Goiás

Promoção de açaí termina em pancadaria generalizada em Anápolis; veja o vídeo

O festival, que estava previsto para ir até meia-noite e vendia açaí a R$ 1,99, teve que ser encerrado antes das 21h por causa do tumulto.

Por Ton Paulo
01/11/2018, 09h35

Uma sorveteria de Anápolis, a 60 quilômetros de Goiânia, teve que encerrar mais cedo um festival de açaí promovido para arrecadar fundos para crianças carentes, na última quarta-feira (31/10), devido à confusão generalizada que se instalou no local, no setor Vila União. De acordo com informações de um jornal local, 11 viaturas da Polícia Militar (PM) foram necessárias para conter a briga que começou em frente ao estabelecimento.

O festival de açaí, realizado na última quarta-feira e promovido pela sorveteria Sorveart, localizada na Rua Amazonas, Vila União, em Anápolis, começou a ser anunciado na segunda-feira (29/10) pelas redes sociais do estabelecimento. Segundo o anúncio, o festival teria a venda de açaí pelo preço de R$ 1,99 das 18h até meia-noite, e o dinheiro arrecadado seria revertido em doações para crianças carentes.

De acordo com as regras anunciadas pela sorveteria para o festival, as embalagens seriam descartáveis, não poderia haver desperdício, o pagamento seria feito apenas em dinheiro e aconteceria só enquanto durassem os estoques de açaí.

Entretanto, o festival de açaí a R$ 1,99, que estava previsto para ir até meia-noite, teve que ser encerrado antes das 21h. Conforme o Comando de Policiamento Urbano do 28º BPM, o 190 foi acionado por populares por volta das 20h30 por conta de uma pancadaria envolvendo várias pessoas em frente à sorveteria.

Um total de 11 viaturas foi deslocado para a ocorrência, e os policiais militares conseguiram controlar a briga rapidamente. A reportagem do Dia Online está apurando sobre o que originou o tumulto. Não há informações de presos.

Veja o vídeo:

Sorveteria de Anápolis se manifestou sobre a pancadaria no festival de açaí

Pelas redes sociais, a Sorveart se manifestou sobre o ocorrido. Numa publicação feita através do Instagram, a assessoria do estabelecimento agradeceu pelo evento mas lamentou a confusão que provocou o encerramento precoce do festival.

Confira abaixo a íntegra da nota publicada pela sorveteria:

“Muito obrigado galera! Todos que nos ajudaram na arrecadação para crianças carentes! Infelizmente tivemos que terminar mais cedo nosso evento por causa de arruaceiros que não abraçaram a causa😥. Isso nos faz erguer a cabeça e fazer mais eventos o quanto for necessário! Iremos sempre fazer o bem e ajudar o máximo de pessoas carentes possíveis. Jesus Cristo sempre foi e sempre será nosso líder, ajudar crianças necessitadas a partir de hoje será uma meta diária! Obrigado Anápolis ❤️

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Mundo

Descoberta de ossada pressiona Vaticano

A ossada pertence à filha de um funcionário da Santa Sé desaparecida há 35 anos.
01/11/2018, 09h36

O Vaticano está sendo pressionado a dar explicações após a descoberta, no prédio da nunciatura em Roma, de ossos humanos que podem pertencer à filha de um funcionário da Santa Sé desaparecida há 35 anos, destaca o jornal O Estado de S. Paulo. A família de Emanuela Orlandi, que desapareceu misteriosamente em 1983 no centro de Roma, pediu nesta quarta-feira, 31, esclarecimentos depois do anúncio oficial feito na véspera pelo porta-voz do papa.

Os ossos foram localizados por funcionários que trabalhavam na reforma da embaixada da Santa Sé na Itália. A descoberta foi imediatamente relacionada pela imprensa com o desaparecimento de Emanuela. A morte da adolescente já foi ligada a setores da Igreja, à máfia e também ao turco Ali Agca, autor do atentado contra João Paulo II, em 1981.

“Pedimos em caráter oficial que sejamos informados sobre qualquer ato, situação ou descoberta. Queremos saber”, declarou a uma rádio italiana a advogada da família Orlandi, Annamaria Bernardini Pace.

Vaticano

O anúncio do Vaticano causou muita especulação e acrescenta mais uma peça ao quebra-cabeças que é o caso Orlandi. A Procuradoria italiana imediatamente abriu uma investigação e ordenou à polícia forense que estabeleça a idade e o sexo da ossada descoberta, assim como a data e o motivo da morte.

Em 1983, além de Orlandi, outra adolescente desapareceu misteriosamente em Roma, Mirella Gregori. Por isso, é possível que a ossada também seja dela. O Vaticano garante que sempre colaborou com a Justiça e não relacionou a descoberta dos ossos com os nomes das meninas desaparecidas.

