Brasil

PCC planeja matar deputado e secretário

16/12/2018, 09h24

O Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado (Gaeco) descobriu que o Primeiro Comando da Capital (PCC) tem cinco alvos em seu plano de atentados contra autoridades em São Paulo. O atual secretário da Administração Penitenciária (SAP), Lourival Gomes, e o deputado estadual Coronel Telhada (PP) completam a lista que tem o ex-secretário da Segurança Pública Antonio Ferreira Pinto, o promotor Lincoln Gakiya e o coordenador dos presídios na região oeste do Estado, Roberto Medina.

A descoberta da existência de novos alvos da facção criminosa foi relatada na sexta-feira, 14, pelos promotores de Justiça Sebastião José Penna Filho Brasil, do setor de inteligência do Ministério Público de São Paulo, e Amauri Silveira Filho, secretário executivo do Gaeco, ao procurador-geral de Justiça Gianpaolo Poggio Smanio. “Considerando a gravidade, levamos estes fatos ao conhecimento de vossa excelência, com a sugestão de que as autoridades nominadas sejam comunicadas”, escreveram os promotores.

De fato, todos os citados no documento foram informados pelo MPE sobre os planos da facção e colocados sob escolta policial. A ordem para matar as autoridades seria uma represália à possível transferência de Marco Willians Herbas Camacho, o Marcola, para o sistema prisional federal. Atualmente, o líder máximo da facção está com parte da cúpula do grupo na Penitenciária 2 (P2) de Presidente Venceslau, na região oeste do Estado. Marcola é o único líder de facção criminosa que permanece fora do sistema federal.

Ferreira Pinto, ex-secretário da Segurança Pública e da Administração Penitenciária, foi o primeiro dos alvos a ser posto sob escolta da PM. O plano para matá-lo foi descoberto há quase um mês pela inteligência da PM e agora foi confirmado pelo Gaeco. No dia 8, a polícia prendeu em Presidente Venceslau Maria Elaine de Oliveira e Alessandra Cristina Vieira que iam visitar os presos Julio Cesar Figueira e Mauro Cesar dos Santos Silva, ambos detidos no Raio 1 (seção da cadeia) da P2, o mesmo onde está Marcola. Com as duas, os policiais encontraram mensagens codificadas que foram decifradas. O texto relatava os preparativos da facção para matar Medina e Gakiya, que é especializado em investigar a facção criminosa.

Fontes

No documento enviado ao procurador-geral, os promotores relatam que núcleos do Gaeco obtiveram com outras fontes informações sobre os planos para matar Lourival Gomes, que ocupa a pasta da Administração Penitenciária desde 2009, e do deputado Coronel Telhada. Em 2010, Telhada era comandante das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota) quando o PCC tentou matá-lo. Os bandidos dispararam 11 tiros contra o policial, que conseguiu escapar. Na época, a tropa comandada por Telhada era responsável por algumas das principais ações contra a facção no Estado. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Homem bate em mãe, avó e tios em Caldas Novas depois de “passar raiva”

Caso ocorreu na noite deste sábado (15/12); vítimas têm de 41 a 76 anos.
16/12/2018, 13h20

Um homem foi preso em flagrante após agredir a mãe, avó, um tio e uma tia, em Caldas Novas, interior de Goiás. À polícia, o agressor disse que cometeu o crime depois que umas das vítimas havia lhe “passou raiva”. Caso ocorreu na noite deste sábado (15/12), na casa onde todos os envolvidos moram.

De acordo com a Polícia Civil, inicialmente a briga foi entre Misael Bento de Oliveira, de 31 anos, e o tio, e em seguida, ao tentarem separar a confusão, as mulheres também foram agredidas com socos e chutes. O homem usou ainda uma faca, que acabou perfurando a perna da avó. As vítimas têm de 41 a 76 anos idade.

