12/jun/2018 18h06

Atlético Goianiense e Prefeitura de Goiânia lançam projeto de inclusão social

Projeto visa retirar 100 crianças do Trabalho Infantil e de Situação de Vulnerabilidade Social e inseri-las na Prática Esportiva.
Projeto Petigool - 12/jun/2018 18h06

O Atlético Clube Goianiense ao lado da Prefeitura de Goiânia, representada pela Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), lançaram nesta terça-feira (12/6) o Projeto Petigool, desenvolvido pelo Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti) realizado pela Semas.

Buscando a inclusão social, o projeto incentiva crianças e adolescentes, de 7 a 16 anos, a realizar práticas esportivas, no Centro de Referência de Assistência Social (Cras). Com um período de dois anos, o projeto busca afastar os participantes do trabalho precoce, insalubre e degradante, como também promover o bem-estar social.

Para manter os participantes ativos no projeto, as famílias deverão assumir o compromisso de retirar as crianças e adolescentes do trabalho infantil e manter a frequência, tanto escolar como no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), no contra turno.

O projeto será desenvolvido dentro da sede da unidade de Assistência Social e incluirá inicialmente 100 crianças e adolescentes. Durante sua execução, a Semas oferecerá atendimentos multidisciplinares nas áreas de assistência social, psicologia e pedagogia, além de receberem a alimentação, o Atlético vai fornecer o uniforme completo com camiseta, short, meia e chuteira.

O clube goiano também irá disponibilizar um técnico que ministrará as aulas de futebol, com uma carga horária de seis horas semanais, nos turnos matutino das 8h30 às 10h30, vespertino das 14h30 as 16h30. Onde elas serão treinadas na disciplina esportiva, com o objetivo de desenvolver seu potencial para os esportes e o espírito de companheirismo, proporcionando-lhes maior estímulo, permanência e assiduidade no programa.

O Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti) é executado em Goiânia pela Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), por meio da Diretoria de Programas Sociais Especiais (DPSE), através da Gerência de Média Complexidade (GERMED), que desenvolve um projeto de atenção à criança vítima do trabalho precoce e também com suas famílias através do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos.

O projeto procura fazer a inclusão social dos usuários que tiveram seus direitos fundamentais lesados de forma a superar as desigualdades, visando conscientizar essas famílias da necessidade de retirar estas crianças do trabalho infantil, inserindo-as na escola, em atividades esportivas, de lazer e cultura.

Por: Felipe André