17/maio/2018 07h05

Temer anuncia 50 mil novas casas do Minha Casa Minha Vida ainda em 2018

O anúncio aconteceu durante o 90º Encontro Nacional da Indústria da Construção, em Florianópolis.
programa minha casa minha vida - 17/maio/2018 07h05

O presidente Michel Temer anunciou, na noite desta quarta-feira (16/5), a construção de mais 50 mil casas pelo programa Minha Casa, Minha Vida ainda este ano.

O anúncio aconteceu durante o 90º Encontro Nacional da Indústria da Construção, em Florianópolis. Em seu discurso, o presidente, que estava acompanhado do ministro das Cidades, Alexandre Baldy, disse que não poderia chegar ao evento de “mãos abanando”.

“Hoje de manhã, estávamos reunidos no meu gabinete, eu e o ministro Baldy. Chegamos à conclusão de que não poderíamos vir de mãos abanando. Tínhamos que chegar e declarar que, além das milhares de casas já autorizadas para a construção, já autorizei hoje de manhã mais 50 mil casas para serem construídas neste ano”.

Temer e a presidência da República não forneceram detalhes sobre quais faixas do programa serão beneficiadas. Originalmente, a intenção era beneficiar famílias mais pobres da faixa 1 – que têm renda familiar de até R$ 1,8 mil e pagam prestações mensais entre R$ 80 e R$ 270 por até 120 meses.

Com o incremento anunciado por Temer, o principal programa habitacional do programa federal deve levantar número próximo de 700 mil residências neste ano. O valor já estava dentro das margens anunciadas em fevereiro, quando o governo anunciara que o MCMV tinha como meta construir entre 600 mil e 700 mil unidades em 2018.

Temer exaltou a geração de empregos que vem com a medida, e também fez um afago no setor da construção civil. Disse que o setor é importante para o crescimento da economia do país. “Neste esforço de erguer um Brasil mais justo e próspero, a construção civil é um aliado indispensável”.

O presidente retornou para Brasília após a cerimônia. Nesta quinta (17/5), ele terá uma reunião com Baldy pela manhã, no Palácio do Planalto. À tarde, visitará, também no Planalto, a abertura de uma exposição alusiva à participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial.

Fonte: Agência Brasil