09/jan/2018 09h01

Empresas canceladas por inatividade por mais de 10 anos podem ser reativadas

A reativação deve seguir os procedimentos e as orientações da Junta Comercial do Estado de Goiás (Juceg).
empresas inativas - 09/jan/2018 09h01

As empresas que não fizeram nenhum arquivamento nos últimos 10 anos e nem comunicaram à Junta Comercial de Goiás (Juceg) a paralisação de funcionamento, tiveram os cadastros cancelados desde o último dia 02 de janeiro de 2018, por inatividade. Ao todo 30.512 empresas se encontram nesta situação.

A reativação da sociedade empresária, empresário (individual) e qualquer outro tipo de empresa canceladas deve seguir os procedimentos e as orientações estão no site da Juceg em “Reativação de Empresas”.

O usuário poderá checar a situação de seu registro empresarial pelo site da Juceg, no link “Reativação de Empresas” e conferir a lista das empresas canceladas.

Cancelamento

O edital de cancelamento das empresas inativas na última década foi publicado no Diário Oficial do Estado no dia 27 de outubro de 2017. Ou seja, são cadastros que não procederam nenhum arquivamento em seu registro desde 31 de dezembro de 2007.

O cancelamento cumpre a legislação federal (Lei 8.934/94) e as normas previstas pela instrução normativa de n° 5 de 2013, do Departamento Nacional de Registro Empresarial e Integração (Drei).

A empresa mercantil que não procedeu ao arquivamento de nenhum ato por mais de 10 anos, contados da data do último arquivamento, e não atendeu, dentro do prazo estabelecido em edital, ao chamamento da Juceg para que se manifestasse sobre seu funcionamento foi considerada inativa e teve o seu registro cancelado, perdendo, automaticamente, a proteção de seu nome empresarial.

Fonte: Goiás Agora