Esportes

Inativo desde maio, John Terry anuncia aposentadoria do futebol

07/10/2018, 19h20

O zagueiro inglês John Terry anunciou a aposentadoria dele dos gramados. Aos 37 anos, o ídolo do Chelsea estava sem clube desde o mês de maio, quando a temporada passada da segunda divisão inglesa terminou e o defensor não permaneceu no Aston Villa.

Para anunciar o fim da carreira, Terry publicou três fotos na rede social Instagram, com a legenda “Obrigado” e a imagem de uma bola de futebol. Em uma imagem, ele aparece levantando o troféu do Campeonato Inglês, vestido com a camisa do Chelsea, clube pelo qual ele ganhou o torneio cinco vezes.

Nas duas fotos seguintes, Terry explicou a decisão. Depois de agradecer esposa e filhos pelo apoio durante a carreira, o defensor falou sobre o Chelsea. “Aos 14 anos, tomei minha melhor e maior decisão: assinar com o Chelsea Football Club. Palavras não vão ser suficientes para mostrar o quanto esse clube significa para mim, em particular os fãs. Alcançamos tanta coisa e criamos muitas memórias juntos, não poderia ser feito sem vocês. Para mim, são os melhores torcedores do mundo e espero tê-los deixado orgulhosos por eu vestir essa camisa e braçadeira de capitão”, disse o zagueiro.

Foram 717 partidas com a camisa do Chelsea, de 1998 a 2017. Além dos títulos ingleses, Terry conquistou cinco vezes a Copa da Inglaterra, três vezes a Copa da Liga Inglesa, duas vezes a Supercopa da Inglaterra, uma edição da Liga dos Campeões da Europa e uma da Liga Europa.

Pela seleção inglesa, Terry disputou duas Eurocopas, em 2004 e 2012, e duas Copas do Mundo, em 2006 e 2010, mas não ganhou nenhum título. Chegou a ser capitão da equipe nacional, mas se envolveu em polêmicas com companheiros. Foi acusado de se envolver em um romance com a esposa do lateral esquerdo Wayne Bridge, ex-colega dele no Chelsea, e de dirigir ofensas racistas a Anton Ferdinand, irmão de Rio Ferdinand, de quem era parceiro de zaga na Inglaterra.

Pelo Aston Villa, apenas o segundo clube da carreira dele, Terry disputou 36 partidas na última temporadas, todas como titular, e marcou um gol. Apesar da sequência de jogos, o objetivo do acesso da primeira para a segunda divisão não foi alcançado. Em setembro, recusou oferta para atuar pelo Spartak de Moscou, da Rússia.

“Também quero enviar um grande agradecimento ao Aston Villa por me dar a oportunidade de jogar em um clube tão grande e ser capitão na temporada passada. Foi um privilégio representar um clube de futebol tão renomado e que possui grandes torcedores”, escreveu Terry no fim do comunicado.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Política

Em vitória histórica, Ronaldo Caiado é eleito governador de Goiás

Com 82% das urnas apuradas, às 19h26, Caiado obteve 60,63% dos votos válidos, ou 1.467.896 votos.
07/10/2018, 19h28

Ronaldo Caido (DEM) foi eleito governador de Goiás neste domingo (07/10). Com 82% das urnas apuradas, às 19h26, Caiado obteve 60,63% dos votos válidos, ou 1.467.896 votos, de acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Ele derrotou o candidato Daniel Vilela (MDB), que obteve 16,9% dos votos, 389.544 e Zé Eltion  (PSDB), que obteve 13,10% dos votos válidos, ou 317.205  votos. Os três candidatos disputaram, durante a campanha eleitoral, os três primeiros lugares para a disputa.

Trajetória do governador Ronaldo Caiado

Em vitória histórica, Ronaldo Caiado é eleito governador de Goiás
Ronaldo Caiado durante campanha à presidência da república. Foto: Reprodução.

O governador eleito nasceu no dia 25 de setembro de 1949, em Anápolis. Ele é ligado às causas rurais, um dos principais assuntos levantados por Caiado sempre foi a agricultura e a pecuária. Foi presidente da Comissão Permanente de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural na Câmara dos Deputados e criador da Frente Parlamentar de Apoio à Agropecuária, conhecida como “bancada ruralista”.

