Goiás

Carga avaliada em um milhão de reais é destruída na BR-153; veja vídeo

Três unidades do Corpo de Bombeiros foram mobilizadas para tentar controlar o fogo.

Por Ton Paulo
06/08/2018, 09h09

Uma carga avaliada em mais de um milhão de reais ficou totalmente destruída por um incêndio provocado por uma falha mecânica na carreta que a transportava, na madrugada desta segunda-feira (6/8), em Jaranápolis, a 33 quilômetros da cidade de Pirenópolis.

Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), a carreta seguia de São Paulo para o Pará quando a roda do reboque começou a pegar fogo na altura do Km 396, na BR-153, em Jaranápolis, por volta das 2h45 da manhã.

Rapidamente, o fogo subiu para a carga que o veículo transportava, composta por produtos diversos, entre eles produtos eletrônicos de alto valor.

O motorista tentou apagar com o extintor, mas não conseguiu. Um morador de Jaranápolis, então, ajudou o condutor cedendo um extintor maior para controlar o fogo, mas também sem sucesso.

O homem que dirigia a carreta só teve tempo de desacoplar o “cavalo” do veículo e deixar o reboque para trás.

Uma equipe de três unidades do Corpo de Bombeiros foi chamada e estava no local, juntamente com a PRF. O fogo, que começou de madrugada, ainda estava sendo apagado ao fechamento desta matéria.

A carga, avaliada em cerca de um milhão de reais, ficou totalmente destruída.

Estavam na carreta o motorista, sua esposa e filho. Ninguém ficou ferido.

Veja o vídeo do incêndio:

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

PRF flagra crianças em carroceria na BR-153 em Aparecida de Goiânia; assista vídeo

Família alugou caminhão para mudança.
06/08/2018, 14h25

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) flagrou crianças na carroceria de uma veículo na BR-153 na manhã desta segunda-feira (6/8) no perímetro de Aparecida de Goiânia.

Além do excesso de lotação de passageiros – apenas na cabine do veículo tinha quatro ocupantes, entre as quais uma criança de colo que não usava cadeirinha. Na carroceria estava três pessoas, sendo duas crianças menores de dez anos.

Segundo nota da PRF, o condutor vai sofrer infrações ao transportar pessoa com compartimento de carga.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Saiba quem são os deputados goianos campeões em gastança

Quatro deputados da Assembleia Legislativa de Goiás usaram o valor máximo da verba parlamentar até agora.

Por Ton Paulo
06/08/2018, 15h05

Todo parlamentar, tanto estadual quanto federal, tem direito à chamada Verba Indenizatória (VI), que é o ressarcimento por parte do Estado de despesas relacionadas ao exercício de um mandato.

Os deputados, ao longo do mês, podem gastar à vontade (no valor máximo estipulado pelo Estado) com combustível, alimentação, aluguel de espaços, telefonemas, serviços postais, passagens aéreas e até auxílio-moradia.

A verba é liberada mediante requerimento e comprovação de gastos. Em Goiás, o valor da VI para cada deputado estadual é de R$ 26.351,40.

O Portal Dia Online listou com exclusividade os deputados em exercício hoje em Goiás, assim como o valor gasto por cada um de VI. Quatro deputados utilizaram o valor máximo do benefício, tornando-se os mais gastadores da Assembleia Legislativa do Estado de Goiás até agora. São eles: Claudio Meirelles (PTC); Diego Sorgatto (PSDB); Iso Moreira (DEM) e Lívio Luciano (Podemos).

O levantamento foi feito dos meses de janeiro até maio de 2018:

Álvaro Guimarães – DEM: R$ 124.024,55

Bruno Peixoto – MDB: R$ 113.413,61

Carlos Antonio – PTB: R$ 123.744,66

Charles Bento – PRTB: R$ 121.864,67

Claudio Meirelles – PTC: R$ 131.757,00

Daniel Messac – PTB: R$ 126.164,88

Del. Adriana Accorsi – PT: R$ 129.994,79

Diego Sorgatto – PSDB: R$ 131.757,00

Dr. Antonio – DEM: R$ 129.296,70

Eliane Pinheiro – PSDB: R$ 131.694,58

Francisco Jr. – PSD: R$ 131.643,23

Francisco Oliveira – PSDB: R$112.310,34

Gustavo Sebba – PSDB: R$ 131.487,38

Hélio de Sousa – PSDB: R$ 124.934,89

Henrique Arantes – PTB: R$ 123.080,92

Humberto Aidar – MDB: R$ 130.848,57

Isaura Lemos – PCdoB: R$ 130.164,91

Iso Moreira – DEM: R$ 131.757,00

Jean Carlo – PSDB: R$ 131.755,23

Jeferson Rodrigues – PRB: R$ 131.332,68

José Nelto – Podemos: R$ 116.215,15

José Vitti – PSDB: R$ 110.305,25

Júlio da Retífica – R$ PTB: 131.756,21

Karlos Cabral – PDT: R$ 125.179,12

Lincoln Tejota – PROS: R$ 82.647,66

Lissauer Vieira – PSB: R$ 77.719,10 (meses de abril e maio indisponíveis)

Lívio Luciano – Podemos: R$ 131.757,00

Luís César Bueno – PT: R$ 130.111,19

Lucas Calil – PSD: R$ 68.891,96 (mês de janeiro indisponível)

