Goiás

Além de interditar o Hospital Materno Infantil auditoria pede a demolição do imóvel, em Goiânia

Procurador afirma que prédio não tem condições de abrigar o Hospital e aconselha o governo a procurar outro prédio.
30/04/2019, 19h28

O termo de interdição do Hospital Materno Infantil (HMI) feito após uma auditoria da Superintendência Regional do Trabalho (SRT) e acompanhada pelo Ministério Público Federal (MPF) e Conselho Regional de Farmácia (CRF) foi entregue nesta terça-feira (30/4) a Procuradoria-Geral do Estado (PGE). O documento que é fruto de levantamos feitos durante quatro meses e determina que a unidade seja interditada e o prédio desocupado, se não bastasse a SRT pede que o imóvel onde fica o hospital seja demolido.

Conforme a publicação de um Jornal local, após a auditoria foram constatadas diversas irregularidades tanto de ordem estrutural como de limpeza e higiene da unidade. Um dos exemplos citados pela superintendência, foi a falta de medicamentos na unidade, que aumentam o risco de infecções pela ausência de climatização para manter os medicamentos na temperatura ideal.

De acordo com a auditora fiscal do trabalho, Jacqueline Carrijo, a degradação do prédio é total e não tem condições de abrigar o HMI. “Além dos trabalhadores da unidade que passam de mil, e mais de 30 mil pacientes atendido no Materno Infantil anualmente, que estão em perigo devido as irregularidades que encontramos”, explica a auditora.

Procurador afirma que quem for ao Materno Infantil vai ser atendido, porém pacientes não poderão ser encaminhados ao Hospital

O Procurador da República em Goiás, Ailton Benedito afirmou que o Materno Infantil não vai deixar de atender os pacientes no chamado “porta aberta”, que é quando o enfermo vai diretamente até a unidade sem ser necessário o encaminhamento. Entretanto ele salientou que a Secretaria Municipal de Saúde não vai mais poder encaminhar doentes ao Hospital.

Assim como a auditoria determinou que o prédio não possuem as condições necessárias para abrigar o Materno Infantil, o procuradora concordou com o levantado pela SRT e afirmou que o Estado deve providenciar um outro prédio para abrir o HMI.

O governo estadual segundo o termo entregue pela superintendência tem o prazo de 10 dias para apresentar o cronograma de desocupação do Hospital.

Via: O Popular 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Esportes

Goiás recebe o São Paulo na reabertura do Estádio Serra Dourada

Reforma foi paga pelo clube goiano a título de doação e ultrapassa a casa dos R$ 600 mil segundo a diretoria esmeraldina.
30/04/2019, 20h38

Após vencer o Fluminense pelo placar de 1 a 0 na estreia do Campeonato Brasileiro da Série A 2019 no último domingo (28/4), com gol do zagueiro Rafael Vaz em cobrança de falta no fim do jogo. o Goiás recebe nesta quarta-feira (1/5) o São Paulo pela segunda rodada da competição, na reabertura do Estádio Serra Dourada, em Goiânia.

O Estádio que é o maior palco da modalidade no estado, foi usado até a segunda rodada do segundo turno do Campeonato Goiano deste ano, que terminou com o Atlético Goianiense como campeão da temporada 2019. Entretanto a última partida disputada no Serra Dourada foi no dia 23 de fevereiro entre Goiânia e Aparecidense, depois deste jogo, a praça desportiva foi fechada para uma pequena reforma.

Com a reforma no Serra Dourada, o Atlético Goianiense mandou jogos no Estádio Antônio Acciolly em Campinas, o Goiás na Serrinha no Setor Bueno, o Vila Nova no Onézio Brasileiro Alvarenga (OBA) e o Goiânia no Olímpico durante a disputa do estadual.

Reforma do Serra Dourada foi bancada pelo Goiás

A nova pintura das arquibancadas, reforma das lanchonetes e dos banheiros, além da instalação do árbitro de vídeo para a disputa da elite do futebol nacional, foi bancada pelo Goiás Esporte Clube, único time goiano na Série A. O investimento feito para melhorar a estrutura do Estádio ultrapassa a casa dos R$ 600 mil conforme informou a direção do clube.

