02/mar/2018 20h03

Mortos em tiroteio na universidade de Michigan, nos EUA, são pais de suspeito

O ataque aconteceu na manhã desta sexta-feira (2/3).
tiroteio - 02/mar/2018 20h03

As duas vítimas do tiroteio na Universidade Central de Michigan (CMU), na cidade de Mount Pleasant, nos Estados Unidos, são os pais do suspeito, que ainda é procurado pelas autoridades, informaram nesta sexta-feira (2/3) os meios de comunicação locais.

O suposto autor, um estudante de 19 anos identificado como James Eric Davis, disparou dentro do seu dormitório contra seus pais e fugiu correndo do campus universitário.

Seis horas depois do tiroteio, Davis, descrito pelas autoridades como um jovem afro-americano “armado e perigoso”, continua foragido.

Em entrevista coletiva, o chefe da polícia universitária da CMU, Larry Klaus, afirmou que “nenhum estudante, professor ou membro da universidade” ficou ferido durante o tiroteio.

Klaus explicou que as primeiras investigações levam à conclusão que o tiroteio aconteceu por causa de uma “situação doméstica familiar”.

Além disso, o chefe policial indicou que Davis havia sido internado na noite anterior em um hospital local por “uma overdose ou má reação à droga” e posteriormente recebeu alta.

Davis, de 1,79 metros de altura, foi visto pela última vez nesta manhã fugindo da cena do crime vestindo calças amarelas e um moletom azul com capuz.

Autoridades locais e estaduais posicionaram equipes táticas especiais e de vigilância aérea pela área da cidade de Mount Pleasant, de 26.300 habitantes, para encontrar Davis.

Fonte: Agência EFE