Esportes

Com Coutinho e Marcelo machucados, Tite convoca Renato Augusto e Alex Sandro

A seleção brasileira dirigida por Tite inicia nesta segunda-feira os treinos no CT do Arsenal, em Londres.
12/11/2018, 11h22

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou nesta segunda-feira duas mudanças na lista inicial divulgada pelo técnico Tite para os amistosos em Londres, na Inglaterra, contra Uruguai, nesta sexta, e Camarões, no próximo dia 20. O lateral-esquerdo Alex Sandro, da Juventus, e o meia Renato Augusto, do Beijing Guoan (China) se apresentarão à comissão técnica substituindo Marcelo, do Real Madrid, e Philippe Coutinho, do Barcelona, que estão machucados.

Marcelo deixou o clássico contra o Barcelona, no último dia 28, com uma lesão no músculo posterior da coxa direita. Optou-se por aguardar a sua recuperação durante a semana, mas o lateral-esquerdo nem entrou nem campo pelo seu time no último domingo contra o Celta, em Vigo, pelo Campeonato Espanhol. Como não recuperou por completo as suas condições físicas e clínicas, de acordo com a comissão técnica, foi substituído por Alex Sandro.

No caso de Philippe Coutinho, o médico da seleção brasileira, Rodrigo Lasmar, recebeu o diagnóstico feito pelo Barcelona de lesão muscular na coxa esquerda. Assim, em um contato de Edu Gaspar, coordenador de seleções da CBF, o Beijing Guoan liberou Renato Augusto para os jogos do Brasil na Inglaterra.

Tite no comando da seleção

A equipe dirigida por Tite inicia nesta segunda-feira a semana de treinos no CT do Arsenal, em Londres. Os jogadores estão se apresentando ao técnico em um hotel distante 40 km do centro da capital inglesa e farão o primeiro treinamento na tarde desta segunda.

Nesta sexta-feira, às 18 horas (de Brasília), a seleção brasileira enfrentará o Uruguai no Emirates Stadium, estádio que pertence ao Arsenal. No dia 20 contra Camarões, às 17h30, o local do jogo será o pequeno MK Stadium, de propriedade do Milton Keynes Dons, time da quarta divisão inglesa.

Imagens: piacabucu news 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Entretenimento

William Bonner e Natasha Dantas se casam pela segunda vez

O casal já tinha casado no civil em 8 de setembro.
12/11/2018, 11h38

William Bonner e Natasha Dantas estão em clima de comemoração. O casal decidiu realizar uma festa para 200 convidados para celebrar novamente a união deles, já oficializada no dia 8 de setembro, em São Paulo. Neste sábado, 10, o apresentador do “Jornal Nacional” e a esposa se casaram, desta vez, no Hotel Emiliano, no Rio de Janeiro.

Os filhos de Bonner, frutos do casamento com a também jornalista Fátima Bernardes, estiveram presentes. Vinícius, Beatriz e Laura estavam ao lado do pai na cerimônia.

Natasha é fisioterapeuta e foi responsável pela recuperação de Bonner após uma lesão sofrida no joelho. Nenhum dos dois publicou fotos da cerimônia deste sábado nas páginas de redes sociais.

Imagens: TV Foco 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Economia

Carrefour agora quer ser sócio de redes regionais

O grupo anunciou para 2019 um investimento de R$ 1,8 bilhão.
12/11/2018, 11h49

Um dos maiores varejistas do País, o Carrefour está disposto a mudar o modelo de crescimento no mercado brasileiro. De olho no bom desempenho das redes regionais, o grupo francês quer não só adquirir essas empresas, o que fez ao longo do tempo no Brasil, mas também fechar parcerias. “Vamos estudar tudo. Qualquer forma de aliança que possamos fazer com grupos regionais nos interessa”, diz o presidente do Carrefour Brasil, Noël Prouix.

O formato já é comum para a varejista na França. De mil supermercados do grupo no país de origem, 50% são do próprio Carrefour, enquanto a outra metade são parcerias. O modelo se repete nas lojas de proximidade (unidades menores que atendem bairros, também foco de interesse da empresa): 95% são projetos com terceiros. “Não estou falando de franquias.

Parceria é um acordo que permite à família controladora manter-se dentro das empresas”, explica o executivo. Boa parte das redes regionais, apesar de ter uma boa operação, não tem recursos suficientes para se expandir ou enfrenta problemas de sucessão, diz Prouix. “Podemos ajudar. E, ao contrário dos grandes fundos, o Carrefour não tem interesse em vender a participação após alguns anos.”

O apetite pelo filão tem várias motivações. Primeiro, o ritmo de crescimento da receita das redes regionais, que chega a ser até quatro vezes superior ao da média do setor. “Isso se deve, em boa parte, ao fato de elas estarem mais próximas do consumidor e serem mais sensíveis às suas necessidades. Assim, conseguem ajustar mais rapidamente o sortimento desejado”, diz Claudio Felisoni de Angelo, presidente do Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo (Ibevar).

Para o consultor Marcos Gouvêa, diretor do Grupo GS& Gouvêa de Souza, tudo indica que o País esteja entrando num ciclo de crescimento mais acelerado e as empresas já buscam alternativas para tirar proveito dessa expansão. “O movimento do Carrefour envolvendo aliança com redes regionais pode acelerar, criativamente, a expansão, e é uma alternativa para criar uma rede de negócios.”

O grupo francês também tem pouca exposição ao formato supermercado (formado pelas bandeiras Carrefour Market e Carrefour Bairro), que responde por um terço do varejo alimentar brasileiro, mas apenas por 1% da receita da companhia.

