Entretenimento

Zoológico de Goiânia: sinônimo de lazer e conscientização ambiental

Com várias espécies exóticas e muita conscientização ambiental, o Zoológico de Goiânia é um bom passeio para levar as crianças, família e amigos!
16/10/2018, 17h37

Está em busca de um passeio bacana para fazer com as crianças? Entre as melhores opções estão as visitas aos nossos parques, onde é possível encontrar pequenos playgrounds e muita área verde, sem contar que o espaço ainda é grande o suficiente para que façam a festa e corram por todos os lados. No entanto, a capital reserva um lugarzinho que é adorado tanto pela garotada quanto pelos adultos apaixonados por animais: o Zoológico de Goiânia.

Inaugurado em 1956, é de fácil acesso e se encontra ao lado do Parque Lago das Rosas, um dos mais antigos da cidade. Com mais de 500 animais vivendo por ali, conta atualmente com uma equipe de educação ambiental formada por funcionários e professores da Secretaria Municipal de Educação, que estão sempre preparados para receber alunos, principalmente do ensino fundamental.

O Zoológico de Goiânia é um dos destinos preferidos de professores da rede municipal de ensino, uma vez que levar seus alunos até o local é sinônimo de diversão, mas também de muito aprendizado e conscientização ambiental. As crianças sempre ficam encantadas e desfrutam da oportunidade de conhecerem não apenas animais diferentes, mas também vegetações. Assim, elas vão aprendendo a importância da preservação do meio ambiente e se preparam para cuidarem do futuro de nossa natureza.

Conhecendo a história do Zoológico de Goiânia

Zoológico de Goiânia: sinônimo de lazer e conscientização ambiental
Foto: Reprodução/ O Popular

Saturnino Maciel de Carvalho é um nome conhecido para você? Ele foi encarregado e morador do Lago das Rosas, e também foi o grande responsável por fundar o Zoológico. Naquela altura o parque já era um conhecido ambiente de lazer para os goianienses, que tiravam o fim de semana para aproveitar a calmaria do local.

Foi somente após o professor e ornitólogo José Hidasi doar alguns animais, que o zoológico pôde ser aberto e finalmente caiu no gosto popular. Naquela mesma época também nasceu o Museu de Zoologia.

Muitos anos se passaram e o local já havia se transformado em um verdadeiro ponto de encontro entre amigos e famílias. Muitos iam até o ambiente para se desligarem daquele pesado clima urbano, em uma oportunidade de entrarem em contato com a natureza da forma mais intensa possível.

Zoológico de Goiânia: sinônimo de lazer e conscientização ambiental
Foto; Reprodução/ Mais Goiás

No entanto, os anos foram passando e a estrutura do lugar já não era mais adequada para suportar tantos animais. Em situação precária, diversas denúncias foram registradas e muitos animais começaram a morrer. Para resolver o problema o Zoológico de Goiânia precisou ser fechado em 2009. A intenção era realizar uma completa reforma estrutural, o que garantiria melhor qualidade de vida para seus moradores selvagens e também para o público visitante.

As portas foram reabertas em 2012 já com 512 animais presentes. Em dezembro de 2015 já eram 522, sendo 175 mamíferos, 212 aves e 135 répteis.

Dentre eles é possível encontrar espécies exóticas como a ararajuba, o macaco Syamang e até a temida Serpente Píton, que tem suas origens no sul do continente asiático. Funcionando a todo vapor, este é sem dúvida um excelente passeio para fazer com as crianças e também com a família e amigos. O lugar reserva diversas curiosidades e proporciona experiências incríveis!

Ficou curioso e está pensando em fazer uma visita? Então confira algumas informações importantes:

Funcionamento do Zoológico: terça a domingo, das 8h30 às 16h

Ingressos: R$ 5,00 (crianças com até 12 anos e idosos com 60 ou mais, pagam meia)

Telefone para maiores informações: (62) 3524-2390

Endereço: Alameda das Rosas – St. Oeste, Goiânia – GO, 74110-010

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Saúde

Saúde de Goiás define ações prioritárias para garantir funcionamento do Hugo

Algumas das ações são: manter o abastecimento de medicamentos e insumos; manter pagamento de salários dos colaboradores e a prestação de informações aos pacientes.
16/10/2018, 18h06

A Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) definiu nesta terça-feira (16/10) ações prioritárias para garantir o funcionamento do Hospital de Urgência de Goiânia (Hugo). Segundo a secretaria, as medidas, que vão além daquelas já estabelecidas no Contrato de Gestão com a OS que administra a unidade, fazem parte de acordo entre a Secretaria e os Ministérios Públicos Federal (MPF) e Estadual (MPE), durante reunião realizada na tarde de ontem (15/10), na sede do MPF.

