Goiás

Acidentes com ambulâncias deixam seis feridos e três mortos em Goiás

Um outro acidente envolvendo ambulância durante a madrugada terminou com 3 pessoas mortas em Catalão.
23/10/2018, 11h04

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou na madrugada desta terça-feira (23/10) dois acidentes envolvendo ambulâncias que terminou com seis feridos e três pessoas mortas, nas Rodovias Federais que cortam o Estado de Goiás. Em um dos casos registrados a ambulância pertence ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgências (SAMU).

O primeiro acidente aconteceu no KM 230 da BR-050, no trecho entre Catalão e Campo alegre, onde de acordo com a PRF a ambulância bateu de frente com um caminhão de cargas. Segundo a PRF, três pessoas morreram no local, a condutora da ambulância, de 47 anos e um passageiro que ficaram carbonizados, enquanto o terceiro ocupante foi arremessado para fora do carro e morreu no local.

Ainda de acordo com a PRF, no momento do acidente a ambulância rodou na pista invadindo a faixa contrária e colidiu com o outro veículo.

Outro acidente com ambulância do SAMU

O outro caso envolvendo ambulância, aconteceu também durante a madrugada desta terça-feira (23/10) no KM 311 da BR-153, onde uma ambulância do SAMU capotou depois de sair da pista. Os passageiros que estavam dentro do veículo sofreram ferimentos leves e de acordo com a PRF foram levados para o Hospital de Ceres.

Segundo a PRF, a ambulância saiu da cidade de Porangatu a 406 quilômetros de Goiânia. E transportava um recém-nascido de cinco dias para a capital. De acordo com a polícia no momento do acidente chovia muito, e o veículo estava com um dos pneus traseiros carecas.

Ambulância é apreendida pela PRF em Anápolis

Além dos dois acidentes com as ambulâncias nas Rodovias Federais que cortam o Estado de Goiás. Em Anápolis, a 55 quilômetros de Goiânia uma outra ambulância foi apreendida pela PRF, em estado de conservação irregular, com pneus carecas, parabrisa trincado e com os documentos atrasados. Segundo a PRF, o motorista do veículo não tinha permissão para dirigir veículos de emergência e foi multado em R$ 577 reais. Enquanto o veículo sem condições de trafegar foi apreendido e só vai ser liberado depois de ter sua situação regularizada.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Biblioteca Braille promove workshop em Goiânia

Workshop é o primeiro voltado nesse sentido.
23/10/2018, 13h18

Um workshop intitulado “Editoras Goianas: desafios e possibilidades para produção de livros acessíveis” acontece na tarde desta terça-feira (23/10), na Biblioteca Braille José Álvares Azevedo, na praça Cívica, em Goiânia, e a entrada é gratuita.

O evento é promovido pela Secretaria de Educação, Cultura e Esporte do Estado de Goiás (SEDUCE) em parceria com a Superintendência de Patrimônio Histórico e Artístico (SPHA), a Associação dos Deficientes Visuais do Estado de Goiás (Adveg) e com a Fundação Dorina Nowill para Cegos.

A diretora da Biblioteca Braille José Alvares Azevedo, Maria Eunice Soares Barbosa, conversou com a reportagem do Portal Dia Online e contou que a iniciativa partiu da equipe da biblioteca. De acordo com a diretora da entidade, o intuito do evento “é mostrar para as editoras que existe um público consumidor potencial que não é atendido por elas”.

Diretora da Biblioteca Braille diz que editoras podem disponibilizar material em áudio livro

Maria Eunice diz também que as editoras tem mecanismos de disponibilizar o material através dos arquivos digitais, antes deles serem publicados. Ela diz que as editoras podem “disponibilizar os arquivos em diversos formatos como áudio livro, para que pessoas que já perderam a visão devido a idade possam ler ou ouvir o conteúdo”.

Segundo a diretora, o evento não é voltado para atender apenas pessoas com deficiência visual, mas também outros portadores de deficiência. O workshop é o primeiro a ser promovido e de acordo com Maria Eunice, podem ter outros workshops voltados para esse público: “vai depender do resultado do evento e da aceitação das editoras, dependendo disto, nós iremos sim promover outros eventos como este”.

Entre os palestrantes do workshop estão Aldenor Carneiros dos Santos (Adveg), Perla Assunção (Fundação Dorina Nowill para Cegos), Romeu Fernandes de Lima (Biblioteca Braille) e Larissa Mundim (Nega Lilu Editora), e será mediado por Victoria Cywinski (Biblioteca Braille).

Imagens: Governo de Goiás 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Política

Raquel Dodge defende processo contra amigo de Temer na 10ª Vara de Brasília

A procuradora-geral da República apresentou agravo regimental ao Supremo Tribunal Federal (STF) defendendo a manutenção da competência da 10ª Vara Federal do Distrito Federal para julgar os processos envolvendo o empresário e advogado José Yunes.
23/10/2018, 13h31

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, apresentou agravo regimental ao Supremo Tribunal Federal (STF) defendendo a manutenção da competência da 10ª Vara Federal do Distrito Federal para julgar os processos envolvendo o empresário e advogado José Yunes, amigo do presidente Michel Temer, investigado por organização criminosa no âmbito das operações Sépsis e Cui Bono?.

