Brasil

Confusão encerra bloco da cantora Ludmilla no Rio

O tumulto aconteceu minutos depois que a cantora havia comemorado que o bloco seguia sem tumulto.
05/03/2019, 15h38

Uma confusão provocou o encerramento mais cedo do bloco da cantora Ludmilla, nesta terça-feira, 5, no centro do Rio. Depois de três horas de desfile na Avenida Primeiro de Março, uma briga generalizada no meio do público interrompeu o desfile do bloco “Fervo da Lud”.

Policiais militares tiveram que intervir, jogando bombas de gás lacrimogêneo. Neste momento, houve correria do público pelas ruas transversais do desfile. O tumulto aconteceu minutos depois que a cantora havia comemorado que o bloco seguia sem tumulto.

Por conta da confusão, a PM pediu que o bloco interrompesse a música. Neste momento, o DJ Renan da Penha, convidado da cantora, se apresentava em cima do carro de som. Mesmo sem música, outros focos de briga estouraram no público e a polícia lançou mais bombas de gás.

Um homem foi imobilizado pelos policiais e retirado do local algemado. Ele estava ferido.

O bloco de Ludmilla teve como tema este ano o Egito, escolhido pela cantora para exaltar a negritude da região. Organizadores estimaram um público de 1,5 milhão de pessoas.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Três pessoas são executadas dentro de casa, em Rianápolis

Suspeitos arrebentaram a porta e atiraram contra as vítimas, um casal de namorados e avó do rapaz.
05/03/2019, 16h49

Três pessoas foram executadas na madrugada desta terça-feira (5/3), dentro de uma residência, na Vila Sabino, em Rianápolis, a 170 quilômetros de Goiânia.

Portal Dia Online conversou com o delegado plantonista, Nelinho José de Almeida, que contou que os suspeitos chegaram em dois carros, arrebentaram a porta e atiraram contra as vítimas.

“Uma testemunha que estava na casa percebeu a movimentação e se escondeu debaixo da cama. De acordo com ela, eram pelos menos quatro suspeitos, mas apenas dois teriam invadido a casa, efetuado os disparos e fugiram logo após o crime”, conta o delegado.

Neto e avó morreram dentro da casa, namorada do rapaz morreu a caminho da UPA

Nelinho José afirmou que as vítimas foram identificadas como Ancelino Amâncio da Luz, a namorada Gabryely Cardoso dos Santos Sousa e a avó do rapaz Maria Aparecida Caetano Rosa.

“A perícia foi solicitada para que possamos identificar como foi a dinâmica do crime. A partir desta quarta-feira (6/3), o delegado titular da região vai assumir as investigações”, explica o delegado plantonista.

Nelinho José informou também que enquanto Ancelino e a avó Maria Aparecida morreram no local, a namorada do rapaz, chegou a ser socorrida e levada para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no caminho para UPA.

O delegado acredita que pela forma como o triplo homicídio foi efetuado, o caso se trata de uma execução. Nelinho José ao ser questionado se o rapaz poderia ter envolvimento com o tráfico de drogas, afirmou que durante os levantamentos e ao ouvir as testemunhas, o rapaz teria envolvimento com entorpecentes.

Os corpos das vítimas foram removidos do local pelo Instituto Médico Legal (IML) de Ceres e Rianápolis. Conforme o IML de Ceres, o corpo de Gabryely foi retirado por uma funerária e levado para Jaraguá, enquanto os corpos de Ancelino e Maria Aparecida foram levados de volta para Rianápolis.

Imagens: G1 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Entretenimento

'Não peguei ninguém', diz Anitta após curtir camarote com Neymar

"Infelizmente, não peguei ninguém. Acordei, inclusive, com um pouco de raiva porque saí no zero a zero. As amigas também", comentou a cantora.
05/03/2019, 17h23

Anitta passou a noite de segunda-feira, 4, ao lado de Neymar e do surfista Gabriel Medina em um camarote no Sambódromo da Marquês de Sapucaí, no Rio de Janeiro. Isso já motivou comentários de que os dois haviam ‘ficado’ na comemoração de carnaval.

Porém, na tarde desta terça-feira, 5, a cantora negou os rumores e o fato de que teria ido ao local para provocar Bruna Marquezine, ex-namorada de Neymar que estava no mesmo local, mas em lado oposto.

“Eu sou amiga do Neymar há muitos e muitos anos. Não é só porque as pessoas são famosas e se cruzam nos lugares, que elas são melhores amigas. Eu não sou amiga da Bruna Marquezine. Conheço. Ela foi no meu trio porque meu assessor de imprensa é um grande amigo dela, então eles estavam curtindo o carnaval”, disse a cantora nos stories do Instagram. “Não tenho nada contra ela, não tenho nada contra ninguém.”

Sobre o possível affair com Neymar, Anitta negou. “Infelizmente, não peguei ninguém. Acordei, inclusive, com um pouco de raiva porque saí no zero a zero. As amigas também”, comentou.

