14/mar/2018 12h03

Menino de 11 anos é o único a representar Goiás no Sul-Americano de Karatê

O atleta também é o mais jovem do grupo.
no Equador - 14/mar/2018 12h03

O estudante Caio Junqueira, de 11 anos, representará Goiás no próximo Campeonato Sul-Americano de Karatê que será disputado entre os dias 23 e 29 abril na cidade de Guayaquil, no Equador.

Ele é o único goiano a integrar a Seleção Brasileira da modalidade. O atleta também é o mais jovem do grupo.

Caio garantiu sua vaga ao vencer no começo de março a Seletiva Nacional 1 da Confederação Brasileira de Karatê, na categoria Kumite Ind. Sub-14 Masculino -50 quilos.

Para buscar um bom resultado no Sul-Americano, o pequeno atleta intensifica seus treinos. Na última semana Ulisses Máximo, treinador da Seleção Brasileira de Karatê, veio a Goiânia para acompanhar a preparação do menino.

“Caio ficou, em média, três horas por dia no tatame com o sensei da seleção e seu atual treinador, Mário Kanashiro. Foi um momento muito importante para a troca de experiências entre os mestres e também uma oportunidade valiosa para ele mostrar todo o seu potencial”, conta Frederico Junqueira, pai do atleta.

Caio, que pratica a artes marciais desde os quatro anos de idade, já possui mais de 50 medalhas e está próximo de conquistar sua faixa preta.

Marcela Rassi, mãe do garoto, é quem o acompanha em todas as lutas e agora não será diferente. “Estamos muito confiantes no desempenho do Caio. Ele treina diariamente para conseguir alcançar seus objetivos no Karatê, tanto que com apenas 11 anos ele conquistou um lugar para disputar com garotos mais velhos que ele”, diz. O goiano embarca para Guayaquil, no Equador, no dia 22 do próximo mês.

Dia Online
Foto: Divulgação

Ritmo de atleta

Caio é tri-campeão brasileiro de karatê (2014, 2015 e 2016), bicampeão sul-americano (2014 e 2015) na modalidade e ficou entre os cinco melhores lugar no mundial de equipes realizado em 2016 em Dublin, na Irlanda. No fim de 2017, o garoto ficou entre os oito melhores classificados no mundial da JKA realizado na Irlanda.

Mesmo sendo tão jovem, a rotina e a disposição de Caio é de dar inveja em muita gente grande. Pela manhã ele cursa o 7º ano em um colégio de Goiânia e à tarde e à noite não há um dia que ele não tenha atividades adicionais.

Duas vezes por semana, durante uma hora, o atleta treina com um professor particular e em outros três dias da semana faz o treino com a turma por três horas. Já aos sábados, o karateca  faz uma preparação chamada GO Pódio, específica para competições. Como se não bastasse, Caio ainda se dedica ao pilates, duas vezes por semana.

O pai do menino esclarece que mesmo com essa maratona toda, não falta tempo para os estudos. O garoto, que já tem em seu currículo títulos em competições internacionais, segundo o pai, é um exímio aluno. “É uma rotina que nunca foi imposta. Na verdade, foi uma escolha natural dele”, conta Frederico Junqueira, pai de Caio.

Segundo o empresário, tudo que o filho faz é com muita alegria e espontaneidade, como toda criança. Talvez o motivo para não sentir essa rotina pesada de treinos seja uma parceria bem especial que Caio tem com alguém bem próximo.

Fonte: Comunicação Sem Fronteiras