05/mar/2018 20h03

Após dois meses de lançamento, Time’s Up inicia auxílio a mulheres

Movimento contra abusos e por igualdade já ouviu cerca de 1700 mulheres de 60 áreas de atuação, e prepara relatos para conscientização em vídeo.
projeto - 05/mar/2018 20h03

Lançado no dia 1º de janeiro, o Time’s Up tem importância inegável, e, apenas dois meses após seu lançamento, o movimento de mulheres contra o abuso e por igualdade na sociedade já revela suas primeiras iniciativas práticas.

Segundo o Deadline, o movimento conversou com cerca de 1700 mulheres de 60 áreas diferentes para, a partir dessa semana, iniciar o investimento de seu fundo de defesa legal, que já soma US$ 21 milhões.

O movimento Time’s Up se uniu à instituição sem fins lucrativos StoryCorps, fundada por David Isay, para registrar histórias de pessoas de todas as crenças e origens e, assim, criar um arquivo histórico sobre casos de desigualdade e abuso.

Ashley Judd, Jane Fonda e America Ferrera participam dos primeiros vídeos autobiográficos. A mega produtora Shonda Rhimes (Grey’s Anatomy) também gravará seu relato.

Fonte: Adoro Cinema