Política

Indicação de Charlle Antônio à AGR gera polêmica

Charlle Antônio é ex-chefe de gabinete do Governador José Eliton.
30/11/2018, 10h58

O governador do Estado de Goiás, José Eliton (PSDB), encaminhou nesta quinta-feira (29/11) à Assembleia legislativa do Estado de Goiás o nome do seu ex- chefe de gabinete, Charlle Antônio, para assumir a Agência Goiana de Controle e Fiscalização de Serviços Públicos (AGR). Durante a comissão mista, o deputado estadual e vice-governador eleito, Lincoln Tejota (Pros), foi intitulado relator da matéria.

Os deputados de oposição ao tucano na Assembleia acreditam que não haverá aprovação do nome.

O indicado à AGR esteve na Assembleia está semana para dialogar com deputados, e pedir apoio à sua indicação. “Estou otimista com a aprovação do projeto”, diz.

Charlle foi secretário parlamentar na câmara dos deputados do Senador e governador eleito Ronaldo Caiado (DEM). Porém, após seis anos ele rompeu com o Caiado.

Vida pública de Charlle Antônio

No curriculum vitae encaminhado à Alego, consta que o indicado já foi chefe da Vice-Governadoria do Estado entre 2011 e 2018. Em abril deste ano foi nomeado Chefe de Gabinete do Governador do Estado, onde ficou até outubro, assumindo, posteriormente, a presidência da Agência Brasil Central.

A Agência Goiana de Controle e Fiscalização de Serviços Públicos (AGR) é responsável por regular, controlar e fiscalizar o transporte rodoviário intermunicipal de passageiros, saneamento básico, recursos hídricos e minerais, gás natural canalizado, parcerias público-privadas, contratos ou parcerias com organizações como OS’s e OSCIP’s, e outros serviços e bens desestatizados, aqueles que pertencem ao Estado, mas cuja administração é delegada a terceiros, como ginásios de esportes e terminais rodoviários. O órgão fiscaliza ainda, a energia elétrica por meio de convênio com a ANEEL.

O atual presidente da AGR é Ridoval Darci Chiareloto. Antes de ingressar no cargo, ele já foi secretário de Desenvolvimento Econômico em Anápolis; secretário estadual de Indústria e Comércio, entre 2003 e 2008; presidente por dois mandatos na Federação das Associações Comerciais, Industriais e Agropecuárias do Estado de Goiás (Facieg); presidente por quatro mandatos na Associação Comercial e Industrial de Anápolis (Acia) e presidente do Sindicato Comércio e Varejista de Anápolis.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Política

Projeto polêmico de Zé Eliton gera reação da base de Caiado na Assembleia

Atendendo a interesse do governador eleito, Ronaldo Caiado (DEM), Lívio Luciano apresentou um projeto substitutivo à matéria original, oriunda do Governo.

Por Ton Paulo
30/11/2018, 11h00

O clima deve esquentar na próxima semana na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), quando os deputados devem votar uma emenda proposta pelo deputado Lívio Luciano (Podemos), líder da base caiadista, que, na prática, invalida os efeitos do projeto do governador Zé Eliton (PSDB). Atendendo a interesse do governador eleito, Ronaldo Caiado (DEM), Lívio Luciano apresentou um projeto substitutivo à matéria original, oriunda do Governo, que objetivava a reinstituição dos incentivos, dos benefícios fiscais ou financeiros-fiscais e das isenções relativos ao ICMS.

O relatório do deputado Lívio Luciano chegou a ser colocado em apreciação, mas a tramitação foi prejudicada em razão da obstrução de quórum. Durante uma reunião da Comissão Mista, convocada por Álvaro Guimarães (DEM) ontem (29/11), Lívio informou que na próxima segunda-feira (3/12) o governador eleito, Ronaldo Caiado, vai se reunir com empresários para discutir o assunto. Com isso, o projeto voltará a ser debatido e votado na comissão mista, no dia seguinte (4/12).

Na proposição, o relatório apresentado pelo deputado Lívio Luciano sugere reduzir os incentivos fiscais na média de 12,5%, o que vai de maneira totalmente oposta à proposta original de Zé Eliton, de reinstituir os incentivos. Polêmico, o texto monopolizou as discussões do encontro, mas não chegou a ser votado, em razão da obstrução realizada.

A proposição foi alvo de um amplo debate entre os parlamentares da Alego e dividiu opiniões. Diversos deputados ressaltaram a importância de manter os incentivos fiscais a empresas situadas em Goiás. Um dos argumentos apresentados é o de que, com os cortes, quase meio milhão de empregos acabariam, o que, sem dúvida, prejudicaria o desenvolvimento econômico do Estado.

