Goiás

Detran começa vistoria em mais de 5 mil veículos de transporte escolar de Goiás

A inspeção é realizada semestralmente, em parceria com o MP-GO e Batalhão de Trânsito da Polícia Militar.

Por Ton Paulo
25/02/2019, 11h01

Começa nesta segunda-feira (25/2) uma mega operação de equipes do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) que vai vistoriar, de hoje até o dia 10 de maio, cerca de cinco mil veículos que operam o transporte escolar público nos 246 municípios goianos. A inspeção é realizada semestralmente, em parceria com o Ministério Público (MP-GO) e Batalhão de Trânsito da Polícia Militar, para checar as condições de circulação dos veículos de transporte escolar de Goiás.

Conforme informações do Governo de Goiás, vai ser observada, por exemplo, a instalação de dispositivos de visão indireta, que podem ser câmera-monitor para a parte traseira e retrovisores, câmera-monitor dianteira ou outro sistema equivalente. A obrigatoriedade desses novos equipamentos passou a vigorar em 1º de janeiro de 2018.

Os vistoriadores do Detran observam também a quantidade de cintos de segurança, que devem ser em número igual à lotação do veículo, validade do extintor, tacógrafo, setas, faróis, estado de conservação dos pneus, a presença de limitadores de abertura dos vidros corrediços e dispositivos para quebra e remoção dos mesmos, em caso de acidente.

Além dos equipamentos obrigatórios, será conferida a documentação dos condutores. Para transportar estudantes, o motorista deve ser habilitado na Categoria D ou E, possuir mais de 21 anos, ter feito curso específico de transportador de escolares, o mesmo deve estar averbado na CNH, e apresentar Certidão Negativa de Antecedentes Criminais. Ele não pode ter cometido nenhuma infração grave ou gravíssima e não ser reincidente em infrações médias nos últimos doze meses.

As prefeituras que tiverem os veículos reprovados ou que não apresentarem os veículos podem responder a uma Ação Civil, conforme prevê o Termo de Cooperação firmado com o Ministério Público de Goiás.

Detran alerta para a renovação da frota de veículos de transporte escolar de Goiás

O Detran de Goiás alerta aos prefeitos para a necessidade de renovação da frota do transporte escolar público. Para ser considerado apto, ônibus e micro-ônibus devem ter no máximo 15 anos de fabricação e demais veículos no máximo 10 anos. Os ônibus e micro-ônibus, com 11 até 15 anos de fabricação, e demais veículos, com nove ou 10 anos, deverão ser submetidos anualmente à inspeção de segurança veicular, que deve ser feita em Instituição Técnica Licenciada (ITL), credenciada no Denatran, quando será emitido o Laudo ou Relatório de Inspeção Veicular.

As prefeituras que não apresentarem os veículos na data da vistoria ou que tiverem os mesmos reprovados terão uma nova oportunidade. Poderão agendar uma nova data para a inspeção. Nesse caso, a checagem é feita no pátio do Detran-GO, em Goiânia. Os responsáveis pela frota devem encaminhar a lista de veículos a serem vistoriados para o Detran-GO, pelo e-mail: [email protected] .

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Terror, gritos e tiros na madrugada deixam dois mortos e feridos, em Anápolis

Durante tiroteio, duas pessoas conseguiram escapar do ataque.
25/02/2019, 11h54

Já era de madrugada de domingo (24/2) quando uma família foi surpreendida com homens armados entrando aos gritos pela porta da casa, na tumultuada rua 1, da Vila São Joaquim, em Anápolis.

As vítimas tentaram fugir, mas foram alcançadas pelos disparos de arma de fogo que mataram dois homens e feriram  um homem e uma mulher, que foram hospitalizados.

O local do crime fica próximo ao condomínio Porto Rico. A rua, segundo vizinhos, é tumultuado, com brigas frequentes.

Morreram Marco Antônio da Silva Caetano, de 42 anos e Robson da Silva, de 44 anos.

O delegado da Polícia Civil, Cleiton Lobo, iniciou as investigações nesta segunda-feira (20/2). A reportagem, contudo, não conseguiu falar com ele.

Na noite de terça-feira (19/2), Ícaro Rodrigues Barros, de 16 anos, foi assassinado no mesmo bairro, com mais de 20 tiros.

O jovem foi morto por dois homens que chegaram em um VW Fox Branco e abriram fogo.

O adolescente havia passado pelo Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) de Anápolis, onde cumpria medida socioeducativa por ato infracional: receptação e posse de drogas.

Casos de mortes de adolescentes em Anápolis se tornou comum

Dominado pelo tráfico de drogas, que gera guerra entre facções rivais, a Polícia Civil tem se desdobrado para cruzar informações e prender autores.