Em 1989, obteve apenas 0,68% dos votos como candidato a presidente da República pelo PSD. Já em 1991, ocupou seu primeiro cargo político como deputado federal por Goiás. Em 1994 também concorreu ao cargo de governador de Goiás, recebendo 23% dos votos validos. Foi reeleito em 2003, 2007 e 2011.

Caiado foi eleito senador por Goiás, em 2015 com 1,2 milhão de votos. Em 2016, tornou-se líder da bancada do DEM no Senado Federal. É também presidente do DEM no Estado de Goiás e vice-presidente nacional do partido.

Caiado é médico ortopedista, e disputou a primeira eleição para Deputado Federal, onde foi eleito por 5 mandatos. Em 2015, se tornou Senador da República e líder da bancada do Democratas (DEM).

Campanha

Durante a campanha, Ronaldo Caiado focou em críticas às gestões do ex-governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB) e de seu sucessor, o atual governador, que tentou a reeleição, Zé Eliton (PSDB). Zé foi a grande aposta para a continuidade do poder político marconista que deu início em 1998, quando o tucano foi eleito governador. Desde então, não perdeu nenhuma eleição, elegendo-se quatro vezes e, ainda, o antigo aliado Alcides Rodrigues, em 2010.

Nos discursos em carreatas e encontros com apoiadores, evitou comemorar a vitória antes do fim da contagem dos votos.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Política

Vanderlan Cardoso vence disputa ao Senado por Goiás

Candidato foi eleito com mais de 30% dos votos.
07/10/2018, 19h51

Vanderlan Cardoso (PP) foi eleito senador por Goiás nas eleições 2018. Com 1.681.116 votos (31,42%), o empresário de 55 anos, nascido em Iporá, interior de Goiás, conquistou a primeira vaga para o cargo. O novo senador é empresário do ramo alimentício e foi prefeito de Senador Canedo entre 2005 e 2010. Em 2010 e 2014 se candidatou aos governo de Goiás. Seus suplentes são: Pedro Chaves (MDB) e Jader Melo (PP).

Vida política de Vanderlan

Em 2004, Vanderlan se candidatou à  prefeitura de Senador Canedo e foi eleito com mais 57% dos votos válidos. Foi reeleito em 2008 com 80% do votos. No ano de 2010, Vanderlan disputou o Governo de Goiás, recebeu 500 mil votos e ficou em terceiro lugar. Em 2016, o empresário entrou na na disputa pela prefeitura de Goiânia, mas também não foi eleito.

Na última Pesquisa Ibope, divulgada no dia 6 de outubro, Vanderlan estava em segundo lugar com 24% dos votos válidos e em primeiro lugar, com 38%, no levantamento de votos totais.

Dois senadores

Este ano, os eleitores puderam votar em dois candidatos ao Senado. Isso ocorre porque o cargo de senador é o único com com mandato de oito anos estabelecido na Constituição Federal, e apesar do mandato ser de oito anos, as eleições para o cargo acontecem de quatro em quatro. Alternadamente, um terço, ou seja, 27 vagas e dois terços, 54 vagas, são renovadas a cada quatro anos.

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral, com a mudança não existe prioridade de voto, ou seja, o candidato votado em segundo lugar teve o mesmo peso que o primeiro.

Via: Senado 
Imagens: Facebook 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Política

Jorge Kajuru é eleito segundo senador por Goiás

Candidato foi eleito com mais de 27% dos votos.
07/10/2018, 19h51

O jornalista esportivo, radialista, empresário e apresentador, Jorge Kajuru Reis da Costa Nasser (PRP), de 57 anos, venceu a disputa e é eleito um dos dois novos senadores por Goiás nas eleições 2018. O candidato foi eleito com 1.513.587 votos (28,29%). Seus suplentes são: Benjamin Beze Junior (PRP) Milton Mercêz (PRP).