Goiás recebe o São Paulo na reabertura do Estádio Serra Dourada
Foto: Reprodução

Na tarde desta terça-feira (30/4) antes do jogo de reabertura do principal estádio de Goiás, foi concedida uma coletiva de imprensa para mostrar como a praça desportiva ficou após a reforma e ela preparada para receber a primeira partida do esmeraldino goiano no Brasileirão da Série A.

A partida entre Goiás x São Paulo é válida pela segunda rodada do campeonato e vai ser disputada no Estádio Serra Dourada a partir das 21h30. A diretoria informou a uma Rádio local que mais de 18 mil ingresso foram vendidos e que os bilhetes destinados a torcida do tricolor paulista, uma carga de 3.800 se esgotaram.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Mulher é presa suspeita de matar homem a facadas em Goiânia

Faca usada no crime estava escondida dentro do sutiã da suspeita.
01/05/2019, 08h35

Uma mulher foi presa em flagrante na noite da última terça-feira (30/4) suspeita de matar um homem a facadas e tentar matar uma outra pessoa, dentro de uma casa no Setor Cândida de Morais, na região noroeste de Goiânia.

Dia Online entrou em contato por telefone com o plantão da Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH) que forneceu outros detalhes sobre a ocorrência.

Conforme relatado no Registro de Atendimento Integrado (RAI) das forças policiais de Goiás, os três envolvidos estavam em uma residência e houve um desentendimento entre os três.

A polícia afirmou que Ane Francis da Silva suspeita de ser a autora do crime, no meio da discussão pegou uma faca e desferiu dois golpes na região do tórax de Diogenes.

Após atacar esfaquear Diogenes, Ane tentou da mesma forma ceifar a vida de Roberta Souza de Moura, entretanto o primeiro golpe atingiu o ombro esquerdo da mulher. Em seguida ao tentar esfaquear novamente a vítima, Roberta segurou a mão da autora das agressões e o golpe atingiu o ombro direto de Roberta, que fugiu do local em seguida.

Homem esfaqueado tentou buscar por socorro, mas morreu no caminho

Segundo relatado pela polícia, Diogenes após ser esfaqueado, pegou uma camisa para esconder os ferimentos e tentou buscar por ajuda, porém ele conseguiu correr por metade da quadra quando caiu e veio a óbito.

Após o crime a suspeita foi presa pela polícia, que precisou de ao menos quatro policiais para prender a mulher, que supostamente estaria sobre o efeito de entorpecentes e chutou os agentes no momento da prisão. A faca usada por ela no crime foi apreendida e estava escondida dentro do seu sutiã.

De acordo com o relato, há poucos dias Ane tinha deixando a prisão, mas não soube precisar por qual crime a mulher estava presa. Ane foi levada a Central de Flagrantes, onde foi autuada por homicídio e tentativa de homicídio.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Avô é amarrado e esfaqueado pelo namorado da neta, em Águas Lindas

Avô reconheceu o namorado da neta e tinha denunciado o rapaz por tentativa de estupro há alguns dias.
01/05/2019, 09h58

O avô de uma adolescente de 13 anos foi amarrado e esfaqueado pelo namorado da neta, na noite da última terça-feira (30/4), na chácara onde mora, no setor Parque Águas Bonitas I, em Águas Lindas, no Entorno do Distrito Federal (DF).

Dia Online conversou com o delegado Felipe Socha que deu mais detalhes sobre a ocorrência. Segundo o delegado, a vítima esfaqueada é proprietária da residência e foi identificado apenas pelo primeiro nome Dalmo.

“Dois ou três rapazes chegaram na casa e renderam Dalmo, no momento dois parentes da vítima estavam chegando na residência de carro, eles foram rendidos e trancados em um cômodo da casa pelos suspeitos”, explica o delegado.

