Goiás

Polícia desarticula associação criminosa que aplicava golpes pelo OLX em Goiás

O esquema, que era comandado de dentro da CPP, deu um prejuízo estimado em R$ 300 milhões às vítimas.

Por Ton Paulo
09/05/2019, 08h40

A Polícia Civil de Goiás apresenta hoje (9/5) o resultado de um extensa investigação no âmbito da Operação Hermes, que apurou um esquema de golpes pelo OLX (aplicativo de compra e venda) comandado de dentro da Casa Prisão Provisória (CPP), em Aparecida de Goiânia. O criminoso, que estava preso mas se passava por médico ou empresário, marcava encontro com as vítimas interessadas em vender um produto. Ele, então, mandava mulheres em seu lugar, que concretizavam o golpe. O prejuízo das vítimas é estimado em R$ 300 mil.

Conforme informações adiantadas pelo delegado Anderson Pimentel, responsável pelas investigações, os criminosos praticaram os golpes em Goiânia e no interior do estado entre novembro de 2018 e fevereiro de 2019. O esquema era comandado de dentro da CPP por Antônio Carlos Godoy de Paula, vulgo “Toninho” ou “Godoy”, já falecido. Além de mentor intelectual, ele mantinha o controle das ações dos demais coautores, repartindo entre eles as funções.

De acordo com o delegado, Toninho achava vítimas no aplicativo de compra e venda direta OLX que anunciavam seus produtos. Ele então entrava em contato com os anunciantes se mostrando interessado em adquirir o produto e se passando por médico, odontólogo ou empresário, iniciando a negociação com a vítima. Os objetos normalmente era celulares top de linha, jóias e animais de estimação.

Convencida de que realmente estava falando, por telefone ou pelo Whatsapp, com alguém, aparentemente confiável, interessado na aquisição do bem, a vítima ia ao local combinado na hora acertada para mostrar o produto. Toninho, então, por estar preso na CPP, dava a desculpa de estar em um compromisso ou numa consulta, e por causa disso mandaria sua prima, cunhada ou funcionária, geralmente de nome Morgana, Larissa, Amanda ou Gabi, para avaliar o estado do bem e autorizar a “transferência bancária”.

Após receber o aval positivo das estelionatárias, que se revezavam no engodo, sozinhas ou em dupla, munido dos dados bancários fornecidos pela vítima, um comprovante falso era “montado” e transmitido para o celular da vítima ou de uma das envolvidas no esquema. As vítimas, acreditando nos comprovante, entregavam seus bens, percebendo que nenhum depósito fora efetivado em suas contas horas ou dias depois da entrega.

Prejuízo das vítimas do golpes pelo OLX chega a R$ 300 mil

Conforme informações do delegado, ao catalogar os bens adquiridos pela associação criminosa, considerando só valores de venda por eles confessados, o lucro já seria de pelo menos R$ 160 mil reais. Entretanto, o prejuízo estimado das vítimas é de R$300 mil. Com a divulgação das imagens, ainda segundo o delegado, espera-se que o número de vítimas, cerca de 15 atualmente, aumente.

Os objetos preferidos da associação criminosa eram smartphones top de linha, avaliados, entre 3 e 5 mil reais; joias diversas, no valor médio de R$3 mil; além de animais de estimação, cujos valores mínimos anunciados eram entre 2,5 a 5 mil.

Sobre o nome da operação, o delegado explica que Hermes é o deus grego filho de Zeus e da ninfa Maia, conhecido por ser o mensageiro dos deuses, patrono da ginástica, dos ladrões, dos diplomatas, dos comerciantes, da astronomia e guia das almas dos mortos para o Mundo Inferior, reino de Hades. Apesar de sua característica virtuosa, ele era também um inimigo perigoso, astuto e ladrão.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Acidente entre três caminhões e uma camionete deixa 5 feridos, em Catalão

Todas as vítimas, sendo duas crianças, estavam na camionete.
09/05/2019, 08h45

Cinco pessoas ficaram feridas em um acidente envolvendo três caminhões e uma camionete, na GO-330, em Catalão, interior de Goiás. O acidente ocorreu por volta das 18h40 desta quarta-feira (8/5), na altura do quilômetro um da rodovia. Todos os feridos eram ocupantes do veículo de passeio e foram socorridos por equipes do Corpo de Bombeiros e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

De acordo com a corporação, o acidente ocorreu quando a camionete e um caminhão, que trafegavam sentido Catalão, se chocaram com outros dois caminhões que seguiam sentido Ipameri. Todos os ocupantes da camionete se feriram, entre eles duas crianças. As vítimas foram socorridas conscientes e levadas para o Pronto Socorro da Santa Casa da cidade.

