Política

Fux arquiva inquérito que investiga Padilha por suposta intervenção no Incra

16/11/2018, 18h08

O ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, acolheu pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR) e determinou o arquivamento do inquérito que investiga o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, por suposta prática dos crimes de prevaricação ou advocacia administrativa.

“Acolho o pedido da Procuradora-Geral da República e, com fulcro no artigo 107, IV, do Código Penal, decreto a extinção da punibilidade dos crimes de prevaricação e advocacia administrativa investigados nos presentes autos, tendo em vista o decurso do prazo estabelecido no art. 109, V, c/c art. 115, ambos do Código Penal, e as penas abstratas cominadas aos tipos penais dos artigos 319 e 321 do Código Penal”, escreveu Fux em sua decisão.

O inquérito foi instaurado no início de outubro para apurar tratativas com a possível participação de Padilha para a pactuação de acordo extrajudicial celebrado com dirigentes do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) para desapropriação do imóvel rural “Fazenda Estreito Ponte de Pedra”, localizada nos municípios de Paraúna e Rio Verde (GO), com prejuízo ao erário.

Um mês depois de pedir a abertura do inquérito para investigar o ministro-chefe da Casa Civil, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, solicitou ao ministro-relator Luiz Fux o arquivamento do caso no início desta semana. Em seu parecer, a chefe do Ministério Público Federal diz que houve prescrição da pretensão punitiva estatal devido à idade do ministro. A solicitação de arquivamento do inquérito está em linha com o pedido feito pela defesa do ministro no final de outubro.

O prazo prescricional para os crimes de prevaricação ou advocacia administrativa, ambos com pena máxima fixada em abstrato um ano é de quatro anos. Os advogados alegaram que Padilha é maior de 70 anos, o que faz com que a pena para os dois supostos delitos caia pela metade, fixando-se em dois anos. “Considerando-se que o fato narrado teria ocorrido no dia 8 de setembro de 2016, concretizando o lapso temporal prescricional”, afirmou a defesa.

“Eliseu Padilha nasceu em 23/12/1945 e, de acordo com o artigo 115 do Código Penal, o cálculo do prazo prescricional é reduzido pela metade em relação aos maiores de 70 anos”, escreveu Raquel Dodge.

“Portanto, como os fatos em apuração ocorreram em oito de setembro de 2016 – data do suposto encontro reservado ocorrido no Palácio do Planalto entre o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, e o advogado Djalma Rezende para tratar da multicitada indenização -, mister reconhecer a ocorrência da prescrição pretensão punitiva do Estado em relação aos referidos tipos penais”, concluiu.

Outro lado

Em nota, a defesa de Eliseu Padilha afirmou que a posição da PGR adotada pelo ministro-relator “demonstra o absoluto respeito aos ditames que regem nossa lei processual”.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Mais de 20 bairros de Goianira devem ficar sem água na próxima terça-feira

A normalização do serviço deve ocorrer, gradualmente, ao longo de quarta-feira (21/11).
16/11/2018, 18h09

Na próxima terça-feira, 20 de novembro, mais de 20 bairros da região Central de Goianira, na Região Metropolitana de Goiânia, devem ficar sem água devido a uma manutenção programada pela Enel Distribuição Goiás. O fornecimento de energia será interrompido e com isso o abastecimento de água também ficará comprometido. Segundo a Saneago, a normalização do serviço deve ocorrer, gradualmente, ao longo de quarta-feira (21/11).

O objetivo da ação é executar serviços de melhoria de rede de energia elétrica do município. O abastecimento de água e energia será restabelecido após a conclusão da manutenção. A Saneago pede a compreensão da população e alerta os moradores para o consumo moderado das reservas domiciliares de água tratada.

Bairros de Goianira que devem ficar sem água

Ao todo, 28 bairros da região Central de Goianira ficarão sem o fornecimento de água. Confira abaixo a lista e programe-se!

  • Centro
  • Vila Regina
  • Vila Rica
  • Linda Vista
  • Camélias
  • Mansões Regina
  • Parque Solimões
  • Porto Seguro
  • São Pedro
  • Verdes Mares I
  • Verdes Mares II
  • Setor Delta
  • Leo Lince I
  • Leo Lince II
  • Sobradinho
  • Setor Sul
  • Uirapuru
  • Soares Ville
  • Vila Altino
  • Vila Castilho
  • Jardim D’assis I
  • Jardim D’assis II
  • Vila Klerea
  • Padre Pelágio
  • Imperial I
  • Imperial II
  • São Judas Tadeu
  • Montagno

Dicas de armazenamento de água

Separamos algumas dicas para você economizar água e sempre ter uma reserva em caso de eventuais problemas com o fornecimento de água. Veja abaixo:

– Mantenha um balde no chuveiro para armazenar a água que corre até que atinja a temperatura adequada. Use essa água para lavar o banheiro, na descarga ou para regar as plantas;

– Reaproveite a água do segundo enxágue das máquinas de lavar roupa e louça e utilize para regar as plantas ou lavar as calçadas;

– Em dias de chuva, coloque baldes próximo a queda da calha ou biqueiras para reserva água limpa, que pode ser usada para lavar roupas, casa, vasilhas e até para tomar banho.

