08/jan/2018 14h01

Philippe Coutinho é apresentado no Barcelona e ignora pressão sobre preço

Segundo jogador mais caro da história, o brasileiro chega pensando em títulos.

estrela brasileira - 08/jan/2018 14h01

Um dos principais nomes do futebol brasileiro dos últimos anos, o meio campista Philippe Coutinho foi apresentado na manhã desta segunda-feira (8/1) em seu novo clube, o FC Barcelona. O jogador concedeu uma coletiva de imprensa e logo depois foi para o Camp Nou, onde acenou para a torcida e posou para algumas fotos.

O jogador terá sua segunda passagem no futebol espanhol, já que atuou no Espanyol em 2011/2012, quando foi emprestado pela Inter de Milão.

Coutinho se tornou o segundo jogador mais caro da história do futebol, ficando atrás apenas de Neymar, quando assinou com o PSG (Paris Saint-Germain). O valor pago para contratar o jogador do Liverpool, foi tema de pergunta dos jornalistas, que questionaram se o valor de €160 milhões (quase R$ 621 milhões) poderia afetar o futebol do jogador.

– Sobre dinheiro, é um tema entre os clubes. Ser a contratação mais cara não é uma pressão, é uma honra. Tenho meus objetivos, que é ser feliz e ganhar títulos. Esse é meu pensamento – respondeu o brasileiro.

O jogador revelado nas categorias de base do Vasco da Gama, foi questionado sobre a sensação de atuar ao lado de Lionel Messi, e reencontrar Luis Suárez, já que atuaram juntos no Liverpool, por duas temporadas, em 2012/2013 e em 2013/2014.

– São dois grandes jogadores (Messi e Suárez). Não preciso falar disso. Jogo com o Neymar na Seleção e somos amigos desde pequeno. O Messi é um grande jogador e estou contente diante da chance de jogar ao seu lado. Tenho a sorte de dividir o vestiário com eles. Sou um jogador diferente do Neymar, temos características diferentes. Vim buscar meu espaço – finalizou Coutinho.

O jogador ainda não tem uma data de estreia, porém, os jornais espanhóis já começaram a especular que pode ser contra o Alavés no dia 28 de Janeiro, ou na semana seguinte, no derby contra o seu ex clube, o Espanyol.

Por: Felipe André