Goiás

Entregador de comida por App morre após ser atropelado, em Goiânia

No ato de frear a motocicleta, o rapaz acabou sendo arremessado e foi atropelado por outro motociclista que vinha.

Por Ton Paulo
10/05/2019, 08h46

Um trágico acidente de trânsito registrado na noite da última quinta-feira (9/5) resultou na morte de um entregador de comida por App, no Setor Leste Universitário, em Goiânia. No ato de frear a motocicleta, o rapaz acabou sendo arremessado e foi atropelado por outro motociclista que vinha. Este fugiu sem prestar socorro.

O acidente aconteceu ontem por volta das 22h30, na Avenida Anhanguera, Setor Leste Universitário. De acordo com informações da Delegacia de Crimes de Trânsito, a Dict, Guilherme Batista Pereira Araújo, de 27 anos, trafegava pela Rua A, sentido setor Vila Nova-Leste Universitário, via sinalizada com “Pare”, conduzindo a motocicleta Yamaha YBR preta.

No cruzamento com a Avenida Anhanguera, Guilherme percebeu a aproximação de uma outra motocicleta que trafegava pela Avenida Anhanguera, no sentido Centro. Por causa da aproximação do outro veículo, Guilherme acabou freando de forma brusca e, conforme a Dict, o freio dianteiro teria travado e seu corpo arremessado à frente. Nesse instante, o outro motociclista o atropelou, sem prestar socorro e sem permitir sua identificação.

Delegacia vai investigar acidente que matou entregador de comida por App

Ainda de acordo com a Dict, o atropelamento de Guilherme já está sendo investigado. Um membro da Dict contou que já está sendo verificado se havia câmeras próximas ao local que possam ter flagrado o acidente, permitindo, assim, a identificação do homem que atropelou Guilherme e fugiu.

Acidente com vítima fatal na Avenida Anhanguera em frente terminal praça da bíblia sentido Centro

No momento do acidente, Guilherme portava uma bag de entrega de comida, indicando que ele seria entregador de App Uber Eats. Segundo a Dict, informações prestadas pela família da vítima dizem que Guilherme era estudante e fazia “bicos” como entregador de comida nas horas vagas. Porém, ainda conforme a delegacia, não é possível afirmar se no momento do acidente ele se encontrava indo efetuar alguma entrega, “tendo em vista que o manuseio do corpo e de seus pertences é de competência da Polícia Técnico-Científica”.

A reportagem do Dia Online entrou em contato com o App, que manifestou solidariedade com a família do rapaz e declarou que entrará em contato para oferecer o apoio necessário. Veja a nota abaixo:

“A Uber lamenta o trágico acidente que resultou na morte do entregador parceiro Guilherme Batista na última quinta-feira (09/05). A empresa se solidariza com os familiares da vítima neste momento de dor, e informa que entrará em contato com os mesmos a fim de oferecer o apoio necessário.”

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Prefeitura inaugura Estação Ferroviária de Goiânia com novos serviços

Local recebe uma unidade da Atende Fácil, posto da Guarda Civil, e um Centro de Atendimento ao Turista, além de galeria de artes.
10/05/2019, 09h21

Após reforma, será reinaugurada nesta sexta-feira (10/5), a antiga Estação Ferroviária de Goiânia. O local, que deve se tornar um centro de convivência, também oferecerá serviços da Prefeitura de Goiânia, por meio de uma unidade da Atende Fácil, posto da Guarda Civil, e um Centro de Atendimento ao Turista, além de uma galeria de artes.

A obras de reparo da antiga Estação foram realizadas com recursos do PAC Cidades Históricas e conduzida pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em parceria com a Prefeitura de Goiânia. Ao todo, a reforma custou R$ 5,87 milhões. Participam da solenidade, marcada para às 14h de hoje, além do prefeito Iris Rezende, representantes dos governos Federal e Estadual e do Iphan.

Serviços na Estação Ferroviária de Goiânia

Com a reforma, foi instalado um posto de atendimento do Atende Fácil, que é um serviço do município ao cidadão, e também um Centro de Atendimento ao Turista (CAT). Pensando em futuras exposições, também é possível encontrar espaços vinculados à Secretaria de Cultura. O objetivo é transformar o local em um ambiente para todos, atendendo a variadas demandas.

Na unidade da Atende Fácil são atendidas demandas relativas às secretarias de Finanças (Sefin), Planejamento Urbano e Habitação (Seplanh); Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Ciência e Tecnologia (Sedetec); Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMT), além da Agência Municipal de Meio Ambiente (Amma), da Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg) e da Vigilância Sanitária.

Reforma da Estação Ferroviária de Goiânia

De acordo com informações da prefeitura, todo o prédio passou por obras, incluindo a recuperação de toda a estrutura, como pisos e cobertura, além de nova pintura. O local também recebeu novas instalações e disposição dos espaços. Três elementos simbólicos da Estação ganharam destaque: a locomotiva, conhecida como Maria Fumaça, toda restaurada, foi realocada na plataforma de embarque para acesso e conhecimento do público; o tradicional relógio da torre foi recuperado e os dois painéis de Frei Confaloni, com os afrescos originais, um marco das artes plásticas em Goiás, foram restaurados.

