11/jan/2018 12h01

Mato alto e lixo tiram o sossego de moradores de Goiânia e Aparecida

Moradores reclamam da falta de segurança e de doenças que o mato alto pode trazer.

INSEGURANÇA - 11/jan/2018 12h01

Época de chuva é sempre complicado, além de focos de alagamento na cidade, os moradores estão sofrendo com o mato alto em alguns lotes baldios na capital.

Um exemplo claro é esse que nossa equipe encontrou no Setor dos Funcionários.

Localizado na Alameda P-2, o lote vem sendo usado por moradores de rua e usuários de drogas da região. Um morador conta que o lote é usado ainda como depósito de lixo.

Augusto de Sousa mora há sete anos na casa ao lado do lote e conta que a maior preocupação é o perigo que o lote traz. Ele diz ainda que já viu assaltos acontecerem próximos ao local.

Segundo Augusto, antes de entrar em casa ele passa pelo lugar para ver se não tem nenhuma movimentação estranha para que ele não seja surpreendido por um ladrão.

(Lote localizado na Alameda P-2, no setor dos Funcionários. Imagem: Reprodução/Dia Online)
(Lote localizado na Alameda P-2, no setor dos Funcionários. Imagem: Reprodução/Dia Online)

Enquanto nossa equipe estava produzindo a matéria, uma pessoa que passava pelo local conversou com nossa equipe e afirmou que próximo a sua residência acontece o mesmo problema. O lote fica na rua RBS-1, Qd. 1, no Residencial São Bernardo, em Goiânia.

(Lote com mato alto no residencial São Bernardo, em Goiânia. Imagem: Carlos Marques)
(Lote com mato alto no residencial São Bernardo, em Goiânia. Imagem: Carlos Marques)

Outro local em Goiânia que o mato está tomando conta, é na região no Parque Amazônia. Recebemos algumas imagens enviadas por um leitor do nosso site. Segundo ele, a situação está bastante complicada no cruzamento das ruas Canumã com a Montes Claros.

(Mato tomando conta no cruzamento das ruas Canumã com a Montes Claros. Imagem: Matheus Perdiza)
(Mato tomando conta no cruzamento das ruas Canumã com a Montes Claros. Imagem: Matheus Perdiza)

No Residencial Morumbi, região Norte da capital, a situação está do mesmo jeito.

(Residencial Morumbi, em Goiânia.)
(Residencial Morumbi, em Goiânia.)

E não é só em Goiânia que esse fato vem acontecendo, em Aparecida, região metropolitana, está da mesma forma. Nossa equipe esteve no Bairro Independência e constatou a mesma situação.

(Mato tomando conta de lote no cruzamento das ruas 37 com 14, no Bairro Independência, em Aparecida de Goiânia. Imagem: Portal Dia Online)
(Mato tomando conta de lote no cruzamento das ruas 37 com 14, no Bairro Independência, em Aparecida de Goiânia. Imagem: Portal Dia Online)

Além do mato alto, os moradores dos bairros citados na matéria reclamam da falta de segurança, uma vez que os terrenos são usados por moradores de rua e por usuários de droga para consumo de substâncias entorpecentes.

Confira relatos dos morados do Setor dos Funcionários:

Em nota a Comurg informou que:

A Comurg informa que a responsabilidade de limpeza e manutenção das áreas públicas é da Prefeitura. Esse serviço já está sendo executado pela Companhia, seguindo uma programação de acordo com a urgência que cada caso requer. Já as áreas particulares e lotes, de acordo com o código de posturas, cabe ao proprietário mante-los limpos, drenados e cercados. A Agência Municipal do Meio Ambiente – AMMA está notificando e multando quem não providenciar a manutenção de suas propriedades. Só depois de devidamente AUTUADOS, a COMURG poderá executar os serviços. Vale lembrar que além da MULTA, será cobrado os serviços.

Por: Jefferson Santos