GO-330 deve passar por reforma emergencial

Uma ação do Ministério Público de Goiás (MP-GO), acatada pela Comarca de Urutaí, determinou que a Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra), órgão do Governo de Goiás responsável pela administração e manutenção das rodovias goianas, realize, dentro de 30 dias, a reforma da pista de rolamento da GO-330, nos trechos danificados de Pires do Rio -Urutaí e Urutaí-Ipameri, com conclusão em 180 dias.

A ação ainda determina que, em caso de descumprimento da decisão, o órgão deverá pagar multa diária de R$ 10 mil.

De acordo com informações do MP-GO, ação, aceita pelo juiz José dos Reis Lemes, foi proposta em conjunto pelas Promotorias de Justiça de Urutaí, 1ª de Ipameri e 2ª de Pires do Rio, no início do mês, tendo sido precedida de requisição de informações e recomendação à Goinfra, cujas orientações, segundo o MP-GO, não foram atendidas.

Os promotores responsáveis pela ação enfatizaram que “a rodovia é uma das mais importantes do estado, especialmente entre Pires do Rio e Catalão, incluindo, portanto, os trechos entre Urutaí, Ipameri e Pires do Rio, e muito utilizada para o tráfego de veículos de cargas, no transporte de produtos relevantes para a economia goiana, para o transporte escolar e de ambulâncias”.

Resposta

Em nota, a Goinfra se manifestou e disse que antes mesmo da decisão judicial ela já “adotava as medidas necessárias para a retomada da manutenção da rodovia citada”. Veja o texto na íntegra: “A Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra) informa que está em conclusão termo de referência para a licitação da manutenção da rodovia da GO-330, regional sem contrato desde 2018. O cronograma para conclusão da licitação e dos serviços foi apresentado em processo judicial. E antes mesmo da decisão da Justiça, a Goinfra já adotava as medidas necessárias para a retomada da manutenção da rodovia citada.​”

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Política

Temer deve se apresentar hoje à Polícia Federal

Ontem, o TRF2 suspendeu habeas corpus que o mantinha em liberdade.
09/05/2019, 08h59

O ex-presidente da República Michel Temer deve se apresentar à Polícia Federal (PF) nesta quinta-feira (9), depois que o Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2), com sede no Rio de Janeiro, suspendeu os habeas corpus do ex-presidente e do coronel João Baptista Lima Filho que os mantinham em liberdade. O ex-presidente falou com a imprensa na noite dessa quarta-feira (8) em São Paulo e prometeu se apresentar à PF. A 1ª Turma Especializada do TRF2 julgou o mérito dos habeas corpus na tarde de ontem.

Operação Descontaminação

Depois de terem sido presos na Operação Descontaminação, no dia 21 de março, Temer e o Coronel Lima foram soltos quatro dias depois, dia 25, em uma decisão liminar do desembargador Ivan Athié, que integra a 1ª Turma do TRF2 com mais dois desembargadores: Abel Gomes e Paulo Espírito Santo.

As defesas de Temer e do coronel Lima pediram que eles possam se apresentar à Justiça, sem serem capturados. Abel Gomes disse que vai expedir novos mandados de prisão e que os dois poderão se apresentar nos locais em que preferirem.

O ex-presidente foi preso preventivamente junto com o ex-ministro e outros acusados de integrar uma quadrilha que cometeu crimes de corrupção relacionados à construção da Usina Nuclear Angra 3. A pedido da defesa, após ser preso, Temer foi levado para a sede da Superintendência da Polícia Federal no Rio de Janeiro. O ex-ministro Moreira Franco estava preso no Batalhão Especial Prisional (BEP), em Niterói.

As prisões foram determinadas pelo juiz federal Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, que julga os processos relacionados à Lava Jato no Rio de Janeiro.

Defesas

O advogado do ex-presidente Michel Temer, Eduardo Pizarro Carnelós, disse, assim que terminou a audiência, que hoje irá recorrer ao Superior Tribunal de Justiça (STJ). Também informou que Temer se apresentará espontaneamente à Justiça nesta quinta, em São Paulo.

“Só posso lamentar, porque considero uma injustiça. Não há fundamentos”, disse Carneló. Para o advogado, a decisão do tribunal levou em conta o que chamou de “dar um exemplo à sociedade”, mas, segundo ele, não há risco à ordem pública.

A defesa do coronel Lima saiu sem comentar a decisão da Justiça.

Imagens: O Sul 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Secretário de Caiado diz que Passe Livre restrito ao Ensino Médio é "mais inclusivo"

Segundo Cabral, na proposta de Caiado, que pretende cortar o benefício de alunos do Ensino Fundamental, Superior e Técnico, o Passe Livre "irá para quem realmente precisa".