A obra da Estação permitiu ainda a “requalificação urbana de uma área ao redor da Estação Ferroviária, na Praça do Trabalhador, que recebeu pavimentação, novo paisagismo, iluminação e mobiliário, criando mais um espaço de convivência para os goianienses. “A Estação Ferroviária volta a ser um espaço vivo e ativo para a população”, declarou Iris Rezende.

Imagens: Sagres Online 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Saúde

UFG desenvolve medicamento que reverte overdose de cocaína

Lançamento no mercado depende de parceria com a indústria farmacêutica.
10/05/2019, 09h39

A Universidade Federal de Goiás (UFG) anunciou o desenvolvimento de uma nanopartícula capaz de capturar a cocaína em circulação na corrente sanguínea e, assim, evitar os efeitos da droga, até mesmo quando consumida em quantidades que causam “overdose” e podem levar à morte.

A nanopartícula é administrada por meio de medicamento intravenoso. Testes feitos com ratos nos laboratórios do Centro de Pesquisa, Desenvolvimento Tecnológico e Inovação em Fármacos, Medicamentos e Cosméticos da UFG, o FarmaTec, indicam a capacidade de captura de até 70% da cocaína no organismo e o retorno quase imediato da pressão arterial e dos batimentos cardíacos ao estado normal.

“A pressão arterial e os batimentos cardíacos começam a voltar ao normal cerca de dois minutos após a administração da nanopartícula que desenvolvemos”, diz a farmacêutica Sarah Rodrigues Fernandes, em material de divulgação da UFG. Ela é autora da pesquisa, que resultou em sua dissertação de mestrado defendida há três semanas no Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas da universidade.

“Ao capturar a cocaína, a nanopartícula mantém a droga aprisionada em seu interior. Não permite que a droga se difunda pelo cérebro ou outras regiões do organismo. Possibilita, então, que haja tempo para uma terapia de resgate”, explica à Agência Brasil a farmacêutica Eliana Martins Lima, orientadora do trabalho e professora de nanotecnologia aplicada à área farmacêutica.

A cocaína aprisionada na partícula é retida pelo fígado na passagem da corrente sanguínea e é destruída no metabolismo feito pelo órgão.

“O que nós buscamos com isso foi viabilizar uma forma de que, no momento em que o paciente começa a perder sinais vitais, seja possível ao médico ou ao Samu [Serviço de Atendimento Móvel de Urgência] salvá-lo, reduzindo aquela dose tóxica que está na corrente sanguínea”, acrescenta a orientadora, que trabalhou como professora visitante no Massachusetts Institute of Technology (MIT), nos Estados Unidos.

Inovações

O experimento bem-sucedido traz duas inovações. Além de obter resultados quase imediatos para diminuir os efeitos da cocaína, a pesquisa muda e acrescenta o modo de usar nanotecnologia em terapias com medicamentos.

Desde os anos 1990, a nanotecnologia é utilizada para levar de forma mais eficaz partículas aos alvos no organismo que precisam de recuperação e proteção. O experimento mostra que a nanotecnologia também pode ser proveitosa para buscar e aprisionar substâncias e reverter um quadro crítico.

As chamadas partículas nanométricas, obtidas a partir de componentes químicos orgânicos naturais (lipídeos) e de moléculas de baixa massa (polímeros), são extremamente pequenas (1 nanômetro é 1 milhão de vezes menor que o milímetro) e, por isso, eficientes na circulação sanguínea.

Comercialização

A eventual disponibilização do medicamento para uso no socorro de pessoas em processo de overdose depende de parceria entre a universidade e laboratórios farmacêuticos. Até poder ser utilizado em seres humanos, o medicamento deve ser submetido a testes clínicos exigidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A produção de medicamento é investimento de médio a longo prazo. Além dos testes, a indústria farmacêutica precisa custear os laboratórios de fabricação em massa e fazer a comercialização. O laboratório que venha a se associar para a produção deverá fazer o registro para a venda.

“Nosso papel como universidade pública é formar pessoas altamente qualificadas, jovens cientistas, pesquisadores e, no meio desse caminho, produzir conhecimento novo. É muito importante, agora, que as indústrias farmacêuticas, percebam a capacidade de contribuir com esse processo de inovação e, dessa forma, identifiquem que vão conseguir manter um espaço importante no mercado”, diz Eliana.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Política

Presidente da Câmara Municipal não vê indícios para impeachment de Iris Rezende

Ele também declarou que o pedido da cassação do prefeito seria pautado em "críticas pontuais".

Por Ton Paulo
10/05/2019, 09h59

Em entrevista a um jornal local, o presidente da Câmara Municipal de Goiânia, Romário Policarpo (Pros), disse acreditar não haver crimes que possam levar a um impeachment de Iris Rezende (MDB), prefeito de Goiânia. Ele também declarou que o pedido da cassação do prefeito seria pautado em críticas.

