12/mar/2018 17h03

Chefe da RBR acusa Ferrari de interferir nas regras da Fórmula 1

A Ferrari ameaçou deixar a categoria.
Fórmula 1 - 12/mar/2018 17h03

O clima começou a esquentar nos bastidores da RBR e da Ferrari após o encerramento dos treinos em Barcelona. Aguardando o início da temporada 2018 da Fórmula 1, o diretor esportivo da RBR, Christian Horner, criticou abertamente a postura da equipe italiana, que ameaçou deixar a categoria caso o novo Pacto de Concórdia (acordo entre todas as equipes que define os regulamentos técnico e desportivo e ainda a divisão dos lucros) não atendesse aos seus interesses.

Uma das primeiras ideias da Liberty Media, grupo americano que assumiu o controle da principal categoria do automobilismo, é dar maior igualdade possível em questão financeira, proporcionando um campeonato mais equilibrado.

“Eu acho que é um desrespeito a Ross Brawn (diretor esportivo da F1), um dos engenheiros mais bem-sucedidos da Fórmula 1. Acho que a Liberty tem um bom raciocínio e compreensão do assunto. No final, é do seu negócio e eles têm que decidir o que é bom para o negócio. Pode ser bom ou ruim para nós, Ferrari ou Mercedes, mas é eles (Liberty) que devem decidir como querem que a Fórmula 1 seja. A FOM e a FIA fazem o regulamento, e é uma questão de as equipes quererem fazer parte disso ou não”, comentou Horner em entrevista ao jornal espanhol “El Comercial”.

Por: Felipe André