No documento, a procuradora pede que seja reconsiderada a decisão monocrática do ministro Edson Fachin.

Atendendo à reclamação da defesa, Fachin modificou o acórdão do Tribunal Regional Federal da 1.ª Região (TRF-1), que julgava como competente a 10ª Vara Federal do DF, e não a 12ª Vara do Distrito Federal.

O ministro afirmou que o Tribunal Regional havia “afrontado” o decidido pelo Plenário do Supremo e, por isso, determinou o restabelecimento do critério da livre distribuição e, consequentemente, a remessa da ação contra Yunes para a 12ª Vara Federal do DF.

Raquel Dodge afirma  não ter havido desrespeito à decisão da Corte

Raquel Dodge argumentou não ter havido desrespeito à decisão da Corte. Ao contrário, segundo ela, a definição da competência da 10ª Vara Federal se deu corretamente. “Cabe às instâncias ordinárias fixar a competência jurisdicional em tais situações, uma vez municiadas de elementos mais elucidativos do quadro fático subjacente ao processo pertinente”, defendeu a procuradora-geral.

Raquel acrescentou que o inquérito policial, diferentemente do alegado por Yunes, inicialmente foi distribuído de forma automática à 10ª Vara Federal, que, à época, era a Vara Criminal especializada.

“Por isso, deve-se salientar, de saída, que a orientação firmada no ato paradigma da presente reclamação foi respeitada, na medida em que o feito foi automaticamente distribuído logo que aportou na Seção Judiciária do Distrito Federal.”

Novos fatos

No dia 21 de março, a procuradora ratificou a denúncia do então procurador-geral, Rodrigo Janot, contra os ex-presidentes da Câmara, Eduardo Cunha e Henrique Eduardo Alves (MDB) e o ex-ministro Geddel Vieira Lima e o ex-assessor de Temer, Rodrigo da Rocha Loures.

Raquel Dodge também aditou a denúncia para agregar novos elementos em relação a Rocha Loures, e para imputar a prática de organização criminosa a Yunes, João Baptista Lima Filho, Altair Alves Filho, Sidney Noberto Szabo e Lúcio Bolonha Funaro.

Esses novos elementos de prova apontaram para a participação de outros agentes no subnúcleo político da organização criminosa, entre os quais, Yunes.

“Houve evolução da compreensão relativa ao quadro fático, engendrada pelos novos elementos de prova colhidos nas investigações e ações penais de competência da 10ª Vara Federal da SJDF, de modo que evoluiu também a compreensão acerca da competência jurisdicional para a causa”, destacou a procuradora-geral.

Imagens: Veja 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Esportes

FPF sorteia grupos do Paulistão 2019 e oficializa o VAR a partir do mata-mata

O formato da competição é o mesmo da última temporada, com os 16 clubes divididos em quatro grupos.
23/10/2018, 14h07

A Federação Paulista de Futebol (FPF) realizou nesta terça-feira o sorteio dos grupos do Paulistão 2019. O Conselho Técnico da entidade também oficializou o uso de VAR (árbitro de vídeo) a partir das quartas de final da competição.

Os cabeças de chave são Corinthians, Palmeiras, São Paulo e Santos. As equipes de um grupo enfrentam times das outras chaves. Os dois primeiros colocados avançam para o mata-mata. Os dois últimos colocados no geral serão rebaixados para a Série A-2.

Atual bicampeão estadual, o Corinthians caiu no Grupo C, que também conta com Mirassol, Ferroviária e Bragantino. Já o Palmeiras, vice-campeão na polêmica decisão deste ano, está no Grupo B, que terá também Guarani, São Bento e Novorizontino.

O uso da arbitragem de vídeo a partir das quartas de final do Paulistão de 2019 já havia sido anunciada pelo presidente da FPF, Reinaldo Carneiro Bastos, no fim de agosto, no mesmo dia em que o dirigente foi reeleito para mais um mandato à frente da entidade.

Naquela ocasião, o dirigente revelou que os custos para utilização deste recurso serão bancados inteiramente pela entidade estadual, que incluiu a implantação do VAR como uma das promessas do item “desenvolvimento e capacitação” do plano de gestão apresentado para este próximo período de gestão de Carneiro Bastos, que vai até 2022.

O Paulistão de 2019 começará em 20 de janeiro e o confronto de volta da decisão ocorrerá em 21 de abril. O formato da competição é o mesmo da última temporada, com os 16 clubes divididos em quatro grupos.

