Esportes

Palmeiras renova contratos de Prass, Jailson e Edu Dracena por um ano

30/11/2018, 19h08

A diretoria do Palmeiras anunciou nesta sexta-feira a renovação de contrato dos goleiros Fernando Prass e Jailson, além do zagueiro Edu Dracena. O trio tinha vínculo com o clube somente até o fim desta temporada e após negociação com a diretoria, fechou a prorrogação da permanência no clube por mais uma temporada.

Prass, de 40 anos, está no Palmeiras desde dezembro de 2012. Em 263 jogos disputados, ele ganhou dois Brasileiros, uma Série B e uma Copa do Brasil. No ano passado, o goleiro passou pelo mesmo suspense sobre a renovação do contrato e também no fim do novembro assinou a prorrogação do vínculo por mais uma temporada. Ele passou a maior parte da temporada 2018 como terceiro goleiro do Palmeiras.

Jailson, de 37 anos, chegou ao clube em 2014 e tem 71 jogos disputados pelo time. A melhor fase dele foi como titular em parte da campanha do título brasileiro de 2016. Neste ano, o goleiro perdeu a posição de titular para Weverton.

Já Edu Dracena, também de 37 anos, está no Palmeiras desde o começo de 2016 e vestiu a camisa da equipe em 109 ocasiões.

Com as renovações, a diretoria deixa somente um jogador do elenco em fim de contrato. O lateral-direito Marcos Rocha pertence ao Atlético-MG e tem vínculo por empréstimo válido até 31 de dezembro.

Outro lateral-direito do Palmeiras, Mayke, estava emprestado pelo Cruzeiro, mas o Palmeiras exerceu o direito de compra e anunciou a aquisição do jogador durante esta semana.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Dentista furta bolsa de grife durante festa em Goiânia e deve pagar mais de R$ 10 mil à dona

Mulher furtou bolsa e objetos pessoais de colega que a convidou para evento.
30/11/2018, 19h59

Uma cirurgiã dentista foi condenada a 1 ano e 4 meses em regime aberto por furtar a bolsa de grife de uma colega que a convidou para uma festa no Setor Faiçalville, em Goiânia; ela terá de pagar ainda R$ 10.500 por prejuízos causados à dona do objeto. O crime ocorreu em 2017, e além da bolsa foi furtado ainda um celular, chave do carro, documentos, cartões de crédito e R$ 1.200 em espécie. A decisão foi da juíza Placidina Pires, da 6ª Vara dos Crimes Punidos com Reclusão de Goiânia.

De acordo com o processo, a vítima havia convidado a dentista, que conheceu em um salão de beleza e por meio de conversas nas redes sociais, para irem juntas a uma festa na casa de um amigo. Ao chegarem no local, por volta das 19h, a mulher deixou a bolsa, da marca Maria Gueixa, em um cadeira ao lado da convidada. Cerca de 30 minutos depois, a acusada deixou o local carregando os objetos.

Dentista furta bolsa de grife e, mesmo com depoimento de testemunhas, nega tudo

Quando sentiu falta da bolsa, a vítima disse que tentou ligar para o próprio celular, mas nenhuma das ligações foi atendida. Por meio de outro aparelho, ela rastreou o telefone, e o endereço apontado foi o da colega que ela havia chamado para a festa, localizado no Setor Bueno.

Em seguida ela ligou para a acusada e perguntou se ela havia levado a bolsa dela por engano, pois o rastreador apontava que o celular estava no endereço dela. A mulher negou e ainda questionou porque estava sendo acusada sem provas.

A vítima então conversou com outras pessoas que estavam no evento e que afirmaram terem visto a dentista pegando duas bolsas, porém não desconfiaram de nada porque a mulher era convidada dela.

O dono da residência, notando que a acusada parecia não se sentir bem, ainda chamou um carro por meio de aplicativo e a acompanhou até a porta. Pelo aplicativo dele foi possível confirmar o trajeto feito moça e o mesmo apontado pelo rastreador do telefone.

O motorista do carro, em depoimento, disse que levou a passageira do Setor Faiçalville até o Setor Bueno e que, no caminho, ela atendeu um telefonema e começou a discutir com outra pessoa, mas que antes havia pedido para que ele atendesse a ligação. Ele reforçou que ao sair do carro ela deixou cair uma bolsa preta que estava no banco do passageiro e que em seguida pegou o objeto, a colocou dentro de outra maior.

De acordo com o documento, a vítima chegou a procurar a tal colega e pedir para que ela devolvesse os pertences, mas a mulher continuou negando o crime.

Via: TJ-GO 
Imagens: Dicas de Mulher 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Polícia apreende ônibus que transportava trabalhadores rurais de maneira irregular, em Rio Verde

Os agentes da polícia chegaram a notar que a porta traseira do ônibus era fechada com cadeado e corrente.

Por Ton Paulo
01/12/2018, 08h47

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu ontem (30/11) um coletivo que transportava trabalhadores rurais de forma irregular na BR 060, em Rio Verde. O veículo apresentava péssimo estado de conservação e não podia estar levando os trabalhadores. Os agentes da polícia chegaram a notar que a porta traseira do ônibus era fechada com cadeado e corrente.

O veículo que carregava 15 operários saiu de Rio Verde com destino a uma plantação de cana de açúcar, deveria percorrer cerca de 50 quilômetros de distância conduzindo seus passageiros, em mau estado de conservação e segurança.

