Goiás

Menino desaparecido em Senador Canedo é encontrado em Goiânia

Adolescente sofria violência em casa, conforme assistente social.
27/09/2018, 10h32

O menino de 12 anos que desapareceu na última segunda-feira (24/9), no Residencial Prado, na periferia de Senador Canedo, foi encontrado em um abrigo para crianças em situação de vulnerabilidade no setor Universitário, em Goiânia.

A informação foi confirmada pelo conselheiro tutelar que acompanha o caso, Edson Silva. “Nós vamos levá-lo para a delegacia [ de Proteção à Criança e Adolescente] e tomar todas as providências cabíveis enquanto Conselho Tutelar. Ele será atendido pela equipe técnica também”, disse ao telefone.

Conforme o Portal Dia Online apurou para uma reportagem sobre o desaparecimento, C. R.B, de 12, tem histórico de violência psicológica dentro de casa. Depoimentos da assistente social Edmaura Cruz, que acompanha o menino no programa Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), antigo Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI) e a coordenadora pedagógica da escola em que estuda, Regiane Calixto.

Informações desencontradas davam conta de várias versões para o sumiço na tarde de segunda-feira. A reportagem tentou contato com Edmaura para falar sobre o reencontro, mas, como ele está voltada para resolver, junto com o Conselho Tutelar, providências legais a respeito da criança, não atendeu.

A família também não atendeu.

Menino foi levado para Senador Canedo

A reportagem ligou para o Complexo 24 Horas, que funciona como um abrigo de passagem que atende crianças e adolescentes em situação de risco pessoal e social, mas ninguém quis passar informações.

Crianças e adolescentes encontradas nas ruas são levadas pelo serviço de assistência social, por policiais e agentes da Guarda Civil Metropolitana, para o local. A proposta do Complexo é fortalecer o vínculo com a família de origem, bem como desenvolver com as crianças e adolescentes condições para a independência e autocuidado, mediante a concessão provisória de abrigo, alimentação, repouso, higienização, vestuário, aquisições de documentos pessoais, ações socioeducativas  que possibilitem a reorganização de um novo projeto de vida.

No mesmo Complexo 24 horas, a Prefeitura desenvolve o SOS Criança, SOS Criança Desaparecida, Unidade de Referência Masculina e Unidade de Referência Feminina.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Economia

Cotistas com menos de 60 anos têm até amanhã para sacar PIS/Pasep

Mais de 11 milhões de beneficiários ja fizeram o saque.
27/09/2018, 10h54

Cotistas dos fundos dos programas de Integração Social (PIS) e de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) têm até amanhã (28) para sacar o benefício fora dos critérios previstos em lei. É o caso dos trabalhadores com menos de 60 anos. De acordo com o último balanço do Ministério do Planejamento, há 4,5 milhões de pessoas nessa faixa etária que ainda não retiraram os recursos.

Mais de 11 milhões de beneficiários com menos de 60 anos já fizeram o saque. Aqueles que optarem por não retirar os recursos até amanhã não perdem o direito ao dinheiro. Poderão fazer o saque futuramente, quando passarem a cumprir um dos critérios habituais.

Até 2017, os saques dos fundos PIS/Pasep só eram permitidos para cotistas com idade mínima de 70 anos ou para os casos de aposentadoria, herdeiro de cotista, pessoas em situação de invalidez ou acometidos por algumas doenças específicas. A partir do dia 29, os saques voltam a ser exclusivos para aqueles que atenderem a um dos critérios citados, sendo que a idade mínima fixada pela lei passou para 60 anos.

Horário estendido na Caixa

Para facilitar o atendimento aos cotistas do PIS que ainda não sacaram seus benefícios, as agências da Caixa Econômica Federal abrirão duas horas mais cedo nesta sexta-feira, exceto nas regiões em que, devido ao fuso, esse horário não for a melhor condição de atendimento aos clientes.

Para essas regiões específicas, o horário também será ampliado, mas cada superintendência local decidirá se abrirá a agência antes ou se fechará depois do expediente normal.

PIS: quem tem direito

Para saber o saldo e se tem direito ao benefício, o trabalhador pode acessar os sites do PIS e do Pasep. Para os cotistas do PIS, também é possível consultar a Caixa no telefone 0800-726-0207 ou nos caixas eletrônicos da instituição, desde que o interessado tenha o Cartão Cidadão. No caso do Pasep, a consulta é feita ao Banco do Brasil, nos telefones 4004-0001 ou 0800-729-0001.

