acabou com o cantor indiciado, pois a represa estava sendo ampliada sem licença ambiental, que caracteriza crime ambiental.

Represa foi vistoriada na sexta-feira (17/5) pelos Bombeiros, pois apresenta rachaduras e assoreamento. Conforme a assessoria do cantor, a fazenda é usada para o lazer da família do sertanejo.

Via: G1 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.