No entanto, não é a primeira vez que a polícia italiana segue uma pista para encontrar o corpo de Emanuela. Em 2012, legistas exumaram o corpo do chefe da Banda della Magliana, a máfia de Roma durante os anos 70 e 80, que havia sido enterrado inexplicavelmente em uma igreja do Vaticano que fica ao lado da escola de música frequentada por Orlandi.

O mafiosos era Enrico de Pedis, cuja amante, Sabrina Minardi, contou ao Ministério Público que ficou encarregada de colocar a jovem em seu carro e levá-la até o local indicado por Pedis. De acordo com Sabrina, a menina foi sequestrada por ordem do arcebispo americano Paul Marcinkus, então diretor do Instituto para as Obras Religiosas (o Banco do Vaticano), “para dar um aviso a alguém”.

Após essas revelações, também foi investigado o ex-reitor da Basílica de Santo Apolinário, Piero Vergari, que autorizou o enterro de Pedis na igreja e trabalhou durante um período no prédio da nunciatura. (Com agências internacionais).

Imagens: Terra 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Economia

Petrobras mantém preço médio da gasolina nas refinarias em R$ 1,8466 nesta sexta

O preço do diesel, está em R$ 2,1228.
01/11/2018, 09h46

A Petrobras manteve sem alteração o preço médio do litro da gasolina A sem tributo nas refinarias, válido para esta sexta-feira, dia 2 de novembro, em R$ 1,8466. Além disso, a estatal manteve sem alteração o preço do diesel, em R$ 2,1228, conforme tabela disponível no site da empresa. No dia 6 de setembro, a diretoria da companhia petrolífera anunciou que além dos reajustes diários da gasolina, terá a opção de utilizar um mecanismo de proteção (hedge) complementar.

Imagens: Petrobras 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Economia

Receita notifica mais de 8 mil empresas por indícios de sonegação de IR e CSLL

Sonegação chega a aproximadamente R$ 983 milhões.
01/11/2018, 10h29

A Secretaria da Receita Federal informou nesta quinta-feira, 1º de novembro, que está realizando mais uma etapa de cobrança de empresas dentro do Projeto Malha Fiscal, com foco em sonegação envolvendo o Imposto de Renda (IRPJ) e a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL). A operação verifica inconsistências em declarações de contribuintes relativas ao exercício de 2014.

Valor da sonegação

Segundo o órgão, o total de indícios de sonegação verificado no período representa aproximadamente R$ 983 milhões.

Nesta etapa, 8.076 contribuintes estão sendo alertados por meio de carta e de mensagens em suas caixas postais e, destaca a Receita, mesmo aqueles que ainda não foram intimados, ao identificarem equívoco na prestação de informações, podem fazer a autorregularização, o que evitará multas e representações ao Ministério Público Federal por crimes de sonegação fiscal, entre outros.

A Receita avisa que o contribuinte poderá se autorregularizar até o dia 28 de dezembro.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Brasil

Remover apêndice reduz em 19% risco de Parkinson, aponta estudo

Parkinson é uma doença que atinge o sistema neurológico.
01/11/2018, 10h49

A remoção do apêndice pode reduzir em 19% o risco de desenvolvimento de Parkinson, conforme indica estudo publicado nesta quarta-feira, 31, na revista científica “Science Translational Medicine”. O papel do pequeno órgão na ocorrência da doença é explicado, segundo os pesquisadores, pelo acúmulo, no apêndice, de uma proteína associada ao Parkinson, a alfa-sinucleína.

Estudos anteriores já haviam demonstrado excesso de formatos mutantes dessa proteína no cérebro de pacientes com Parkinson. “Ela é capaz de viajar pelo nervo que conecta do trato gastrointestinal (onde está o apêndice) até o cérebro, se disseminar e ter efeitos neurotóxicos”, disse Viviane Labrie, uma das autoras do estudo.

Parkinson

Realizada pelo Instituto de Pesquisa Van Andel, o estudo levantou os registros médicos de 1,6 milhão de suecos desde 1964. Por meio dos documentos, os cientistas puderam separar os pacientes que tinham passado pela cirurgia de retirada do apêndice e relacionar os grupos com e sem o órgão com aqueles que desenvolveram o Parkinson.

Ao fim do estudo, os pesquisadores observaram que a incidência da doença entre os pacientes que tinham removido o órgão era 19,3% menor do que entre os indivíduos que não tinham passado pela cirurgia.

O achado, no entanto, só foi observado em pessoas que retiraram o apêndice de forma precoce, ou seja, anos antes do aparecimento da doença. Pessoas que removeram o órgão depois das primeiras manifestações do Parkinson (geralmente motoras, como tremores) não tiveram melhora no quadro.

Início

O estudo revelou ainda que a retirada precoce do apêndice (pelo menos 30 anos antes do aparecimento dos primeiros sintomas) adiou em 3,6 anos o início do Parkinson. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.