De acordo com o termo, a SES se compromete a observar com rigor o perfil do pacientes a serem atendidos no hospital, considerando a interdição feita pelo Ministério do Trabalho, “a fim de que ingressem na unidade exclusivamente pacientes que podem ser suportados pelos serviços disponíveis.” Para isso, a SES informa que já encaminhou um ofício ao complexo regulador municipal e estadual, pedindo o cumprimento do Plano Emergencial. 

Ficou acordado ainda que deve ser mantido o “abastecimento de medicamentos e insumos, na quantidade e qualidade necessárias ao atendimento de sua demanda; pagamento de salários dos trabalhadores vinculados à prestação de serviços em saúde; prestação de informações aos pacientes, trabalhadores e sociedade acerca dessas ações prioritárias.” Esses repasses para manutenção dos insumos devem ser feito pela Secretaria de Estado da Fazenda de Goiás (Sefaz).

Servidores do Hugo

Dentre as medidas a serem cumpridas, está a criação de uma comissão composta de “servidores efetivos, para supervisionar, fiscalizar e garantir a prestação dos serviços aos pacientes, abastecimento de insumos e o pagamento de salários” no Hugo.

Essa comissão, que deve ser designada pela Secretaria de Saúde, contará com servidores das áreas de monitoramento e fiscalização, medicina e enfermagem, conforme determinado pela Portaria elaborada pela SES, que estabelece ainda as atividades a serem desempenhadas pelos integrantes dessa comissão bem como outras medidas a serem adotadas pelas áreas desta Pasta.

Todas ações começam a vigorar já a partir desta terça-feira, segundo a SES, que deverá enviar, semanalmente, um relatório ao procurador da República, Ailton Benedito de Souza e à promotora de justiça, Fabiana Lemes Zamalloa, que no dia 26 de setembro, recomendou ao secretário estadual de Saúde, Leonardo Vilela, a rescisão do contrato com a organização social Gerir, responsável pelo Hugo e pelo Hospital de Urgências de Trindade (Hutrin), para que o Estado reassumisse imediatamente a direção das unidades.

Imagens: Instituto Gerir 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Política

Preparação de urnas eletrônicas para 2º turno em Goiás começa nesta quarta

Já no dia 19 de outubro, começará o lacre dos equipamentos.
16/10/2018, 19h24

O Tribunal Regional Eleitoral de Goiás (TRE-GO) começa a gerar as mídias das urnas eletrônicas que serão usadas em Goiás no segundo turno das Eleições 2018, nesta quarta-feira (17/10), no Anexo II do TRE, e pode ser estendida até o dia 19 de outubro. A cerimônia, prevista na Resolução TSE nº 23.554/2017, ocorrerá das 8h às 12h e das 13h às 22h, na escola de treinamento do Tribunal, localizada na Rua 17-A esquina com Rua 25-A, Setor Aeroporto.

Participarão do evento representantes dos partidos e coligações, representantes do Ministério Público e Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-CE) foram convocados pelo TRE, assim como no primeiro turno das eleições, para acompanhar os trabalhos. A preparação tem como objetivo copiar para as mídias as informações utilizadas na preparação das urnas para o segundo turno, como dados referentes ao pleito em disputa e os respectivos candidatos.

Segundo o TRE, no caso das mídias a serem geradas para os municípios de Davinópolis, Divinópolis, Planaltina de Goiás, Serranópolis e Turvelândia também estão sendo gravados os dados da eleição suplementar para Prefeito e vice, que ocorrerá também no dia 28 de outubro.

Lacre das urnas eletrônicas

Após a preparação das mídias, a partir do dia 19 de outubro, começará o lacre das urnas eletrônicas em Goiânia e no interior do estado. De acordo com o tribunal, o procedimento consiste na inserção dos dados da mídia de resultado em cada urna para a preparação do segundo turno, além da realização de testes em todos os componentes do equipamento.

O TRE informa ainda que as urnas que apresentaram problemas com a gravação dos resultados no primeiro turno ou registraram baixo índice de reconhecimento biométrico serão substituídas para a votação do segundo turno.

Funcionamento das urnas eletrônicas

Na próxima sexta-feira (19/10), antes do segundo turno das eleições para presidente, TRE-GO realizará uma audiência pública sobre o funcionamento das urnas eletrônicas. Além de esclarecimentos sobre o sistema eletrônico de votação, os eleitores que poderão tirar dúvidas sobre as fake news que se propagaram no 1º turno da eleição. A audiência começará às 8h30, no auditório do TRE, na Praça Cívica. O evento é aberto ao público!

