Política

Deputado preso, Jacob integra comissão de plantão do Congresso

Deputado irá trabalhar no recesso parlamentar.
26/12/2018, 11h55

Preso em regime semiaberto por falsificação de documento público e dispensa indevida de licitação, o deputado Celso Jacob (MDB-RJ) continuará a deixar o Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília, para trabalhar mesmo durante o recesso parlamentar.

Jacob foi indicado por seu partido para integrar a comissão representativa do Congresso, que atua em caráter de plantão neste período.

O grupo, composto por sete senadores e 17 deputados, responde por demandas de caráter urgente que possam surgir entre 23 de dezembro e 1.º de fevereiro, mas só é acionado de fato em casos excepcionais.

Esta não é a primeira vez que Jacob integra a comissão de plantão. Desde que foi condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), em junho de 2017, ele foi indicado durante os recessos de julho deste ano e do ano passado. Apesar de estar preso no regime semiaberto, Jacob obteve autorização da Justiça para exercer o mandato parlamentar.

Liminar

Outro parlamentar condenado que também está na lista dos plantonistas é o deputado João Rodrigues (PSD-SC). Sua pena também prevê o regime semiaberto. Ele, no entanto, está em liberdade desde agosto após conseguir uma liminar do Superior Tribunal de Justiça (STJ). O parlamentar passa as festas de fim de ano em Chapecó (SC), onde mora a sua família.

A comissão representativa do Congresso foi formada no início do mês respeitando a proporcionalidade partidária no Parlamento. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), também integra o grupo.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Depoimento de João de Deus é marcado por segurança reforçada e escolta

A ida de João de Deus para o MP-GO teve uma pesada escolta policial, com carros blindados e policiais encapuzados.

Por Ton Paulo
26/12/2018, 12h22

O médium João Teixeira de Faria, conhecido como João de Deus, deixou sua cela no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia na manhã desta quarta-feira (26/12) para ser interrogado por promotores do Ministério Público de Goiás (MP-GO), na sede do órgão, no Jardim Goiás, em Goiânia. A ida de João de Deus para o MP-GO teve uma pesada escolta policial, com carros blindados e policiais encapuzados. Uma viatura se posicionou na entrada do prédio para que, na saída do médium, que ocorreu neste momento, por volta de 12h20, sua imagem não seja exposta.

João de Deus chegou ao MP-GO por volta das 10h da manhã de hoje. É a primeira vez que o médium é interrogado pelos promotores do Ministério Público que fazem parte da força-tarefa que levou à prisão do médium.

As viaturas que realizaram a escolta de João de Deus foram posicionadas em frente ao MP-GO estrategicamente para impedir o acesso da imprensa ao médium.

A assessoria do MP-GO anunciou que vai publicar ainda hoje uma nota com esclarecimentos sobre o teor do depoimento de João de Deus aos promotores. Uma coletiva de imprensa também deve ser marcada.

Esposa de João de Deus também prestará depoimento

A esposa do médium João de Deus, Ana Keyla Teixeira, de 40 anos, prestará depoimento nesta quarta-feira (26), a partir de 13h, na Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic), em Goiânia. Ana Keyla, que tem defendido o marido, será interrogada pelo delegado Valdemir Pereira. Ela é mãe da filha mais nova do médium, acusado de crimes sexuais.

A força-tarefa do Ministério Público (MP) de Goiás, que investiga as denúncias de crimes sexuais envolvendo o médium, já recebeu 596 relatos de mulheres que se dizem vítimas de João de Deus. Dessas, 75 já foram ouvidas em Goiás e em outros estados.

Segundo os promotores que atuam na força tarefa, das 255 pessoas identificadas, 23 tinham entre 9 e 14 anos na ocasião dos fatos, 28 delas, entre 15 e 18 anos, e 70, idade de 19 a 67 anos.

João de Deus está preso preventivamente desde o dia 16 no Núcleo de Custódia de Aparecida de Goiânia, a 18 quilômetros da capital. A defesa já recorreu ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) e ao Supremo Tribunal Federal (STF), na tentativa de reverter a detenção para prisão domiciliar com tornozeleira.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Brasil

Cidades serão obrigadas a ter pelo menos um ônibus de energia renovável

Durante a licitação, empresa deve ter em sua frota ao menos um veículo movido com energia renovável.
26/12/2018, 12h31

As cidades dos estados brasileiros podem ser obrigadas a ter ônibus de energia renovável, através de um projeto de lei do deputado federal, Beto Rosado (PP-RN) que tramita na Câmara dos Deputados em Brasília. A proposta do deputado obriga os municípios do país, a ter pelo menos um ônibus de energia renovável, ou seja, ônibus movidos a eletricidade, energia solar ou outros meios de energia.

Para o projeto ser implantado com o veículo de energia renovável, a proposta vai incluir a obrigatoriedade para contratação de serviços do transporte público coletivo, conforme a lei 12.587/12 das diretrizes da Política Nacional de Mobilidade Urbana.

Cidades deverão exigir na licitação que empresas forneçam ao menos um ônibus de energia renovável

Segundo a proposta do deputado, no momento em que a licitação for feita para o transporte coletivo das cidades, a lei de diretrizes vai obrigar que a empresa tenha pelo menos um ônibus da frota que seja movido por meio de energia renovável.