Via: Saneago 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Bombeiros preveem 20 horas de trabalho contra incêndio em tanque de usina em Serranópolis 

Incêndio começou na noite de ontem (15/11), após um tanque de álcool ser atingido por um raio.
16/11/2018, 19h50

Equipes do Corpo de Bombeiros e brigadistas ainda atuam no rescaldo do incêndio em tanque de álcool em uma usina de Serranópolis, região Sudoeste do Estado. As ações no local devem durar pelo menos mais duras horas, e ao todo, são previstas 20 horas de trabalho. O incêndio começou na noite de quinta-feira (15/11), após um dos tanques de armazenamento de Etanol ser atingido por um raio. Não houveram vítimas.

De acordo com o tenente-coronel, Hélio Cristiano do Carmo, que comanda a operação, as chamas já foram controladas e as equipes atuam na fase de rescaldo. “Estamos verificando se tem algum risco de tornar reignição do fogo e estamos avaliando também o risco e a temperatura de outros tanques. A previsão é de mais duas horas de serviço”, explica ao Dia Online.

Ao todo, 40 homens trabalham na ocorrência, sendo dez bombeiros e 30 brigadistas das usinas de álcool, tanto da enegértica onde ocorreu o incêndio como de usinas vizinhas. “Estamos atuando com dez caminhões de água e gastamos aproximadamente mil litros de espuma. O tanque atingido pelo raio estava abastecido com 5 milhões e 300 mil litros de álcool”, conta o tenente-coronel Hélio Cristiano.

Incêndio em tanque de usina em Serranópolis

Tudo começou após um dos tanques de álcool de uma usina, localizada na zona rural da cidade, às margens da GO-184, ser atingido por um raio, na noite de quinta-feira (15/11). Um vídeo mostra a altura das chamas no local, logo após o tanque ser atingido pela descarga elétrica. Chovia no momento do incidente. Reveja:

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, o raio atingiu a válvula que possibilita o escoamento do álcool, o que não permitiu o transbordo do combustível. Durante a ação, foi necessário deixar que o fogo consumisse todo o álcool que estava no tanque, para assim aproximar do local e evitar que as chamas se alastrassem.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Esportes

Com gol de pênalti de Neymar, Brasil ganha do Uruguai por 1 a 0 em Londres

Com a bola no pé, Neymar foi o responsável pelas principais jogadas de perigo da seleção.
16/11/2018, 20h20

De amistoso, a partida entre Brasil e Uruguai nesta sexta-feira, no Emirates Stadium, em Londres, não teve nada. Com entradas duras, carrinhos, muita briga pela bola, reclamações e oito cartões amarelos distribuídos pela arbitragem, o time do técnico Tite levou a melhor ao vencer por 1 a 0, graças a um gol de pênalti de Neymar. Agora, nesta terça-feira, a seleção volta a campo para enfrentar Camarões, novamente na capital inglesa, para fechar a temporada de 2018.

Se o treinador brasileiro queria usar o duelo diante dos rivais sul-americanos como um teste para a disputa da Copa América, principal competição do próximo ano e que será realizada no Brasil, o ponto alto foi o desempenho do atacante Neymar, melhor opção ofensiva da equipe e com uma postura bem diferente da que apresentou na Copa do Mundo na Rússia.

Com a bola no pé, Neymar foi o responsável pelas principais jogadas de perigo da seleção. Ele cobrou falta com perigo e fez um gol, mas a arbitragem corretamente marcou impedimento. Arriscou chutes de longe e teve ótima movimentação, principalmente pelo lado esquerdo do ataque, para tentar furar o bloqueio rival.

Neymar chama atenção em amistoso entre Brasil e Uruguai

Mas o que mais chamou atenção foi o comportamento de Neymar. Ele sofreu com as faltas uruguaias, mas levantou e seguiu o jogo. Não reclamou e revidou apenas jogando bola. Falou com o árbitro somente o necessário e como capitão da seleção. Enfim, teve uma postura que contrastou com a vista na Copa do Mundo, quando ele viu a sua fama de cai-cai superar as fronteiras internacionais.

E é esse tipo de Neymar que Tite quer ver na seleção, um jogador que é diferenciado e que se mantiver a postura apresentada diante do Uruguai na Copa América tem tudo para ajudar o Brasil a conquistar o título que não vem desde 2007, quando a equipe comandada por Dunga levantou o troféu na Venezuela.