Por Ton Paulo
09/05/2019, 10h16

Em uma coletiva de imprensa na última quarta-feira (8/5), o titular da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Seds), Marcos Cabral, deu declarações a respeito do projeto do governador Ronaldo Caiado que determina mudanças no Passe Livre Estudantil para estudantes de Goiás. Segundo Cabral, a proposta – que pretende cortar o benefício de alunos do Ensino Fundamental, Superior e Técnico – é “mais inclusiva”, e que o benefício “irá para quem realmente precisa”.

O Projeto de Lei que propõe o novo modelo de Passe Livre encontra-se em discussão na Assembleia Legislativa de Goiás. Conforme a proposta, o benefício, que vai passar a se chamar Passe do Jovem Estudante (PJE), caso o projeto seja aprovado, será restrito a estudantes do Ensino Médio e que sejam beneficiários diretos ou indiretos de algum programa de erradicação da pobreza do Governo. Estes também devem ser alunos da rede pública ou bolsistas da rede privada.

De acordo com o secretário, com o projeto Caiado quer “aprimorar a inclusão social dos jovens goianos na política de subsídios para o transporte público”. Segundo ele, para ampliar a capilaridade do programa, os novos critérios contemplam renda familiar de até três salários mínimos e participação da família do jovem em programas sociais a partir do Cadastro Único (CadÚnico).

Marcos Cabral lembrou também que o modelo atual do Passe Livre garante o direito do transporte apenas a estudantes da Região Metropolitana de Goiânia e de Anápolis. “Com o novo programa, isso será corrigido. Nossa proposta é muito mais inclusiva. Ao adotarmos critérios de renda, estamos garantindo que o benefício irá para quem realmente precisa, e em todo o Estado”, afirmou o secretário.

Líder do Governo na Alego apresentou emenda da base aliada que extende Passe Livre a estudantes do Ensino Superior

Após a polêmica do Projeto de Lei do governador Ronaldo Caiado que retira o Passe Livre Estudantil  alunos do Ensino Técnico, Superior e Fundamental, o líder do Governo na Casa, o deputado estadual Bruno Peixoto (MDB), apresentou uma emenda da base aliada à proposta de Caiado que garante o benefício aos estudantes universitários.

O parlamentar afirmou que o Passe Livre é um programa importante e que o governador está estabelecendo sua manutenção. “O governador está reestruturando o programa afim de mantê-lo através de critérios sociais e nós vamos promover amplos debates sobre o tema”, explica Bruno Peixoto.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

PC investiga suspeitos de desviar R$ 26 mi de banco em Goiás e outros 7 estados

Ao todo, são cumpridos 17 mandados de prisão e 28 de busca e apreensão.
09/05/2019, 10h58

Foi deflagrada na manhã desta quinta-feira (9/5), pela Polícia Civil do Distrito Federal, uma megaoperação que investiga suspeitos de desviar cerca de R$ 26 milhões do Banco do Brasil em Goiás, Pernambuco, Minas Gerais, Mato Grosso, São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Paraná e no DF. Ao todo, são cumpridos 17 mandados de prisão e 28 de busca e apreensão.

Segundo as investigações, os crimes ocorreram entre 2017 e 2018. Entre os alvos da ação policial estão dois ex-funcionários da instituição financeira e donos de 11 empresas terceirizadas que tinham contrato com o banco para cobrar dívidas dos clientes. O grupo deve responder criminalmente por peculato, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

A operação, batizada como Crédito Viciado, é realizada pela Coordenação de Combate ao Crime Organizado (Cecor). Ao menos 140 policiais estão envolvidos na ação.

Esquema de desvios no Banco do Brasil

As investigações do esquema de desvios começaram em janeiro deste ano, após denúncia feita pelo próprio Banco do Brasil. De acordo com informações da PCDF, os ex-servidores se aproveitavam de erro técnico para fazer pagamento das comissões de forma manual, dessa foram eles para repassavam às empresas de cobrança mais dinheiro que o devido. Em troca do pagamento fraudulento, os então funcionários recebiam vantagens financeiras por meio de propina.

Ainda conforme as investigações, o erro técnico ocorria da seguinte forma: assim que o cliente do banco quitava a dívida depois de contato com a empresa terceirizada, o Banco do Brasil pagava uma comissão à empresa. Entretanto, em alguns casos, o sistema de pagamento automático apresentava um erro técnico, e o pagamento dessa comissão tinha que ser feito de forma manual.

Na época, um dos envolvidos no esquema, ao longo de dois anos, chegou a receber cerca de R$ 4 milhões; em janeiro de 2019, este servidor foi demitido. O outro funcionário teria recebido cerca de R$ 900 mil com os desvios. Durante as investigações, os envolvidos tiveram R$ 16 milhões bloqueados das contas

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.