Homem agride família em Caldas Novas após “passar raiva”

Homem bate em mãe, avó e tios em Caldas Novas depois de “passar raiva”
Foto: Reprodução/Polícia Militar

A Polícia Militar foi acionada e Misael preso em flagrante. Segundo o delegado Tibério Cardoso, que registrou o caso, o homem disse que começou a discutir com o tio e o agrediu também com socos e chutes, além de bater com a cabeça dele no chão. Ele alegou ter feito isso porque o tio havia lhe passado raiva.

Os feridos foram encaminhados à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Caldas Novas, onde receberam atendimento médico e liberados. Elas não tiveram ferimentos graves.

Misael, que já foi encaminhado ao presídio da cidade, disse à polícia que antes das agressões havia consumido bebidas alcoólicas, como vodca e cerveja. Ele foi autuado em flagrante por lesão corporal grave e leve, além de ameaça.

Imagens: UOL G1 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Integrantes de grupo de teatro morrem em acidente na GO-333

Oito pessoas ficaram feridas; acidente ocorreu na manhã deste domingo (16/12).
16/12/2018, 14h43

Um acidente entre uma caminhonete e um ônibus que transportava integrantes de um grupo de teatro deixou duas pessoas mortas e oito feridas, na GO-333, entre Rio Verde e Paraúna, interior de Goiás. Caso ocorreu na manhã deste domingo (16/12). O grupo saiu de São Luís de Montes Belos e seguia para Jataí, onde se apresentariam neste domingo.

De acordo com informações da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), o motorista do ônibus, que saiu da pista e capotou, perdeu o controle da direção depois que a caminhonete bateu na traseira do veículo. Não se sabe de o motorista da caminhonete ficou ferido e por qual motivo teria batido no ônibus.

Integrantes de grupo teatral morrem na GO-333

As vítimas fatais foram identificadas apenas como  Shirley e Gabriel, mãe e filho, que ficaram presos às ferragens. Os outros oito feridos foram socorridos por equipes do Corpo de Bombeiros e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), e levadas para o Hospital Municipal de Rio Verde.  Todos estavam no ônibus que transportava a equipe do Grupo de Teatro Star.

Por meio das redes sociais, o prefeito de São Luís de Montes Belos, Major Elderício, postou um vídeo atualizando o estado de saúde dos feridos, para tranquilizar amigos e familiares. Ele também esteve no local do acidente e acompanha os atendimentos na unidade de saúde de Rio Verde.

De acordo com ele, algumas das vítimas sofreram apenas escoriações e outros, que necessitarem de mais cuidados médicos serão encaminhados para o hospital municipal de São Luís. “Seguem internados aqui a senhora Jaqueline, a Karmosina, a Dilce, que está no centro cirúrgico […] o jovem Ezequiel e a Rosimar Gonçalves. Segundo o médico me relatou, todos estão fora de risco”, disse o prefeito.

Grupo de Teatro Star

Segundo informações da página oficial, o Grupo de Teatro Star, de São Luis de Montes Belos, é voltado para cultura e entretenimento dos cidadãos goianos. A equipe já levou prêmios como Ator revelação em Xica Boa: Carlos Pedro (1996); Indicação de melhor atriz em Santo Inquérito: Karmozina (2002) e I Festival de Teatro Comunitário Jardim Curitiba e Região Noroeste 1º lugar, em Goiânia, realizado pela Escola de Teatro Arte Viva.

Imagens: Ratinho Notícias 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Brasil

Senadora quer que crime de estupro seja imprescritível após caso João de Deus

"Muitos casos denunciados contra João de Deus, e contra outros, se comprovados, estão prescritos. Cruel, injusto", escreveu Simone Tebet.
16/12/2018, 15h32

A líder do MDB no Senado, Simone Tebet (MS), defendeu, por meio de sua conta no Twitter, a aprovação de uma PEC que torna o crime de estupro imprescritível. Simone relacionou a proposta com as denúncias contra o médium João Teixeira de Faria, o João de Deus, acusado de uma série de abusos sexuais contra mulheres em Abadiânia (GO).