Já o líder da base caiadista ressaltou que existe uma expectativa grande em torno da redução de créditos outorgados de ICMS, pois Goiás é o Estado com a maior renúncia fiscal do Brasil. Reafirmou que a proposta busca atenuar o déficit orçamentário do Estado, proporcionando condições para a recuperação da sua capacidade financeira para honrar obrigações e realizar investimentos necessários ao bem-estar da população.

Proposta de Caiado visa reduzir incentivos fiscais às empresas em Goiás

A proposta econômica apresentada por Ronaldo Caiado está causando polêmica e reações por parte do empresariado goiano. Em reunião na manhã do dia 21/11, o democrata detalhou o projeto que estabelece redução de incentivos a 13 segmentos com impacto calculado em cerca de R$ 1 bilhão ao ano.

Os setores automotivo, sucroalcooleiro, lácteo e de processamento de aves vão ser os mais atingidos na proposta de corte de benefícios fiscais apresentada ontem pelo governador eleito, e a medida parece ter pego de supresa o setor industrial de Goiás. O presidente da Associação Pró-Desenvolvimento Industrial do Estado de Goiás (Adial), Otavio Lage, chegou a afirmar, a um jornal local, que a categoria está “atordoada com as propostas feitas pelo governador eleito Ronaldo Caiado sobre incentivos fiscais”.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Ronaldo Caiado deve se encontrar com prefeito de Goiânia

Governador eleito de Goiás não manifestou apoio a nenhum dos candidatos.
30/11/2018, 11h10

O governador eleito do Estado de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), chega da Inglaterra neste final de semana, depois participar de um evento sobre gestão pública e desenvolvimento educacional, promovido pela Fundação Lemann. Caiado, que só assume o governo do Estado em janeiro de 2019, pode se encontrar com o prefeito de Goiânia Iris Resende Machado (MDB) no início da semana, para debater sobre a eleição da mesa diretora da câmara municipal, marcada para a próxima terça-feira (4/12).

O democrata, segundo membros de sua base, não sinalizou até o momento apoiar um nome ou se envolver diretamente com a eleição marcada para a terça-feira. Caiado pode apoiar qualquer vereador do grupo dos 20 que manifestaram apoio à sua eleição, que há pouco tempo se reuniram com ele.

Alguns dos vereadores se reuniram com o grupo do presidente da Câmara Municipal de Goiânia, Andrey Azeredo (MDB), no entanto com certas dificuldades, para conseguir o apoio dos outros 22. Ambos os grupos seguem articulando e definindo as estratégias para unificar os dois lados.

Ronaldo Caiado não tem agenda definida

A assessoria de Ronaldo Caiado afirmou ao Portal Dia Online que não há nada definido sobre a visita de Caiado ao prefeito de Goiânia. Segundo a assessoria do Senador, a agenda do mesmo segue aberta e só vai ser fechada após ele chegar de viagem e se reunir com a sua equipe.

O início de dezembro também vai ser agitado para o democrata, uma vez que ele ainda não anunciou os nomes do primeiro escalão de seu governo. Em diversas entrevistas, Caiado fez questão de dizer que estava ouvindo várias pessoas para então montar o secretariado, e que os nomes seriam divulgados no início de dezembro.

A informação ainda não está confirmada, mas ao que tudo indica o ex-prefeito de Vila Velha no Espírito Santo, Rodney Miranda, pode assumir a Secretaria de Segurança Pública do Estado de Goiás (SSP-GO).

Via: O Popular 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Entretenimento

Fim de semana em Goiânia: confira as atrações e participe

O fim de semana em Goiânia finalmente chegou e veio acompanhado de muitos shows para você curtir! Encontre aquele que mais te agrada e aproveita!
30/11/2018, 13h56

O fim de semana em Goiânia chegou e veio acompanhado de diversas atrações musicais para você curtir! Então, se a intenção é não ficar parado, se prepara pois certamente há aquele evento que é a sua cara!

Vai ter muito pagode e rock na capital! E para ficar ainda melhor, a cidade também recebe um evento para degustação de vinhos! Curioso? Se liga na agenda que preparamos especialmente para você!

Procurando o que fazer neste fim de semana em Goiânia?

1 – Tem Dudu Nobre, Neguinho da Beija-Flor e Marquynhos SP

Fim de semana em Goiânia
Foto: Reprodução/ DOL

O fim de semana em Goiânia está garantido com diversas atrações musicais e o que não vai faltar é pagode! Comemorando a 18ª edição da Feijoada do Elpídio, uma mega estrutura para 700 pessoas foi montada e contará com apresentações de ninguém menos que Dudu Nobre, Neguinho da Beija-Flor e Marquynhos SP.

O encontro acontecerá no Cedro Eventos, no dia 1º de dezembro (sábado), entre as 12h e 18h. O valor do ingresso é de R$ 200 e dá acesso a open food com feijoada completa, petiscos e sobremesas. Também haverá open bar de cerveja, caipirinha, refrigerante, água e suco.

Para comprar o seu, basta clicar aqui!

