13/abr/2018 14h04

Ameaça de greve coloca em risco estreia de Goiás e CSA na Série B

Diversas associações se uniram ao movimento e o planejamento é que não aconteça a partida.
Série B - 13/abr/2018 14h04

A primeira rodada do Campeonato Brasileiro Série B, especificamente a partida entre CSA e Goiás corre perigo de não acontecer. O jogo está previamente marcado para às 16h30, no Estádio Rei Pelé, em Maceió-AL, neste sábado (14/4).

O motivo é que cabos e soldados militares reivindicam, desde 2015, um reajuste salarial. Participam do movimento a Associação dos Oficiais, Associação dos Subtenentes e Sargentos, Associação dos Coronéis da Polícia e dos Bombeiros Militares, Associação dos Cabos e Soldados, Associação dos Praças, Associação dos Bombeiros Militares e Associação dos Militares da Reserva.

O planejamento inicial das associações é que a partida não aconteça.

A Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag) emitiu uma nota no fim da tarde da última quarta-feira (11/4) sobre o assunto.

Leia na íntegra:

O Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag), tem procurado resolver todos os pleitos das associações militares de Alagoas, respeitando as possibilidades financeiras do Estado.

A Seplag reforça que a Mesa de Negociação continua sendo o canal de diálogo com os servidores públicos estaduais e que o Governo está aberto para receber e conversar com todas as partes que trabalham pelo bom andamento da máquina pública.

Em relação às reuniões com a categoria, é necessário pontuar que já fizemos alguns encontros e que, neste momento, toda a negociação está sendo acompanhada de perto pelo governador Renan Filho.

Por: Felipe André