Se Neymar brilhou, Douglas Costa ficou devendo. Ele não conseguiu levar a melhor sobre Laxalt e perdeu uma grande oportunidade de mostrar serviço. Do outro lado, os estreantes Mathias Suárez e Bruno Méndez tinham muita dificuldade para parar Neymar, Filipe Luís e quem mais caía pela esquerda do ataque brasileiro.

No primeiro tempo, apesar do domínio verde e amarelo, com posse de bola e até o gol anulado de Neymar, as melhores chances foram da seleção celeste. Na primeira, Suárez chutou forte, após vacilo de Danilo, e Alisson espalmou. A outra foi com Cavani, que chutou de primeira para boa defesa de Alisson após belo passe de Luis Suárez.

Na etapa final, o Uruguai voltou melhor, pressionou e quase marcou em cobrança de falta de Suárez. Tite percebeu que alguns jogadores não estavam rendendo e colocou Allan e Richarlison em campo. Pouco depois, Danilo acabou sofrendo pênalti. Após muita reclamação dos uruguaios, pois a bola tocou na mão do lateral-direito antes da falta, Neymar cobrou com perfeição e garantiu a vitória brasileira.

FICHA TÉCNICA

BRASIL 1 x 0 URUGUAI

BRASIL – Alisson; Danilo, Marquinhos, Miranda e Filipe Luís; Walace, Arthur e Renato Augusto (Allan); Douglas Costa (Richarlison), Roberto Firmino e Neymar. Técnico: Tite.

URUGUAI – Campaña; Mathias Suárez (Lemos), Méndez, Cáceres e Laxalt; Vecino (Valverde), Torreira, Bentancur e Pereiro (Jonathan Rodríguez); Luis Suárez e Cavani. Técnico: Oscar Tabárez.

GOL – Neymar, aos 30 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Douglas Costa e Walace (Brasil); Luis Suárez, Torreira, Mathias Suárez, Vecino, Cáceres e Cavani (Uruguai).

ÁRBITRO – Craig Pawson (Fifa/Inglaterra).

RENDA E PÚBLICO – Não disponíveis.

LOCAL – Emirates Stadium, em Londres (Inglaterra).

Imagens: El Pais 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Pastor, mulher e sobrinha morrem em Anápolis após enterro da irmã dele

Pastor João Batista Gomes voltava do enterro da irmã dele quando bateu de frente com um caminhão.
17/11/2018, 09h30

Uma família goiana não tinha se acostumado à ideia de perder um ente querido quando foram avisados de que outros três, que haviam acabado de sair do sepultamento em Itaberaí, morreram tragicamente quando chegavam a Anápolis.

O pastor evangélico João Batista Gomes, de 60 anos, foi se despedir da irmã dele. Quando voltava, tentou fazer uma ultrapassagem e bateu de frente com um caminhão. Além de João, morreram a mulher dele, Sueli Pereira de Matos Gomes, de 49, e a sobrinha Irene Lúcia Gomes, de 49. A filha de João e Sueli sobreviveu.

Além da igreja, João se dividia na atividade política. Ele era chefe de gabinete do vereador de Anápolis Mauro Severiano. Para o G1, Severiano contou que a família voltava do velório da irmão do pastor, em Itaberaí. “Enterramos a irmã dele em Itaberaí e voltamos para Anápolis. Eu vim na frente e ele saiu cerca de uma hora depois. É uma tragédia”, lamentou Severiano.

Ultrapassagem pode ter causado acidente em Anápolis

Pastor, mulher e sobrinha morrem em Anápolis após enterro da irmã dele
Carro bateu de frente com caminhão de frete. Foto: reprodução/ Corpo de Bombeiros

De acordo com o Corpo de Bombeiros, testemunhas relataram que o carro do pastor bateu de frente contra o caminhão quando tentava fazer uma ultrapassagem. A causas dos acidente, contudo, devem ser esclarecidas apenas depois do resultado da perícia.

João Batista, Sueli e Irene morreram no local do acidente. Já a filha do casal foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhada ao Hospital de Urgências de Anápolis (Huana). O caminhoneiro foi levado para a mesma unidade de saúde.

Os corpos foram liberados do Instituto Médico Legal (IML) no início da noite.

Acidente inusitado: ambulância

Uma pessoa morreu e outra ficou gravemente ferida em um acidente envolvendo uma ambulância e dois caminhões, na BR-153, entre São Luís do Norte e Ceres. O caso ocorreu no início da manhã do último domingo (11/11). Um dos veículos de carga transportava produto químico perigoso e a BR segue totalmente interditada para limpeza.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.