Em janeiro, um adolescente de 17 anos foi morto a tiros dentro de casa na madrugada de 9 de janeiro, no Bairro Santo Expedito. De acordo com a Polícia, o menor não tinha antecedentes criminais.

Edemir Martins Barros Filho, às 2h da madrugada, estava em casa com a mãe quando alguém o chamou ao portal. Desesperado após ser alvejado, o jovem voltou para dentro de casa, onde morreu.

No dia 19 de dezembro do ano passado, o adolescente Henrique Malheiros Carvalho, de 16 anos, foi morto com mais de 25 tiros na noite no conjunto popular Copacabana.

À época, o delegado Clyton Lobo informou ao Dia Online que o adolescente morreu com 25 tiros.

O jovem, disse o delegado, tinha sido apreendido pela Polícia em outra ocasião.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Polícia vai doar roupas pirateadas apreendidas na Rua 44, em Goiânia, para pessoas carentes

As peças, que foram apreendidas em operação do ano passado, seriam descartadas. Mas depois de solicitação da PC, agora serão doadas para pessoas carentes.

Por Ton Paulo
25/02/2019, 12h07

A Polícia Civil de Goiás, através da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Consumidor (Decon), conseguiu evitar o descarte de milhares de peças de roupas apreendidas em Goiânia, e que agora servirão para fazer a alegria de pessoas carentes em Goiás. Mais de 3.200 peças de roupas de marcas famosas pirateadas, que foram apreendidas em operações da polícia na Rua 44, em Goiânia, serão doadas para pessoas hipossuficientes após decisão da Justiça.

Segundo informações da Decon, nesta terça-feira (26/02), às 9h, na sede da delegacia, será realizada a doação de 3.260 peças de vestuário à Secretaria de Assistência Social do município de Campestre, cidada a 50 quilômetros de Goiânia.

Conforme a Decon, são camisas, camisetas, calças masculinas e femininas de marcas famosas pirateadas e que foram apreendidas em julho do ano passado, em uma operação da Decon numa galeria na região da Rua 44, em Goiânia. Para que não se descartasse as peças (que seriam queimadas), a Decon solicitou ao Poder Judiciário que fosse feita a doação a pessoas carentes.

A Justiça deferiu o pedido e determinou que, para fazer a doação, fosse feita a retirada das etiquetas, marcas e símbolos das peças piratas. Amanhã, dia 26/2, será feita a entrega ao prefeito de Campestre e à secretária de Assistência Social do município. Logo após, um grupo de pessoas da prefeitura fará a retirada das marcas das roupas e em seguida levarão as peças para Campestre a fim de se proceder à doação a pessoas hipossuficientes.

A apresentação formal da doação será feita amanhã, terça-feira, pelo titular da Decon, delegado Gylson Mariano, no horário marcado (9h).

A operação da Decon que apreendeu roupas pirateadas na Rua 44, em Goiânia

A operação deflagrada pela Decon que apreendeu as roupas pirateadas, em Goiânia, ocorreu em julho do ano passado e foi a segunda etapa da Operação Piratas do Cerrado.

A ação policial ocorreu na região da Rua 44, no Setor Norte Ferroviário. De acordo com o Delegado Frederico Dias Maciel, durante a ação foram apreendidas mais de três mil peças de roupa (calças, bermudas, camisas e camisetas) em uma loja na galeria do Hotel Estrela de Davi.

O homem autuado, que comercializava roupas de marcas falsificadas, foi indiciado pela prática de crime contras as relações de consumo.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Economia

Procon Goiás faz alerta sobre compra online de pacotes de viagem para o Carnaval

Confira as dicas e aproveite com tranquilidade os dias de folga, ou, os dias de folia!
25/02/2019, 12h09

Faltam menos de dez dias para o feriado de Carnaval, este ano comemorado entre os dias 2 e 5 de março, e como sempre, muitos consumidores goianos decidem de última hora aproveitar as promoções oferecidas pela internet para viajar. Para dar uma mãozinha, o Procon Goiás divulgou uma série de dicas que podem ajudar a evitar problemas na hora de contratar serviços como transporte, hospedagem e alimentação.

Só neste ano, a órgão registrou 22 atendimentos de consumidores que tiveram problemas com o pacotes de viagem comprado pela internet. O problema mais recorrente é a cobrança indevida e/ou abusiva. Depois, a rescisão e alteração do contrato; e dificuldades no cancelamento da compra.