Têm direito ao saque as pessoas que trabalharam com carteira assinada antes da Constituição de 1988. As cotas são os rendimentos anuais depositados nas contas de trabalhadores, instituídas entre 1971, ano da criação do PIS/Pasep, e 1988.

Quem contribuiu após 4 de outubro de 1988 não tem direito ao saque. Isso ocorre porque a Constituição, promulgada naquele ano, passou a destinar as contribuições do PIS/Pasep das empresas para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), que paga o seguro-desemprego e o abono salarial, e para o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Do início do processo de flexibilização até o último dia 23, foram pagos R$ 18,03 bilhões aos cotistas do fundo PIS/Pasep, beneficiando 16,3 milhões de cotistas. Cerca de R$ 24 bilhões ainda estão disponíveis no fundo, com mais de 12 milhões de pessoas com cotas para resgatar.

Imagens: Istoé 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Idosa é hospitalizada após ser atacada por vaca em Anápolis

Ao ver a idosa, o animal começou a perseguí-la. A mulher correu mas acabou sendo atingida pela vaca, que a jogou no chão.

Por Ton Paulo
27/09/2018, 11h18

Uma situação inusitada – e preocupante – foi registrada pelo Corpo de Bombeiros no final da tarde desta quarta-feira (26/9). Uma idosa de 62 anos foi perseguida e atacada por uma vaca no meio da rua no município de Anápolis, a 50 quilômetros de Goiânia.

Segundo informações de um jornal anapolino, por voltas das 18h50 uma idosa, de 62 anos, transitava a pé pela rua Ipê Amarelo, no Residencial Aldeia dos Sonhos, extremo da região norte de Anápolis, quando se deparou com uma vaca que vagava no meio da rua.

Ao ver a idosa, o animal começou a perseguí-la. A mulher correu mas acabou sendo atingida pela vaca, que a jogou no chão.

O Corpo de Bombeiros foi acionado para atender a ocorrência, e a idosa, que teve ferimentos nos braços e pernas,

Ela foi levada consciente e orientada pelos socorristas ao Hospital Municipal Jamel Cecílio, na Vila Jussara.

Caso de Anápolis mostra que apesar de simpáticas, vacas atacam mais que tubarões

As vacas são animais aparentemente dóceis e simpáticos. Mas elas podem ser fatais. Vacas matam mais que tubarões. Isso mesmo. Embora, os humanos convivam muito mais com elas, costumam associar o perigo a outros animais. No entanto, enquanto tubarões são responsáveis por cerca de 10 mortes por ano ao redor do mundo, cerca de 100 pessoas acabam sofrendo ataques e são pisoteadas por vacas.

O Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês), aponta que, apenas entre 2003 e 2007, 108 pessoas foram mortas por vacas nos EUA, ou seja, 21 mortes por ano.

Segundo o CDC, homens e idosos são mais suscetíveis a um acidente com gado. As circunstâncias associadas a esses óbitos incluíram o trabalho em áreas fechadas (33%), movimentação ou pastoreio de gado (24%), carregamento (14%) e alimentação (14%).

A cada três mortes, uma foi causada por animais que já haviam apresentado comportamentos agressivos.

Via: Portal 6 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Esportes

Madri é escolhida para sediar fases finais da Copa Davis em 2019 e 2020

Seis dos 18 participantes já estão definidos, sendo eles França, Croácia, Espanha e Estados Unidos, Argentina e Grã-Bretanha.
27/09/2018, 11h21

A Federação Internacional de Tênis (ITF, na sigla em inglês) anunciou nesta quinta-feira que a cidade espanhola de Madri vai sediar a fase final das duas próximas edições da recém-reformulada Copa Davis. A partir do próximo ano, o maior evento por equipes do tênis masculino será jogado por 18 times em sua fase final, sendo realizada no final da temporada em um palco neutro.

As equipes sem vaga automática na fase decisiva jogarão uma semana em fevereiro para avançar para a etapa final em novembro, que a ITF anunciou que vai ser realizada em Madri em 2019 e 2020. E a primeira delas, no próximo ano, está marcada para a Caja Magica. No evento de 2020, além do icônico local, a outra opção é o WiZink Center.