Felipe Socha afirmou que após trancar os parentes da vítima dentro do cômodo. “Eles pegaram a vítima e levaram para trás da casa, e amarraram Dalmo em uma árvore e o esfaquearam sete vezes, quatro na região do tórax e três na lateral do corpo”, conta o delegado.

Socha conta que os suspeitos fugiram logo após o crime, e que os dois familiares de Dalmo conseguiram sair do cômodo trancado e socorrer a vítima.

Avô reconhece namorado da neta entre os autores do crime

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás (CBMGO) foi chamado para atender a ocorrência e a polícia também esteve no local para levantar informações sobre o ocorrido.

Conforme o delegado, Dalmo estava consciente e conseguiu identificar um dos suspeitos. Socha conta que a vítima reconheceu um dos autores e que o mesmo seria o namorado da neta. Após levantar as informações sobre o caso, a polícia prendeu em flagrante Carlos Daniel Silva Compasso.

Segundo o delegado, Carlos confessou participação no crime e afirmou que os envolvidos foram para roubar Dalmo e se vingar da vítima, pois o avô da jovem denunciou o namorado da neta por tentativa de estupro há alguns dias.

Felipe Socha afirma que como houve o roubo de alguns celulares e dinheiro, o suspeito foi autuado por tentativa de latrocínio.

A vítima foi socorrida e levada primeiramente ao Hospital de Bom Jesus e transferida em seguida para uma unidade do Distrito Federal. Segundo o delegado a última informação do boletim que a polícia recebeu era de que Dalmo estava com o estado de saúde estável.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Mundo

Polícia e black blocs entram em confronto em Paris durante manifestação

Os manifestantes reagiram lançando projéteis e, ao menos, uma pessoa ficou ferida.
01/05/2019, 10h25

As forças de segurança francesas entraram em confronto com black blocs – militantes anticapitalistas e antifascistas vestidos de preto e com o rosto coberto -, na manhã desta quarta-feira, 1º, em Paris, antes do início oficial das manifestações do dia do trabalho.

A polícia francesa disparou gás lacrimogêneo para afastar centenas de pessoas que aproveitaram as tradicionais manifestações do dia para protestar contra o presidente Emannuel Macron, durante uma passeata dos coletes amarelos.

Os manifestantes reagiram lançando projéteis e, ao menos, uma pessoa ficou ferida.

As tradicionais passeatas de 1º de maio em Paris, geralmente pacíficas e dedicadas a reivindicações salariais, vão acontecer nesta quarta-feira sob forte esquema de segurança, diante do risco de incidentes por parte de manifestantes radicais.

Mais cedo, a polícia realizou 88 prisões para evitar conflitos, depois de detectar mensagens de grupos radicais com intenção de atuar nas celebrações de 1º de maio.

Segundo a emissora “France Info”, entre os detidos estão três espanhóis que portavam artefatos incendiários e objetos que poderiam servir como armas.

Mais de 7.400 policiais e gendarmes foram mobilizados na capital francesa para as manifestações, onde acredita-se que haverá entre “mil e 2 mil militantes radicais”, segundo o ministro do Interior, Christophe Castaner.

Desde a madrugada, vários policiais começaram a revistar pessoas aleatoriamente nas proximidades da estação de Saint-Lazare, no centro de Paris.

O presidente Emmanuel Macron exigiu na terça-feira, 30, que a resposta aos “black blocs” seja “extremamente firme” em caso de violência. “Não há necessidade de dramatizar, é uma questão de vigilância (…) Amanhã (quarta-feira), há um risco”, disse Castaner em uma entrevista coletiva.

Embora estejam previstas manifestações em toda a França, a atenção estará voltada para a capital, muitas vezes palco de incidentes desde o início dos protestos dos “coletes amarelos”.

Esse movimento, que desde meados de novembro tem saído às ruas todos os sábados para protestar contra a política fiscal e social do governo, também estará presente nesta quarta-feira. No total, 20 estações de metrô e dos trens de cercanias nessas áreas estão fechadas, assim como restaurantes e hotéis. (Com agências internacionais).

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.