As declarações vieram depois que o ex-vereador e deputado estadual Alysson Lima (PRB) foi pessoalmente à Câmara Municipal, no último dia 8/5, protocolar um pedido de impeachment contra o prefeito. Na ocasião, o parlamentar chegou a afirmar que a peça tinha “fortes elementos jurídicos” que podem levar “ao impeachment do prefeito Iris Rezende”. Entretanto, o presidente da Casa parece não concordar muito com ele.

Segundo Policarpo, o pedido do impeachment protocolado será encaminhado para a Procuradoria, que irá emitir um parecer técnico sobre a peça. Entretanto, o presidente disse que “por acompanhar a gestão do prefeito”, acredita que, contra ele, só existem “críticas pontuais” e que não acredita que “haja crimes que possam levar ao impeachment”.

“Os procuradores [que darão o parecer técnico sobre o pedido de impeachment] são servidores de carreira na Câmara. Eu como vereador não consigo identificar crimes que possam atentar a permanência do prefeito no caso”.

Vereador líder do prefeito na Câmara reagiu a deputado que apresentou pedido de impeachment de Iris Rezende e disse que ele “não tinha o senso do ridículo”

A protocolização do pedido de impeachment de Iris Rezende por parte do deputado estadual Alysson Lima na manhã desta quarta-feira acendeu, além de uma confusão com bate-boca na Câmara Municipal de Goiânia, também uma rixa entre o vereador Oséias Varão (PSB) e o membro da Assembleia Legislativa. Após o deputado ir pessoalmente à Câmara para apresentar o pedido e ser impedido de usar a tribuna, Oséias chegou a dizer que Alysson era “ridículo” e que tentava usar a Câmara como “palanque político”.

Conforme o vereador, o pedido de impeachment apresentado pelo deputado Alysson Lima é “vazio de argumentos e fundamentos jurídicos”, uma vez que seria baseado apenas “numa denúncia do MPF”. A ação referida pelo vereador, que alega improbidade administrativa, foi proposta à 7ª Vara da Justiça Federal.

Em resposta ao vereador Oséias Varão, o deputado Alysson Lima chamou de “equivocadas” suas declarações, e disse que ao contrário do que foi dito pelo vereador, o processo montado por ele dispõe de três crimes de improbidade administrativa que foram reunidos em uma única peça jurídica.

Via: O Hoje 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Bombeiros socorrem recém-nascida engasgada com remédio, no interior de Goiás

Incidente ocorreu nesta quinta-feira (9/5), em São Miguel de Araguaia.
10/05/2019, 10h48

Uma equipe do Corpo de Bombeiros de Goiás (CBMGO) resgatou uma recém-nascida de 1 mês engasgada com remédio. O incidente ocorreu nesta quinta-feira (9/5), na Vila Renascer, em São Miguel de Araguaia, no interior do estado.

De acordo com a corporação, a mãe da pequena Isa Gabriela acionou os bombeiros pelo 193, após perceber que sua filha estava ficando roxa depois de se engasgar com um remédio. Por telefone, o soldado Luciano orientou o procedimento necessário para que a criança voltasse a respirar.

Enquanto o primeiro atendimento era feito por ligação, uma Unidade de Resgate da corporação foi até o endereço da família. No local, foi feita a limpeza de secreção da boca da bebê e a continuação da manobra de tapotagem até que a bebê retornasse totalmente à consciência.

Logo após os primeiros socorros, mãe e bebê foram encaminhadas ao Hospital Municipal de São Miguel do Araguaia para avaliação médica. A mãe agradeceu o atendimento que ajudou a salvar a vida da filha.

Por telefone, bombeiros orientam socorro a bebê engasgado com remédio

Em abril deste ano, os Bombeiros de Goiás também ajudaram no socorro de outro bebê engasgado. O caso ocorreu em Goianésia, cidade também do interior goiano. Conforme o sargento Solismar, a mãe da criança acionou a corporação por volta das 20h8. O bebê, de 36 dias de vida, de engasgou também com remédio.

Imediatamente uma viatura foi disponibilizada para ir ao local, na Rua 27, Setor Carrilho, mas a situação pedia urgência. O telefonista do Corpo de Bombeiros então, enquanto a viatura se dirigia para a ocorrência, começou a acalmar e a orientar a mulher, que estava em desespero, passando todo o procedimento padrão, passo a passo, em casos de engasgamento.

Ainda de acordo com o sargento, quando a viatura da corporação chegou ao local, a criança já tinha sido desengasgada, graças ao procedimento realizado pela mãe e repassado pelos bombeiros. Ela já amamentava a criança e teve que assinar um termo de responsabilidade, uma vez que se recusou a levar o bebê para o hospital, que já aparentava estar bem.

O que fazer em caso de engasgamento

Ao Dia Online, o sargento explicou que qualquer adulto pode realizar um procedimento de salvamento de desengasgamento numa criança, desde que siga as instruções corretas. Veja abaixo quais são:

A primeira coisa a se fazer é manter a calma e não entrar me pânico; pegar a criança engasgada nos braços, de bruços. Ela deve estar com a cabeça um pouco abaixo do resto corpo, inclinada. O adulto, então, deve dar leves tapinhas nas costas da criança, até que ela seja desengasgada.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.