O forte do faturamento do grupo francês, cerca de dois terços do total, vem das lojas de atacarejo, mistura de atacado com varejo. Sob a marca Atacadão, o Carrefour tem hoje 160 lojas e planeja abrir mais 20 no ano que vem.

Online

O grupo anunciou para 2019 um investimento de R$ 1,8 bilhão, mas o aporte pode chegar a R$ 2 bilhões. E, como prioridade, elegeu o comércio eletrônico. “Há poucas plataformas de alimentos. Queremos ser o líder no mundo em quatro anos.” Globalmente, a meta é atingir € 5 bilhões em volume de negócios no e-commerce alimentar até 2022.

Segundo Prouix, 2019 será um ano de ajuste do modelo no Brasil, e também de aceleração. Para ele, o País, a exemplo da China, em função de uma população jovem, pode pular uma geração em termos de transformação digital. “Temos de aprender. O objetivo é ver que modelo se encaixa melhor aqui. Acho que é forte a entrega a domicílio e o drive-thru (retirar produtos na loja usando carro). Daí, a expansão tem de ser rápida.”

Outro pilar de transformação da companhia é a venda de produtos saudáveis. No mundo, o Carrefour estabeleceu a meta de duplicar a participação de produtos orgânicos nas vendas de itens frescos até 2020.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Imagens: observatoriog 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Ameaçada, grávida de sete meses imobiliza agressora e a golpeia com sua própria faca, em Rio Verde

A agressora ameaçou a grávida de fazer uma "cesariana" nela, antes de ser imobilizada e golpeada.

Por Ton Paulo
12/11/2018, 12h39

Um caso chamou a atenção da Polícia Civil (PC) no último sábado (10/11), no município de Rio Verde, região Sudoeste do Estado. Ao ser ameaçada com uma faca por outra mulher, uma grávida de 7 meses e totalmente desarmada conseguiu revidar, imobilizar a agressora, tomar a faca de sua mão e golpeá-la com a arma branca. A mulheres teve ferimentos no ombro e na cabeça.

De acordo com informações da PC, o Centro de Operações da Polícia Militar (COPOM) foi acionado para se deslocar até a Rua Luzia Seabra, no Setor Pausanes, em Rio Verde. Lá, a polícia averiguou a ocorrência de um esfaqueamento. À polícia, a grávida de 21 anos, que está de 7 meses, Jaqueline Medeiros Oliveiras, contou que estava tendo atritos com outra mulher, Janaína, desde o dia 9/11, sexta-feira. E que naquele sábado, 10/11, as duas acabaram entrando em confronto corporal.

Segundo a polícia, Janaína, munida de uma faca, ameaçou Jaqueline dizendo que iria fazer uma “cesariana” na grávida. Ao partir para cima dela na intenção de ferir Jaqueline, Janaína foi imobilizada por ela, que a imobilizou e tomou a faca de sua mão.

Logo em seguida, Jaqueline golpeou Janaína no ombro e na cabeça, com a faca tomada da mão da mulher. Pessoas que estavam no local, e que viram toda a cena, interferiram e separaram as mulheres.

Grávida foi presa por tentativa de homocídio, em Rio Verde

A grávida foi conduzida para a Delegacia de Polícia Civil, juntamente com a faca usada por ela para esfaquear a outra mulher. Ela foi autuada em flagrante por tentativa de homicídio.

A mulher que foi ferida na cabeça e no ombro, depois se ser imobilizada e golpeada pelo grávida de 7 meses, foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Rio Verde. Ainda não há informações sobre seu estado de saúde.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Brasil

Produtor rural esquarteja mãe e filha em Minas

O acusado contou ter matado as duas a marteladas e depois cortado os corpos usando uma faca e uma serra.
12/11/2018, 13h25

Um produtor rural foi preso em um sítio em Silvianópolis (MG) no sábado, 10, acusado de matar a companheira e a filha dela. Depois ele esquartejou os corpos, mas o crime acabou descoberto a partir de duas pernas que foram localizadas próximas a uma rodovia na terça-feira passada, dia 6. Em seguida outras partes dos corpos foram achadas em diferentes locais.

O acusado, Luiz Carlos Martins, de 47 anos, alegou ter matado Francileide Assis Barbosa, de 26 anos, devido a problemas no relacionamento. Já a filha dela, Bruna Carla Assis, de 5 anos, foi morta em seguida, ao se deparar com a mãe sendo assassinada. Os corpos foram esquartejados no porão da casa, que ficou com marcas de sangue por todos os lados.

Os crimes ocorreram há duas semanas, tendo a polícia identificado as vítimas graças a tatuagens em uma perna da mulher. Francileide morava em Feira de Santana (BA) e teria conhecido o suspeito há pouco tempo, ocasião em que foi junto com a filha morar com ele na zona rural.

Produtor rural esquarteja mãe e filha

À polícia, Martins contou ter matado as duas a marteladas e depois cortado os corpos usando uma faca e uma serra. O assassino disse que saiu parar sumir com as partes, mas resolveu jogar o corpo da criança em uma fossa sem uso que existe na propriedade.

“O corpo da mulher foi espalhado por uma área de até 70 quilômetros de distância”, explicou o delegado Rodrigo Bartoli. Segundo ele, a cabeça e as ferramentas usadas no crime o homem contou ter jogado em um rio, mas elas não foram localizadas.

As partes dos corpos encontradas serão mandadas para a Bahia, onde serão sepultadas. O acusado, que segundo o delegado não demonstrou arrependimento ao depor, foi indiciado por duplo feminicídio, com agravantes, e transferido para o Presídio de Pouso Alegre (MG).

Imagens: G1 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.