A Confederação Nacional do Transporte (CNT), durante a divulgação de dados do Anúario do Transporte 2017, mostra que a frota de ônibus em todo o país é de 107 mil veículos, mas com 18% do total em circulação no território nacional.

Durante a apresentação do projeto de lei, o deputado lembrou da greve dos caminhoneiros e que devido a ela, a qualidade do ar, por exemplo no Estado de São Paulo, aumentou 50%. O que segundo o deputado, mostra que essas modificações podem gerar grandes benefícios a todos.

O projeto de lei segue em tramitação na casa, e a proposta vai ser analisada pelas Comissões de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; de Viação e Transportes; de Desenvolvimento Urbano e de Constituição e Justiça e de Cidadania da casa.

Vale lembrar que em alguns Estados do país, ônibus com energia renovável já estão em circulação como: Santa Catarina e São Paulo.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Pai é preso suspeito de estuprar a filha de cinco anos, em Anápolis

Criança reclamou de dores na genital e disse a mãe que o pai teria passado a mão nela.
26/12/2018, 14h26

O pai de uma menina de cinco anos foi preso na cidade de Anápolis, a 55 quilômetros de Goiânia, suspeito de estuprar a própria filha durante o feriado de natal. A prisão do suspeito aconteceu na última terça-feira (25/12) após ele entregar a menina para a ex-mulher.

A informação do estupro da criança foi divulgada pelo radialista Marcelo Santos, da Rádio Manchester de Anápolis. Durante o seu programa, Marcelo contou que a mãe da criança foi buscar a filha que estava com o ex-marido, pois tinha ido passar o final de semana com o pai. A mãe narrou ao radialista que ao pegar filha, a menina lhe contou chorando que o pai havia passado a mão nela.

Menina estuprada pelo pai apresentava vermelhidão na genital

A mãe da criança disse durante entrevista ao radialista que ao buscar a filha, o ex-marido estava bêbado e que ao olhar a menina depois, constatou que a menina apresentava vermelhidão na região genital.

A mãe da pequena acionou a Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO) da cidade de Anápolis e informou sobre o caso. Conforme as informações divulgadas pela polícia, a menina iria passar pelo exame de corpo de delito, para comprovar se foi estuprada pelo pai.

Portal Dia Online entrou em contato com a Delegacia de Polícia da Criança e do Adolescente (DPCA) da cidade, que informou que até o momento não foi informada sobre o caso, e que assim que tiver em posse das informações vai começar as investigações.

A menina foi submetida o exame de corpo de delito para comprovar se o estupro foi consumado. Mas, até a publicação desta matéria, o resultado do exame ainda não havia sido divulgado pelo Instituto Médico Legal (IML) de Anápolis. Caso se comprove o crime, o pai da menina pode pegar de 8 a 15 anos de prisão.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Edival Lourenço deve ser o secretário de cultura no governo de Ronaldo Caiado

Para terminar de desmembrar a Seduce, falta a indicação do secretário de Esportes.
26/12/2018, 15h04

O Governador eleito de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), ainda não terminou de nomear os 17 secretários de sua gestão, que aos poucos a população goiana vai conhecendo. Mas o próximo nome a ser anunciado por Caiado deve ser o do atual presidente da União Brasileira dos Escritores Seção Goiás (UBE-GO), Edival Lourenço, para a Secretária de Cultura.

Até o momento, o democrata apresentou os nomes de Rodney Miranda para Secretaria de Segurança Pública (SSPGO); Ismael Alexandrino para a Secretária de Estado da Saúde (SES); Adriano da Rocha Lima para Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SED); Marcos Cabral para Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (SEDS); Wilder Morais para Secretaria de Industria e Comércio; Cristiane Schmidt para Secretaria da Fazenda (Sefaz); Ernesto Roller para Secretaria de Governo; Fátima Gaviolli para Secretaria Estadual de Educação; Vassil Oliveira para Secretaria de Comunicação e Anderson Máximo de Oliveira para Casa Civil.

Além destes nomes, o governador eleito apresentou também o nome de Ricardo Soavinki como presidente da Saneago; Marcos Roberto como presidente do Detran e José Soter como Operacional do Detran.

Assessoria de Caiado ainda não confirma Edival Lourenço

Embora a informação já tenha sido divulgada pelo jornal O Popular a assessoria de Caiado não confirmou se o escritor é quem irá assumir a Secretária de Cultura. Segundo a assessoria, falta apenas um posicionamento de Ronaldo Caiado para confirmar o nome do escritor como secretário em sua gestão.

Caiado disse em várias oportunidades que iria ter 17 secretarias, extinguindo as extraordinárias e desmembrando as que foram unificadas em 2014 pelo então governador Marconi Perillo (PSDB). Com a confirmação do nome de Edival Lourenço para cultura, o democrata praticamente desmembra o que hoje é a Secretaria de Educação Cultura Esporte e Lazer (Seduce).

Uma vez que Caiado já indicou Fátima Gavioli para ser a secretária de educação e agora o escritor Edival Lourenço pode assumir a pasta de cultura. Com os nomes definidos para Educação e Cultura, quando indicar o nome para a Secretaria de Esportes do Estado de Goiás, o desmembramento da Seduce vai estar completo.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.