Nascido em Cajuru (SP), Jorge Kajuru cresceu no jornalismo esportivo, área em que atuou desde a década de 1970. De 1997 a 2003, Kajuru foi proprietário da Rádio K, com base em Goiânia, mas com grande cobertura no interior do estado.

Em 2013, Kajuru anunciou, durante um programa de TV, sua pré-candidatura ao cargo de deputado federal por Goiás. Em junho do ano seguinte, o jornalista comunicou oficialmente que se candidataria ao cargo. Na época, para concorrer a uma vaga para a Câmara dos Deputados, precisou deixar o emprego no Esporte Interativo, conforme a lei eleitoral. O candidato recebeu mais de 106 mil votos, mas não chegou a ser eleito por conta da coligação.

Há dois anos Kajuru foi eleito vereador de Goiânia, sendo o vereador mais votado da capital entre os 35 candidatos ao cargo. De acordo com a apuração com Tribunal Regional Eleitoral (TSE), ele recebeu 37.796 votos, o que corresponde a 5,65% dos votos válidos.

Jorge Kajuru cresceu nas pesquisas

Nos últimos dias de campanha, principalmente na véspera das eleições, Jorge Kajuru cresceu nas pesquisas. De acordo com a Pesquisa Ibope, divulgada no sábado (6/10), o novo senador aparecia com 24% das intenções de votos válidos. Segundo os dados, com as intenções de votos totais, Kajuru estava em segundo lugar com 37% das intenções de voto, ficando atrás de Vanderlan Cardoso.

Dois senadores

Este ano, os eleitores puderam votar em dois candidatos ao Senado. Isso ocorre porque o cargo de senador é o único com com mandato de oito anos estabelecido na Constituição Federal, e apesar do mandato ser de oito anos, as eleições para o cargo acontecem de quatro em quatro. Alternadamente, um terço, ou seja, 27 vagas e dois terços, 54 vagas, são renovadas a cada quatro anos.

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral, com a mudança não existe prioridade de voto, ou seja, o candidato votado em segundo lugar teve o mesmo peso que o primeiro.

Via: Senado 
Imagens: Facebook 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Política

Confira os deputados federais eleitos por Goiás em 2018

17 deputados federais foram eleitos.
07/10/2018, 21h13

Os eleitores goianos elegeram 17 deputados federais neste domingo(07/10). Os eleitos devem ocupar a  Câmara dos Deputados em Brasília, uma das duas casas do Congresso Nacional, a partir de 2019. Os deputados federais tem as seguintes atribuições:

  • Propor leis, discuti-las e aprová-las (funções comuns à atividade de senador);
  • Debater políticas públicas;
  • Fiscalizar o Poder Executivo;
  • Autorizar processo contra o presidente da República;
  • Aprovar o Orçamento da União — conjunto de leis formadas pelo Plano Plurianual (PPA), Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e Lei Orçamentária da União (LOA).

Deputados federais eleitos por Goiás:

1) Delegado Waldir (PSL) – 274.406 votos

2) Flávia Morais (PDT)- 169,774 votos

3) Dr. Zacarias Calil (DEM) -151.508 votos

4) Francisco Jr. (PSD) -111.788 votos

5) João Campos (PRB) – 106.014 votos

6) Glaustin da Fokus (PSC) -100.437 votos

7) Zé Mário (DEM) – 96.188 votos

8) Magda Mofatto (PR) – 88.894 votos

9) Professor Alcides (PP) -88.545 votos

10) Rubens Otoni (PT) – 83.063 votos

11) Lucas Vergílio (SD) -78.431 votos

12) Adriano do Baldy (PP) -77.729 votos

13) Elias Vaz (PSB) -74.877 votos

14) Célio Silveira (PSDB) -70.663 votos

15) Alcides Rodrigues (PRP) – 64.941 votos

16) José Nelto (Podemos) -61.809 votos

17) Major Vitor Hugo (PSL) – 31.190 votos

Leia mais:

Confira a lista dos deputados estaduais eleitos por Goiás em 2018

Em vitória histórica, Ronaldo Caiado é eleito governador de Goiás

Jorge Kajuru é eleito segundo senador por Goiás

Vanderlan Cardoso vence disputa ao Senado por Goiás

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.