17/jan/2018 13h01

Crianças com câncer pedem socorro para continuar tratamento

Os recados foram dados por meio de cartazes feitos por voluntários do Hospital Araújo Jorge.
apelo - 17/jan/2018 13h01

Mães de crianças com câncer, internadas no Hospital Araújo Jorge, em Goiânia, se uniram para pedir socorro.

Com ajuda de voluntários, decidiram fazer fotos e vídeos das crianças segurando cartazes com pedidos de socorro.

“Faço tratamento de leucemia. Libere meus exames! Salvem nossas vidas”, é o que diz um dos cartazes.

Veja outros apelos:

“Preciso fazer punção”.

“Não me deixe morrer. Preciso fazer punção. Libere meu chequinho”.

“Só quero viver. Libere meu chequinho. Socorro”.

“Já não basta toda dor, mal estar, ainda tenho que lutar pra ter chequinho?”.

“O câncer, além de traiçoeiro, só se agrava com a falta dos exames e procedimentos que monitoram o seu avanço”, diz Delza Maria Pereira dos Santos, uma das voluntárias da campanha.

Segundo Delza, tem crianças com duas punções atrasadas e o medo é que elas morram. “É uma luta diária pela vida”, resume a voluntária.

A voluntária disse ainda que infelizmente tiveram que expor as crianças internadas para que o grito de socorro chegue até as autoridades.

Até dezembro do ano passado, a liberação dos exames, por meio do “chequinho”, era feita pelo próprio hospital, mas a prefeitura de Goiânia acabou com o sistema de chequinho, criando o agendamento de exames.

De lá para cá, as reclamações só aumentaram.

Procurada, a Secretaria de Saúde de Goiânia (SMS), disse que o novo sistema foi criado para eliminar casos de fraudes, rotineiros no sistema antigo.

Para amenizar o sofrimento das mães das crianças, A SMS afirmou que disponibilizou dois servidores para atenderem dentro do próprio Hospital Araújo Jorge, mas que isso não está sendo suficiente.

A intenção da SMS é que os servidores atendam somente casos específicos do Araújo Jorge e não outros vindos de fora.

Veja os vídeos que estão sendo divulgados nas redes sociais:

Saiba o que é punção:

Punção é o mesmo que picar ou perfurar algo levemente, ação esta utilizada no âmbito médico para a retirada de fluídos e outros líquidos armazenados em determinada parte do corpo, por exemplo.

Um punção também pode ser o nome do objeto utilizado para perfurar determinada superfície. Normalmente, esta ferramenta é feita de metal ou aço em formato de bastão, similar a um bisturi. (Dados da internet)

Por: Eurico Rocha