Para Simone Tebet, as denúncias contra o líder espiritual, se comprovadas, demonstram o quanto a retirada da prescrição para casos de estupro é importante. “Muitos casos denunciados contra João de Deus, e contra outros, se comprovados, estão prescritos. Cruel, injusto”, escreveu a senadora.

A PEC, de autoria do senador Jorge Viana (PT-AC), permite que as vítimas denunciem o crime à Justiça a qualquer tempo. Hoje, esse prazo é de 20 anos, após o qual ocorre a prescrição. A medida está parada na Câmara dos Deputados devido à intervenção federal nos Estados do Rio de Janeiro e de Roraima, até 31 de dezembro.

Caso João de Deus

João de Deus é considerado foragido da Justiça e seu nome foi incluído na lista da Interpol. A prisão preventiva contra ele havia sido decretada no fim da manhã de sexta-feira, 14. O prazo para se entregar terminou às 14 horas do sábado, 15. João de Deus deve se entregar neste domingo, 16. O jornal “O Estado de S. Paulo” apurou que a data foi definida em uma negociação entre a polícia e a defesa do médium.

A reportagem ainda não conseguiu contato, neste domingo, com os defensores do líder espiritual para saber quando e onde, de fato, ele irá se entregar. O advogado de defesa de João de Deus, Alberto Zacharias Toron, havia afirmado em entrevista que seu cliente vai se entregar antes da apresentação do habeas corpus. A ação será proposta na segunda-feira (17).

Uma vez preso, João de Deus seria levado para Goiânia, onde deve acontecer o interrogatório. O Ministério Público de Goiás também investiga eventual movimentação suspeita de recursos financeiros, como transferência de dinheiro das contas de João de Deus.

Imagens: Metro Jornal 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Criminosos invadem igreja e roubam fiéis em Águas Lindas de Goiás

Vítimas foram feitas reféns em um cômodo do local.
16/12/2018, 15h38

Três homens foram presos na madrugada deste domingo (16/12), suspeitos de invadir uma igreja e roubar pertences de fiéis, em Águas Lindas de Goiás, no Entorno do Distrito Federal. As vítimas foram feitas reféns em um cômodo do local. Os bandidos levaram celulares e um carro.

Um dos fiéis conseguiu acionar a polícia, que prendeu o trio pouco tempo após o crime. Com eles, foram encontrados os aparelhos celulares, dinheiro e o carro que havia sido roubado, além de uma arma falsa usada no assalto.

Os homens, que não tiveram as identidades reveladas, foram encaminhados para a delegacia, onde foram reconhecidos pelas fiéis.  Eles foram autuados por roubo.

Invasão em igreja

Este é o segundo caso no mês de crime cometidos em igrejas, em Goiás. No dia 2 de dezembro, um homem de 28 anos invadiu uma igreja no Setor Colina Azul, em Aparecida de Goiânia, e esfaqueou quatro fiéis. Segundo testemunhas, o jovem entrou no local dizendo que todos iriam morrer.

O homem foi preso no local e levado para o 1º Distrito Policial de Aparecida de Goiânia. Durante a prisão, o homem contou aos policiais militares que cometeu o crime depois de assistir a um vídeo na internet, no qual “Deus amaldiçoava negros e carecas”. Ele, por se sentir ofendido porque é um pouco careca, resolveu ir até a igreja e “esfaquear todo mundo”.

Uilker Alves teve a prisão preventiva decretada e está detido no  Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia. Por meio de um vídeo, ele falou sobre a motivação do crime: “Assisti a um vídeo que fala que aquela igreja lá eles negam o nascimento de Jesus Cristo, e fala que, na primeira batalha contra Lúcifer, fala que Jesus Cristo colocou a maldição no corpo da pele escura e, depois que ele morreu na cruz, ele jogou a maldição da calvície sobre o povo”.

Nas imagens, gravadas pela polícia, Uilker disse ainda que se arrepende do que fez. “Ninguém quer ir para a cadeia, ninguém quer fica preso. Aconteceu. Se eu pudesse voltar atrás, eu voltava”, declarou.

Imagens: G1 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.