Nesta terça-feira, o perfil no Instagram de Bruna Marquezine amanheceu fora do ar. Os internautas e fãs dela, de Neymar e Anitta estão especulando que o motivo teria sido a presença do ex e da funkeira no evento. O E+ entrou em contato com a assessoria da atriz para saber o motivo da ausência do perfil na rede social, mas não obteve resposta até a publicação desta nota.

Anitta nega que tenha ido ao camarote para “provocar” Bruna. “Eu jamais fui para camarote nenhum para provocar ninguém. As pessoas que estavam organizando os dois camarotes que eu fui são todos meus amigos, estão me chamando há anos. Eu não vou deixar de ir porque tem gente lá”, disse a cantora.

“O único que perdeu a linha foi o David Brazil de botar aquela legenda nada a ver, mas não vem me meter em briga dos outros, não”, comentou a cantora.

David Brazil estava no camarote ao lado dela e de Neymar e publicou fotos dos dois com as legendas “segura esse casal, Brasil” e “também estou passado”.

Clique aqui

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Brasil

Mancha Verde é campeão do carnaval de São Paulo; Vai-Vai é rebaixada

O samba-enredo, "Óxala, Salve a Princesa! A Saga de uma Guerreira Negra!", é um canto às tradições de origem africana: citou maracatu, Iemanjá, África e Zumbi dos Palmares.
05/03/2019, 17h47

A Mancha Verde, escola de samba do Palmeiras, é campeã do grupo especial do carnaval paulistano em 2019. A Vai – Vai, escola que mais vezes venceu o carnaval paulistano, foi rebaixada para o grupo de acesso em 2020.

A Mancha foi a terceira a desfilar na madrugada de sexta-feira, 1°, para sábado, 2, no Sambódromo do Anhembi, em São Paulo. O grupo entrou na avenida por volta de 1h30.

Nas cores verde, branco e vermelho, a escola cantou, sambou e desfilou em homenagem à saga de uma guerreira negra. O samba-enredo, “Óxala, Salve a Princesa! A Saga de uma Guerreira Negra!”, é um canto às tradições de origem africana: citou maracatu, Iemanjá, África e Zumbi dos Palmares.

Uma ala do grupo fez referência ao Congo como local de escoamento de marfim e outros produtos da região. Logo no primeiro carro alegórico, os destaque eram os elefantes com dentes de marfim e imagens de mulheres negras.

A primeira ala entrou na avenida com fantasias ricas em detalhes com lantejoulas, brilhos e fitas. O verde em diferentes tonalidades dominou o desfile, que reuniu três mil componentes ao todo.

Vai-Vai

No quesito “Comissão de Frente”, a Vai-Vai caiu para a última colocação entre as 14 agremiações na disputa. O grupo do Bexiga não tirou uma nota 10 no quesito avaliado. As duas últimas escolas caem para o grupo de acesso do carnaval de 2020.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Homem é preso suspeito de assaltar mercearia pela 2ª vez na mesma semana, em Anápolis

Suspeito havia cometido um roubo no mesmo local no último domingo (3/3).
06/03/2019, 07h46

Um homem foi preso em flagrante na tarde desta terça-feira (5/3), feriado de Carnaval, ao tentar assaltar uma mercearia pela segunda vez na mesma semana. O caso ocorreu em Anápolis, a 59 quilômetros de Goiânia. Segundo informações da Polícia Militar de Goiás (PMGO), o suspeito havia cometido um roubo no mesmo local no último domingo (3/3), voltando dois dias depois, armado, para cometer o mesmo crime.

Imagens da câmera de segurança do estabelecimento registraram o momento em que o homem, que chega ao caixa com uma garrafa de bebida, aparentemente alcóolica, e mostra a arma para o atendente e mais pessoas no local. Os comerciantes informaram aos policiais que o homem mostrava a arma para obter “ganhos” nas lojas.

Veja o exato momento da ação criminosa:

Suspeito de assaltar mercearia em Anápolis é preso em flagrante

Após o segundo assalto, os comerciantes acionaram a Polícia Militar e passaram as características do homem, que foi preso logo em seguida. Maike da Silva Sousa Monteiro, de 24 anos, que usava uma arma na cintura para ameaçar os funcionários, foi encontrado no Residencial Leblon, em Anápolis, ainda com os produtos roubados na mercearia.

Ele foi reconhecido pelas vítimas e em seguida levado à Delegacia Geral da cidade.

Prisões em Anápolis

Na última semana, uma briga de vizinhas culminou na prisão de duas jovens, de 18 e 19 anos, que teriam dado continuidade aos negócios dos companheiros que estão presos: o tráfico. A ocorrência foi registrada na noite da última terça-feira (26/2), em Anápolis.

Na casa de uma das jovens, que foram apelidadas de “damas do tráfico”, a PM encontrou porções de crack, LSD e mais de R$ 1.500 reais em dinheiro que seria dinheiro de tráfico, além de vários cartões de crédito. A polícia deu voz de prisão às acusadas, que foram encaminhadas junto com substâncias e objetos apreendidos à Delegacia Central de Anápolis, onde aguardam a lavratura do auto de prisão em flagrante.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.