02/abr/2018 07h04

Exagerou no chocolate? Saiba como desintoxicar o organismo 

Nesses dias pós-páscoa, ingerir líquidos como água e sucos e ter uma alimentação equilibrada é essencial para a desintoxicação.
desintoxicação - 02/abr/2018 07h04

Depois da Páscoa, muita gente já começa a semana com culpa pela quantidade de ovos de Páscoa que comeu. O chocolate não é mais o vilão da saúde, mas o uso demasiado intoxica o corpo e sobrecarrega o funcionamento do fígado.

De acordo com a nutricionista Mariza Sereno, o doce é rico em açúcar, cacau e gordura saturada, substâncias que podem trazer benefícios, mas que também oferecem efeitos nocivos, como aumento da glicemia e obesidade.

Em excesso pode ter consequências ao organismo como intestino preso, gosto amargo na boca ao acordar, dor de cabeça, baixa resistência, inchaço, alergias, indisposição e cansaço. Cada pessoa reage de uma forma.

A melhor forma de evitar os problemas causados pelo excesso é desintoxicar o organismo e, para isso, frituras, doces, café, bebidas alcoólicas e refrigerantes devem ficar fora da alimentação.

A dieta desintoxicante ideal deve ser feita por até sete dias com o consumo de frutas, verduras, legumes e alimentos que ajudam a digestão e fortalecem o sistema imunológico, como gengibre, beringela, melancia, abacaxi e frutas cítricas e de fibras integrais, que ajudam na limpeza do organismo.

Pós-Páscoa

Dicas de como desintoxicar o organismo:

Beba água: Assim como a ressaca, depois do uso excessivo de chocolate é preciso tomar muitos líquidos. Prefira água e sucos.

Chás para digestão: Ajude o corpo com a digestão dos doce com alguns chás, como boldo, alcachofra, carqueja, espinheira santa, alecrim e hortelã.

Carboidrato não é legal: Dê um tempo nos pães, biscoitos, macarrão. Nas refeições, priorize as saladas e, se não puder reduzir muito o carboidrato, prefira batata doce, inhame e mandioca.

Atenção especial para o fígado: Depois de muita gordura, açúcar e leite, dê uma atenção especial ao fígado. Prefira alimentos mais leves, como frutas e verduras, e evite carnes vermelhas, que exigem esforço do órgão.

Por: Thyélen Lorruama