2 – Participe do Festival Brinda Brasil

Fim de semana em Goiânia
Foto: Reprodução/ Pão de Açúcar

Se o fim de semana em Goiânia começa hoje para você, nada melhor que participar de um evento que proporciona a degustação de vinhos, não acha? O Brinda Brasil reúne no mesmo espaço, 24 vinícolas e seus produtores, trazendo rótulos nacionais e internacionais.

Serão 4 horas de evento, onde a degustação de bebidas será livre durante todo o período. Também será possível degustar bons espumantes e diversos tipos de queijos, pães, salames, doces e embutidos, tudo isso que cai em perfeita harmonia com as bebidas. Vale a pena!

Acontece hoje (30/11), a partir das 19 horas no Mercure Hotel. O ingresso custa R$ 150.

3 – Participe do Cidade Rock

Fim de semana em Goiânia

Preparado para curtir muito rock neste fim de semana em Goiânia? A última edição de 2018 do Cidade Rock está prevista para acontecer no dia 01 de dezembro (sábado), no Centro Cultural Martim Cererê, a partir das 19 horas.

O projeto promoveu uma série de shows na cidade durante o ano e, dessa vez, as bandas que sobem ao palco são Two Wolves, Almost Down, Templates, Boogie Night e Distopia. Os brasilienses do Sapatos Bicolores também marcarão presença em uma participação mais do que especial no evento. E quer saber o que é melhor nisso tudo? A entrada é gratuita!

Para conferir mais detalhes, acesse nossa agenda cultural!

4 – Vá ao “Pagode da Patricinha”, com Dilsinho e Mumuzinho

Fim de semana em Goiânia

Programada para acontecer no dia 2 de dezembro (domingo), a “Festa da Patricinha” desembarca mais uma vez em Goiânia, trazendo aos palcos ninguém menos que os cantores Dilsinho e Mumuzinho. O início do show está programado para acontecer às 16 horas, no Manakai Sport & Food. Quem anima a galera na abertura do evento é Marquynhos SP.

Os ingressos podem ser comprados pelo valor de R$ 140 (inteira) ou R$ 70 (meia), e podem ser adquiridos por meio do site Bilheteria Digital.

Para conferir mais detalhes, acesse nossa agenda cultural!

5 – Tem show da Banda Resgate

Fim de semana em Goiânia
Foto: Reprodução/ Facebook Banda Resgate

Considerada como uma das principais bandas de rock cristão do país, já se apresentaram também nos Estados Unidos, na Europa, África e por outros países da América Latina.

Com 28 anos de estrada a banda vem para Goiânia apresentar sua nova turnê, com o álbum “No Seu Quintal”, que é o 15º gravado por eles. O show acontece no dia 1º de dezembro (sábado), a partir das 20h, no Teatro Sesi.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Mundo

Ucrânia proíbe a entrada de homens russos de 16 a 60 anos para evitar luta armada

A decisão acontece depois da escalada dos conflitos entre as duas nações no Mar Negro no último domingo, dia 25.
30/11/2018, 14h11

O presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, afirmou nesta sexta-feira, 30, que homens russos de 16 a 60 anos de idade estão proibidos de entrar no país. Segundo ele, as restrições aos russos foram feitas para prevenir “exércitos privados” lutando em solo ucraniano.

Uma porta-voz do ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, afirmou que Moscou não planeja impor restrições semelhantes aos ucranianos que tentam chegar ao país. Ela culpa o governo da Ucrânia por implementar uma política que afeta as pessoas comuns.

A decisão acontece depois da escalada dos conflitos entre as duas nações no Mar Negro no último domingo, dia 25. Funcionários da Guarda Costeira da Rússia capturaram três navios da Marinha ucraniana e detiveram 24 marinheiros do país. De acordo com o Serviço Federal de Segurança (FSB, antiga KGB) da Rússia, os três navios violaram as águas territoriais russas perto da Crimeia, ignoraram os alertas da Guarda Costeira russa para parar e apontaram suas armas contra as lanchas russas.

O governo da Rússia anunciou nesta sexta-feira que três comandantes dos navios ucranianos foram levados para Moscou para serem interrogados. Os outros 21 marinheiros foram transferidos para uma prisão na capital russa. Desses, três feridos estão em um hospital de outra prisão, segundo Kogershyn Sagiyeva, membro de um conselho russo que permite fiscalizar prisões. Todos aparentam estar em bom estado, diz.

No início desta semana, um tribunal da Crimeia decretou que os marinheiros fossem mantidos em prisões por dois meses para investigações.

Em resposta às crescentes tensões do conflito, Kiev promulgou lei marcial, aprovada pelo Parlamento, e com duração de 30 dias em dez regiões fronteiriças e costeiras. A lei torna possível mobilizar os cidadãos, controlar os meios de comunicação e limitar os encontros públicos. Fonte: Associated Press.

Imagens: El Pais 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.