Dentre as irregularidades encontradas no coletivo chamaram a atenção dos agentes a falta de cintos de segurança, os cintos disponíveis que existiam estavam defeituosos, tacógrafo irregular, falta de extintor, parabrisa trincado, limpador de parabrisa estragado, saídas de emergências isoladas e porta traseira trancada com cadeado e corrente.

Polícia apreende ônibus que transportava trabalhadores rurais de maneira irregular, em Rio Verde
Foto: PRF

Além dos passageiros não usarem os cintos de segurança, junto com os ocupantes foram encontrados pneu de estepe e ferramentas, material transportados soltos, pondo em risco a segurança de todos.

O veículo foi autuado em várias irregularidades e foi apreendido, outro coletivo foi solicitado e foi apreendido também, estava com irregularidades que colocavam em risco a vida de seus ocupantes.

Além de caso de Rio Verde, veículos usados como transporte clandestinos para Brasília foram apreendidos

Em abril deste ano, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) apreendeu sete veículos que realizavam transporte irregular de passageiros para Brasília. Os passageiros chegavam a pagar o valor de R$ 60 reais pelo transporte clandestino.

A ANTT intensificou a fiscalização a esse tipo de irregularidade, que segundo o órgão, já provocou diversos acidentes e mortes nas nossas rodovias que cortam o Estado.

Os veículos apreendidos durante a operação foram levados para o depósito credenciado da ANTT. Para serem liberados os proprietários teriam que pagar as despesas referentes à estadia e guincho, além das despesas com as passagens dos passageiros embarcados no transporte regular. A multa para quem for flagrado é de aproximadamente R$ 7 mil.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Homem de 63 anos vai consertar caminhonete e é esmagado por ela, em Anápolis

A suspeita da polícia é de que o macaco usado tenha escorregado e deixado a caminhonete cair em cima do homem.

Por Ton Paulo
01/12/2018, 09h36

O que era para ser apenas um conserto mecânico numa construtora no Distrito Agroindustrial de Anápolis (DAIA), a 55 quilômetros de Goiânia, resultou em uma tragédia. Um motorista de 63 anos que trabalhava na empresa foi esmagado por uma caminhonete na tarde da última sexta-feira (30/11), enquanto tentava consertá-la. A suspeita da polícia é de que o macaco usado tenha escorregado e deixado a caminhonete cair em cima do homem.

Segundo informações de uma representante da empresa na qual trabalhava, Gentil Latalisa Rodrigues havia sido contratado há apenas uma semana, e não havia recebido ordens para consertar a caminhonete. A responsável declarou ainda que Gentil chegou a ser aconselhado a não fazer o reparo, que respondeu dizendo que possuía “35 anos de experiência”, e por isso iria fazer.

Homem de 63 anos vai consertar caminhonete e é esmagado por ela, em Anápolis
Gentil Latalisa Rodrigues, de 63 anos, morreu após ser esmagado por veículo (Foto: Reprodução)

O caso ocorreu na tarde de sexta-feira, na sede da empresa, que fica no Distrito Agroindustrial de Anápolis (DAIA), e os responsáveis pela construtora ficaram no local do fato durante toda perícia.

O acidente será investigado pelo 6º Distrito Policial de Anápolis, responsável pela região onde o fato ocorreu.

O corpo de Gentil foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Anápolis e foi liberado ainda na sexta-feira para a família.

Além de caso de Anápolis, caso de homem que foi esmagado em acidente foi registrado em Mara Rosa

Em julho deste ano, um homem de 45 anos foi esmagado após sofrer um grave acidente na BR-153, km 137, próximo a Mara Rosa, no norte goiano.

Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), a vítima conduzia um caminhão carregado com melancias e o veículo teve uma pane mecânica, forçando o motorista a parar o veículo do lado direito da via. Após sinalizar com galhas de vegetação, tanto o condutor, quanto seu ajudante, foram à frente para identificar a pane, abrindo o capô. No momento em que realizavam a verificação, uma outra carreta, colidiu em sua traseira.

Com a colisão, os dois homens que estava à frente do veículo foram arremessados, e um deles ficou esmagado pela roda dianteira do caminhão. Ele não resistiu aos ferimentos e foi a óbito no local, apesar das tentativas de sua retirada para o socorro.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Entretenimento

Dia Online esteve na Mostra Goiás 2018; Veja o vídeo!

Evento foi realizado por alunos de comunicação da PUC GO.
01/12/2018, 09h43

Aconteceu nesta última quarta-feira (28) a Mostra Goiás 2018 no Teatro da PUC Goiás – Campus V. O evento é realizado por alunos de publicidade e propaganda e apresentado por estudantes de jornalismo da instituição.

Criado pelo professor da PUC, César Viana, a Mostra Goiás se consolida no estado como uma das plataformas mais importantes para divulgação da produção local e incentivo ao desenvolvimento de conteúdo audiovisual.

Realizado pelos próprios alunos ao longo do período do curso, foram apresentados no evento 16 curtas-metragens com temas diversos mas que compartilham uma única característica em comum: a cultura goiana. Seja música, culinária, artes plásticas, teatro ou histórias inusitadas de personagens singulares do estado goiano, o projeto também promove o conhecimento pela cultura local.

O Portal Dia Online foi ao evento e você acompanha um pouco do que aconteceu no vídeo abaixo:

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.