Major Araújo – PRP: R$ 128.328,59

Manoel de Oliveira – PSDB: R$ 131.041,84

Marlúcio Pereira – PRB: R$ 129.390,92

Marquinho Palmerston – PSDB: R$ 120.753,19

Nédio Leite – PSDB: R$ 98.976,80 (mês de maio indisponível)

Paulo César Martins – MDB: R$ 122.420,88

Sérgio Bravo – PROS: R$ 131.736,18

Simeyzon Silveira – PSD: R$ 131.628,57

Virmondes Cruvinel – PPS: R$ 131.197,57

Talles Barreto – PDT: R$ 52.912,07 (mês de janeiro indisponível)

Wagner Siqueira – MDB: R$ 126.536,18

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Veja lista de 38 bairros que podem ficar sem água nesta terça-feira em Goiânia

Obra na Estação de Tratamento de Água de Goiânia pode afetar 38 bairros na capital.
06/08/2018, 16h55

Em um comunicado divulgado nesta segunda-feira (6/8), a Saneago listou bairros que podem ficar sem abastecimento de água por causa de uma obra na Estação de Tratamento de Água de Goiânia (Etag), nesta terça-feira (7).

A obra vai começar às 4 da madrugada e vai até às 12 horas.

De acordo com a companhia, a previsão é que a recuperação do sistema ocorra ao longo da madrugada de quarta-feira (8). Por isso, foi solicitado o alerta para o consumo moderado de água no período.

Confira a relação dos bairros:

Setor Crimeia Leste

Setor Crimeia Oeste

Jardim Diamantina

Residencial Felicidade

Vila Froes

Setor Goiânia II

Jardim Guanabara I, II e III

Setor Jaó

Vila Jaraguá

Residencial Jardim Bom Jesus

Residencial Lago Azul

Vila Maria Rosa

Vila Megalle

VilaMonticelli

Chácara Nossa Sra. da Piedade

Setor Negrão De Lima

Setor Nova Vila

Vila Ofuji

Conjunto Parque Dos Eucaliptos

Jardim Pompeia

Setor Santa Genoveva

Jardim São Judas Tadeu

Vila São Luiz

Residencial Vale Da Serra

Vila Vera Cruz

Residencial Parque Jaó

Chácara Retiro

Vila Santa Cruz

Conjunto Itatiaia

Residencial Morada dos Ipês I

Recanto Morada Dos Sonhos

Residencial Morada Do Bosque

Residencial Campus

Residencial Nossa Morada

Sítio Recreio São Geraldo

Village Atalaia

Residencial Vale dos Sonhos I e II

Residencial João Paulo II

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

'Barão do Tráfico' deixa presídio para cumprir pena no semiaberto

Com carta de emprego encaminhado, ele tem o direito de dormir em casa.
06/08/2018, 21h02

Leonardo Dias Mendonça,  conhecido como “Barão do Tráfico”, recebeu tornozeleira de monitoramento eletrônico na tarde de hoje (6/8), e agora cumpre pena no regime semiaberto. Como Leonardo já tem carta de emprego, ele trabalha durante o dia e tem o direito de dormir em casa.

O homem apontado pelas autoridades como o maior traficante de cocaína do Brasil em 2000, conseguiu o benefício após cumprir um sexto de sua pena de 79 anos e sete meses, e por ele ter bom comportamento na prisão. Leonardo cumpria pena desde 2013 no Núcleo de Custódia no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia.

A soltura foi determinada pelo juiz Oscar de Oliveira Sá Neto, da 7ª Vara Criminal e de Execuções Penais de Goiânia, na última quinta-feira (2/8).

De acordo com decisão, Leonardo “somente poderá circular durante o período diurno pelas seguintes cidades (área de inclusão): Goiânia, Aparecida de Goiânia, Goianira, Senador Canedo, Trindade, já que se tratam de cidades com áreas urbanas interligadas com a capital.”

Leonardo também fica proibido de portar qualquer tipo de arma, frequentar bares e boates ou lugares que vendem bebidas alcoólicas.

Crimes 

O ‘Barão do Tráfico’ tem histórico criminal por comércio internacional de drogas desde 1999 e já esteve na lista da Interpol por crimes em outros países. Ele responde a processos por tráfico em Goiás, Pará, Maranhão e Mato Grosso.

Em 2002, Leonardo era considerado um dos chefões do tráfico na América Latina. Ele era procurado pelos governos dos Estados Unidos, da Holanda, da Colômbia e do Brasil.

Na época, o patrimônio de megatraficante foi avaliado em R$ 500 milhões. Com alto poder financeiro, Leonardo era dono de fazendas, de rede de lojas e postos de gasolina no Pará, de milhares de cabeças de gado, terras, aviões, barcos, carros, motos e casas, posses usadas para a lavagem do dinheiro do tráfico.

Mesmo preso, Leonardo comandava uma quadrilha, com cerca de 35 integrantes, especializada em tráfico internacional de drogas do Brasil. O grupo criminoso foi preso depois de anos de investigação, em uma operação conjunta do Ministério Público Federal em Goiás (MPF-GO) e da Polícia Federal (PF).

De acordo com a denúncia, para o funcionamento da quadrilha eram usados celulares, e mesmo dentro do presídio, em apenas três anos, Leonardo teria trocado 50 vezes de aparelho.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.