11/abr/2018 17h04

Primeira jogadora transexual de vôlei se filia a partido de Temer

A primeira atleta transexual da Superliga Feminina pode candidatar a deputada federal.
candidatura - 11/abr/2018 17h04

A primeira jogadora transexual da Superliga Feminina, Tifanny, pode ter um novo foco em sua carreira. Segundo informação divulgada pela Coluna Estadão, da jornalista Andreza Matais, nesta quarta-feira (11/4), a atleta se filiou ao MDB, do presidente Michel Temer e estuda uma candidatura.

Ela disputaria as eleições para o cargo de deputada federal.

A atleta assinou a ficha de filiação na última sexta-feira (6/4), último dia possível para quem deseja se candidatar a algum cargo. No entanto, o nome de Tifanny não aparece na lista de filiados do MDB atualizada pelo Tribunal Superior Eleitoral nesta terça-feira.

Tifanny quebrou um recorde dentro da Superliga neste ano e gerou polêmica nas redes sociais. Além disso, ela já renovou seu contrato com o Sesi-Bauru e irá permanecer na equipe para a temporada 2018/2019.

Por: Felipe André