16/abr/2018 11h04

MP destina R$45 mil a obra da Associação Pestalozzi em Senador Canedo 

A obra da instituição está sendo finalizada, em parte, por meio de recursos provenientes de transações do Juizado Especial Criminal e compensações socioambientais.
associação pestalozzi - 16/abr/2018 11h04

A obra da Associação Pestalozzi, entidade que atende pessoas com deficiência, em Senador Canedo está sendo finalizada, em parte, por meio de recursos provenientes de transações do Juizado Especial Criminal e compensações socioambientais.

Segundo a promotora de Justiça Marta Moriya Loyola, da 2ª Promotoria de Justiça de Senador Canedo, que visitou, as futuras instalações da Associação no município, na última quinta-feira (12/4), foram destinados R$ 15 mil de compensação ambiental em virtude de festa promovida pela Agência Oscar sem licenciamento exigido.

Além disso, foram doados cimento, areia e brita, também obtidos em transações penais, em valor aproximado de R$ 10 mil.

Por fim, por meio de termo de ajuste de conduta (TAC) firmado em inquérito civil que apurava degradação ambiental, foram obtidos outros itens necessários à conclusão das obras, como tinta, massa corrida, lixa e pincéis, totalizando um valor de R$ 20 mil.

A visita buscou ainda conhecer e verificar a viabilidade de implementação de um centro de equoterapia (tipo de terapia com cavalos), em área pública contígua à nova sede, bem como a implementação de um parque acessível na região.

Parcerias

Em reunião realizada no local, com a presença da Agência de Meio Ambiente de Senador Canedo, das Secretarias de Planejamento (Seplan) e Infraestrutura (Seinfra), além da Procuradoria do Município, ficou definido com a representante legal da Associação Pestalozzi que o município irá analisar o projeto de equoterapia, a fim de verificar a possibilidade de implementação em área pública municipal ao lado da associação.

A Pestalozzi já obteve a doação de três cavalos para o projeto e conta com profissional da área de fisioterapia especializado na modalidade.

Quanto ao projeto de um parque acessível, foi informado pelo representante da Seinfra que o Parque Orivaldo da Silveira, em área anexa à associação, está em fase de implementação e poderá agregar infraestrutura que possibilite incorporar equipamentos de acessibilidade.

Além disso, a entidade está inscrita para ser beneficiada com a criação de um parque Anna Laura Parques Para Todos. Este projeto privado disponibiliza espaços compostos por recursos lúdicos que propiciam às crianças com e sem deficiência a possibilidade de compartilhar experiências. A Pestalozzi aguarda o resultado do sorteio.

Desse modo, foi definido que, em um prazo de 10 dias, a associação irá protocolar no município os projetos da equoterapia e do parque acessível para análise da gestão municipal quanto à possibilidade de adequação e aproveitamento das áreas públicas disponíveis

Fonte: Ministério Público do Estado de Goiás