“Estamos muito satisfeitos em trazer as finais da Copa Davis de 2019 para Madri. A cidade é um local adequado para receber o tênis de alta qualidade e entreter milhares de fãs de todo o mundo. Estamos ansiosos para trabalhar com a cidade para realizar nossas ambições de elevar a Copa Davis a um novo nível”, afirmou o presidente da ITF, David Haggerty.

Copa Davis

Para a próxima edição da Davis, seis dos 18 participantes já estão definidos, sendo eles França, Croácia, Espanha e Estados Unidos, todos eles semifinalistas nesta temporada, além de Argentina e Grã-Bretanha, ambos convidados pela ITF nesta semana. Os outros 12 sairão de confrontos agendados para 1º e 2 de fevereiro de 2019, sendo que o Brasil duelará com a Bélgica, como mandante, em local ainda a ser definido.

Depois, então, em Madri, as 18 equipes vão ser divididas em seis grupos de três, com os líderes de cada chave e os dois melhores segundos colocados avançando às quartas de final. E os semifinalistas estarão assegurados na fase final da Davis de 2020.

Antes disso, a Davis terá a sua última final no formato atual neste ano. E ele será realizada em Lille, de 23 a 25 de novembro, com a atual campeã França recebendo a Croácia.

Imagens: La Razon 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Economia

Demanda doméstica de voos cresce 4,40% em agosto, diz Abear

O transporte aéreo de carga pelas associadas da Abear movimentou 35,1 mil toneladas no mercado doméstico em agosto.
27/09/2018, 11h51

A demanda por voos domésticos (medida em passageiros-quilômetro pagos transportados, ou RPK) cresceu 4,40% em agosto ante igual mês de 2017, de acordo com o levantamento da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), que reúne os dados de suas associadas (Avianca, Azul, Latam e Gol).

Já a oferta doméstica de assentos (assentos-quilômetros ofertados, ou ASK) avançou 4,75% em relação a agosto de 2017. Com a procura por voos domésticos aumentando em nível abaixo do verificado para a capacidade, a taxa de aproveitamento de voos domésticos caiu 0,27 pontos porcentuais (p.p.) na comparação anual, chegando a 80,07%.

Ainda em agosto, foram transportados 7,8 milhões de passageiros em voos domésticos, uma alta de 4,36%. A Gol manteve a liderança no mercado doméstico no mês, com participação de 34,19%, seguida pela Latam, com 32,79%. A Azul ficou com 19,25% do market share doméstico no período, enquanto a Avianca obteve uma fatia de 13,77%.

Com esses resultados, no acumulado de janeiro a agosto de 2018, a demanda por transporte aéreo doméstico cresceu 4,74% frente ao observado no mesmo intervalo de 2017, enquanto a oferta subiu 4,80%. Por sua vez, o fator de aproveitamento mostrou estabilidade, recuando 0,04 p.p. em um ano, para 80,78%.

Voos: Mercado internacional

A demanda por voos internacionais (RPK) apresentou alta de 15,72% em agosto na comparação anual, segundo dados da Abear, cujas associadas abrangem cerca de 30% desse mercado. A oferta internacional (ASK), por sua vez, cresceu 19,54% na mesma base de comparação, fazendo com que a taxa de ocupação dos voos internacionais caísse 2,70 pontos porcentuais (p.p.) no mês, para 81,61%.

Ao todo, foram transportados 797 mil passageiros entre o Brasil e o exterior em agosto, volume 8,95% maior do que o verificado um ano antes. A Latam respondeu por 68,67% do mercado no mês passado, seguida por Azul (15,34%), Gol (9,34%) e Avianca (6,65%).

Assim, nos primeiros oito meses de 2018, a demanda por transporte aéreo internacional cresceu 15,64% em comparação com o mesmo período de 2017, enquanto a oferta subiu 19,08%. Por sua vez, o fator de aproveitamento diminuiu 2,46 pontos porcentuais, para 82,69%.

Cargas

O transporte aéreo de carga pelas associadas da Abear movimentou 35,1 mil toneladas no mercado doméstico em agosto, 15,20% acima do verificado em igual mês de 2017. No mercado internacional, o volume atingiu 22,6 mil toneladas, uma alta anual de 14,25%.

De janeiro a agosto de 2018, foram 250,4 mil toneladas de carga transportadas dentro do País (+13,77% ante igual intervalo de 2017) e 185,5 mil toneladas transportadas nas rotas internacionais (31,67%).

Imagens: infoaviação 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.