Via: TRE GO 
Imagens: TRE GO 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Política

PF indicia Temer e pede prisão preventiva do coronel Lima

O relatório final com os indiciamentos e os pedidos de prisão foi enviado ao ministro Luis Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF).
16/10/2018, 20h20

A Polícia Federal indiciou o presidente Michel Temer (MDB) e outros 10 investigados por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa no inquérito dos Portos – investigação sobre a edição de um decreto pelo emedebista que teria beneficiado empresas do setor. Na lista estão a filha de Temer, Maristela, o coronel reformado da Polícia Militar João Baptista Lima Filho, o coronel Lima, e o ex-assessor especial do emedebista Rodrigo Rocha Loures – o homem da mala dos R$ 500 mil da JBS.

A PF pediu a prisão preventiva do coronel Lima e de outros três alvos da investigação. O relatório final com os indiciamentos e os pedidos de prisão foi enviado ao ministro Luis Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF).

A reportagem está tentando localizar os citados.

Temer e outros 10 indiciados; veja lista

1. Michel Miguel Elias Temer Lulia

2. Rodrigo Santos da Rocha Loures

3. Antônio Celso Grecco

4. Ricardo Conrado Mesquita

5. Gonçalo Borges Torrealba

6. João Baptista Lima Filho

7. Maria Rita Fratezi

8. Carlos Alberto Costa

9. Carlos Alberto Costa Filho

10. Almir Martins Ferreira

11. Maristela de Toledo Temer Lulia

Veja a lista de quem a PF pediu a prisão preventiva

1. João Baptista Lima Filho

2. Carlos Alberto Costa

3. Maria Rita Fratezi

4. Almir Martins Ferreira

Inquérito dos Portos

O inquérito apura se empresas que atuam no Porto de Santos, como a Rodrimar e o Grupo Libra, foram beneficiadas por medidas que atingiram o setor portuário. Inicialmente, as investigações miravam, além de Temer, Rodrigo Rocha Loures (MDB-PR), ex-assessor do presidente e ex-deputado federal, Antônio Celso Grecco e Ricardo Conrado Mesquita, respectivamente, dono e diretor da Rodrimar.

Ao longo da apuração, entraram também na mira o amigo do presidente João Baptista Lima Filho, o coronel Lima, e executivos do Grupo Libra. Todos negam envolvimento em irregularidades.

Os advogados do presidente alegam que a proposta de ato normativo que resultou na edição do decreto foi submetida a Temer seguindo orientações do então ministro da pasta, competente para elaborar os estudos de mérito.

Imagens: Blog do Esmael 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Homem de 55 anos morre ao ser atropelado por motociclista, em Goiânia

Segundo a DICT, não há testemunhas do acidente, que ocorreu na noite de ontem (16/10) próximo ao Terminal Bandeiras, em Goiânia.

Por Ton Paulo
17/10/2018, 08h00

Um homem de 55 anos anos morreu depois de ser atropelado por um motociclista na noite da última terça-feira (16/10), no Jardim Planalto, em Goiânia. O motociclista, que ainda transportava uma passageira, sofreu ferimentos leves.

Conforme informações da Delegacia de Crimes de Trânsito (DICT), Hugo Pereira Melo Filho realizava a travessia da Avenida T-9, na região do Jardim América, próximo ao Terminal Bandeiras, por volta das 21h quando foi atropelado por Wdson Souza Gomes, de 34 anos, que conduzia uma motocicleta.

O motociclista ainda levava uma passageira, uma moça, quando o acidente ocorreu.

A vítima chegou a receber os primeiros socorros, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Tanto o motociclista quanto a passageira que ele conduzia foram conduzidos, com lesões leves, para o Hospital de Urgências de Goiânia (HUGO).

Segundo a assessoria da DICT, ainda não é possível concluir o que causou o acidente. “Uma investigação já foi aberta e as imagens de vídeo do local vão ser analisadas, porque não houve nenhuma testemunha”, afirma uma assessora da delegacia.

Número de mortes por atropelamento aumentou em Goiânia

De acordo com dados da DICT, 42 pessoas morreram em acidentes de trânsito em Goiânia de janeiro ao início de abril do ano passado. Destes, 71% eram motociclistas e dez vítimas foram atropeladas.

Em 2016, foram 251 mortes ao longo de todo o ano, sendo 74% das vítimas motociclistas. Em 2015, 248 pessoas morreram em acidentes de trânsito na Capital. Destes, 39 foram atropelados e 72% eram motociclistas. Número representa um aumento considerável.

Em janeiro de 2017, foram 12 vítimas fatais e em fevereiro foram oito. No mês de março, 18 pessoas morreram em acidentes de trânsito em Goiânia, sendo que 12 eram motociclistas e 6 foram atropeladas. Em abril, quatro pessoas morreram.

Ainda segundo os dados da DICT, 50% dos acidentes acontecem sexta-feira, sábado e domingo, entre as 17h e 8h. A faixa etária das vítimas é de 19 a 35 anos.

Via: Mais Goiás 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.