Compra de pacotes de viagem

Para que o consumidor aproveite a viagem com tranquilidade, o Procon Goiás listou algumas dicas que podem auxiliar na compra dos pacotes. Confira abaixo:

– Programe a viagem com antecedência e certifique-se sobre a efetivação do pacote;

– Fique atento ao que é ofertado no pacote (nacionais e internacionais; individuais e coletivos);

– Verifique se a agência de turismo está cadastrada junto ao Ministério do Turismo por meio do site https://cadastur.turismo.gov.br/hotsite/#!/public/sou-turista/inicio;

– Guarde todos os materiais publicitários relacionados à compra do pacote de viagem ou passagem aérea (recortes de jornais, revistas, “prints” de sites, e-mails, etc.);

– Exija as confirmações de reserva, passagem e demais serviços por escrito, conferindo informações de check-in, check-out e taxas.

– É importante saber os detalhes do serviço oferecido, pois caso haja descumprimento de alguma parte do contrato, esse mesmo material  pode ser usado para posterior reclamação ou reivindicação de direitos no Procon Goiás ou na Justiça;

– Examine as medidas que o site adota para garantir a privacidade e segurança dos usuários;

– Apure se o site tem a proteção do Certificado Digital SSL. Analise se no browser há um cadeado fechado. Ao clicar sobre ele, confirme se o certificado digitado está válido e em nome da loja;

– Recomenda-se fazer a verificação do Selo de Segurança do site. A conferência é feita da mesma forma do item acima, mas no rodapé da página;

– Ao acessar o site da loja, confira se o HTPP tem a letra S. Caso esteja HTPPS, você está em um ambiente seguro e pode expor seus dados;

– Exija Nota Fiscal;

– Imprima o contrato ou arquive em local  que permita uma futura impressão.

O que deve ser feito em caso de cancelamento?

Se a viagem precisar ser cancelada pelo consumidor, o pedido deve ser feito por escrito, de acordo com o que dispõe o contrato e ao valor total do pacote, uma vez que a empresa pode cobrar multa, sendo que nas compras pela internet o consumidor deverá seguir as orientações do site. Vale lembrar que, quanto mais próximo da viagem for feito o cancelamento, maior será o valor a ser pago.

Agora, se o cancelamento ocorrer por parte da empresa, ela deve fazer o reembolso da quantia paga, incluindo prejuízos financeiros e possíveis danos materiais ou morais.

Via: Procon Goiás 
Imagens: loocalizei 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Brasil

Com câncer, cantora Ludmila Ferber grava vídeo para desmentir boato

A cantora ficou famosa com as canções "Nunca Pare de Lutar", "Recebe a Cura" e "Os Sonhos de Deus".
25/02/2019, 13h31

Em tratamento contra um câncer, a cantora gospel Ludmila Ferber, de 53 anos, divulgou um vídeo neste domingo (24/2) para desmentir boatos de que teria morrido.

Um pouco irritada, contou que acordou com a “notícia falsa” de sua morte e teve de responder a amigos dizendo que era tudo mentira.

“Estou VIVA pra glória de Deus. Cada dia, uma vitória.Um passo a mais no caminho do milagre certeiro”. escreveu ela.

Ludmila Ferber ainda pediu: “Continuem orando por minha vida, preciosos intercessores.”

Mãe de três filhas e dona de uma das vozes mais conhecidas no meio gospel, Ferber ficou famosa ao cantar músicas como “Nunca Pare de Lutar”, “Recebe a Cura” e “Os Sonhos de Deus”.

Em suas ministrações pelo País, fala sempre em cura e fé.

No início do vídeo, ela disse logo: “Tô viva, pra glória de Deus…”

“Acabei de receber uma ligação aqui de um filho na fé preocupado, parece que lançaram uma nota de que havia partido pro senhor…Não, ainda não”, disse.

Ela continuo dizendo que ainda vai viver mais. “Ainda tenho chamado a cumpri. Todos os dias da minha vida já estão contados na mão do Senhor…Deus é poderoso pra fazer ainda muito além do que eu possa imaginar.”

Veja o vídeo da cantora Ludmila Ferber:

Para Ludmila Ferber, fake news são “intrigas das trevas” e mais:“Por isso, gente, bola pra frente. Esse negócio de fake news, fofocas são a famosa intriga das trevas que pega pessoas desocupadas.”

A cantora surpreendeu fieis e fãs quando revelou, em maio do ano passado, que passaria a tratar de um agressivo câncer de pulmão.

Desde então, Ferber tem postado em suas contas nas redes sociais o dilema do tratamento contra a doença, sobretudo idas e vindas nas sessões de quimioterapia e radioterapia

Em alguns vídeos, aparecia debilitada, mas em dezembro passado ela foi autorizada a voltar a ministrar em igrejas, onde conta o que considera um milagre.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.