Confira como ficaram os grupos do Paulistão de 2019:

Grupo A

Santos

Ponte Preta

RB Brasil

São Caetano

Grupo B

Palmeiras

Guarani

São Bento

Novorizontino

Grupo C

Corinthians

Mirassol

Ferroviária

Bragantino

Grupo D

São Paulo

Oeste

Ituano

Botafogo

Imagens: Estadão 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Entretenimento

Fátima Bernardes responde carta de goiano sobre separação com William Bonner

Autor goiano, do Precisava Escrever, se surpreendeu com resposta de Fátima Bernardes.
23/10/2018, 14h16

Um dos maiores sucessos na internet, o goiano Rafael Magalhães, de 29 anos, decidiu ousar nos textos que publica em seu perfil no Instagram @precisavaescrever. Rompeu o silêncio e escreveu um desabafo nesta segunda-feira (22/10) para a jornalista e apresentadora, Fátima Bernardes.

Rafael deixa claro no texto que é fã da apresentadora e que não gostou do fim do casamento dela com William Bonner.

Professor de Educação Física, Rafael gerencia a página há dois anos e já tem quase mais de dois milhões de seguidores, entre eles jogadores de futebol e vôlei. Cantores de sertanejo, jornalistas conhecidos nacionalmente, atores e atrizes. Publicou um livro com o mesmo título da página e é o mais vendido das publicações independentes.

“Oi, Fátima! A gente ainda não se conhece. Quer dizer… Tudo bem que trocamos aqueles ‘boa noite’ durante anos, toda vez que eu te respondia enquanto você estava encerrando o Jornal Nacional, mas acho que isso também acontecia com milhares de outras pessoas. Como não se sentir íntimo de alguém que estava na sala de casa todos os dias? Alguém que fazia os meus pais se sentarem religiosamente em frente à TV.

Alguém que foi para o Japão e ajudou a trazer o Penta para o Brasil. É por essas e outras que eu sinto um carinho especial por ti. Recentemente, vi uma foto sua com o atual namorado e senti vontade de te escrever. Sei lá… A impressão que eu tenho é que o seu sorriso naquela foto serve como uma linda lição. Eu falo isso porque sou um dos que ficou um tanto assustado quando veio a notícia da sua separação. Não era algo que eu esperava. Eu senti um aperto no peito como se fosse o casamento de alguém muito próximo chegando ao fim. Foi complicado para mim, que acompanhava tudo de longe, imagino que mais ainda para você e para a sua família”, desabafou.

Leia o texto completo do escritor:

View this post on Instagram

Oi, Fátima! A gente ainda não se conhece. Quer dizer… Tudo bem que trocamos aqueles “boa noite” durante anos, toda vez que eu te respondia enquanto você estava encerrando o Jornal Nacional, mas acho que isso também acontecia com milhares de outras pessoas. Como não se sentir íntimo de alguém que estava na sala de casa todos os dias? Alguém que fazia os meus pais se sentarem religiosamente em frente à TV. Alguém que foi para o Japão e ajudou a trazer o Penta pro Brasil. É por essas e outras que eu sinto um carinho especial por ti. Recentemente vi uma foto sua com o atual namorado e senti vontade de te escrever. Sei lá… A impressão que eu tenho é que o seu sorriso naquela foto serve como uma linda lição. Eu falo isso porque sou um dos que fiquei um tanto assustado quando veio a notícia da sua separação. Não era algo que eu esperava. Eu senti um aperto no peito como se fosse o casamento de alguém muito próximo chegando ao fim. Foi complicado pra mim, que acompanhava tudo de longe, imagino que mais ainda pra você e pra sua família. Mas foi aí que veio a parte mais bonita, o real motivo dessa carta. Quero enaltecer a forma madura e respeitosa que você e o William Bonner conduziram toda a situação. Vocês nos mostraram que grandes histórias também chegam ao fim, e que um novo amor pode estar nos esperando em um futuro próximo. Vocês provaram que o nosso coração é capaz de guardar pessoas especiais em um cantinho e abrir espaço para que outras possam entrar. Nunca é tarde para recomeçar um novo amor, obrigado por nos ensinar isso. É legal demais te ver sorrindo ao lado dele, assim como também fiquei alegre com a notícia do novo casamento do Bonner. De todas as matérias, reportagens e entrevistas que vocês já trouxeram pra gente, tenham certeza de que esse exemplo foi o mais marcante. Obrigado por nos fazer continuar acreditando no amor, mesmo que ele se apague e floresça mais a frente, em um novo sorriso. Espero que essa minha carta chegue até você. Boa noite! (sempre quis te dizer isso!) . Com carinho e admiração, Rafa. Autor: @precisavaescrever

A post shared by Precisava Escrever (@precisavaescrever) on

Fátima Bernardes agradece goiano

Fátima Bernades responde carta de goiano sobre separação com William Bonner

Fátima Bernardes leu o texto e comentou: “Obrigada pela mensagem, pelo carinho. Fiquei realmente emocionada. Um beijo. E se atualmente não dou mais ‘boa noite’, fique com o meu ‘bom dia’”.

O casal se separou depois de 26 anos de casamento em 2016. Casados entre 19990 e 2016, eles dividiram a bancada do Jornal Nacional e tiveram trigêmeos.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.