26/dez/2017 11h12

Cirurgia Plástica está entre os planos dos brasileiros no fim de ano

O verão e a chegada do Carnaval são os incentivos para deixar o corpo bonito.

Beleza - 26/dez/2017 11h12

Os meses de dezembro e janeiro já são conhecidos por muitos como períodos para tirar férias, viajar, relaxar, curtir praias e piscinas, já outros preferem aproveitar para cuidar do corpo e investem o 13º salário nas tão desejadas cirurgias plásticas. Embora a recuperação pós-operatória seja mais cômoda no inverno, os públicos feminino e masculino optam pelo procedimento no verão devido o período de férias, por isso as clínicas e os consultórios médicos tendem a ficar lotados.

Armando Teixeira, cirurgião plástico, membro Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP-GO), conta que a melhor época para se operar é aquela a qual permite que o paciente faça o repouso necessário. “Muitos apostam na estratégia de após as festas de fim de ano aproveitar os feriados e as férias, para deixar o corpo em forma recorrendo às cirurgias plásticas”, relata a médico, que diz acontecer nessa época um aumento de até 30% na procura por tratamentos estéticos e cirúrgicos.

O cirurgião alerta que, nessa época, os pacientes que planejam passar por qualquer procedimento devem evitar a ingestão de bebida alcoólica 48 horas antes do procedimento e até sete dias depois da cirurgia. Mas, para se submeter ao bisturi, a mente e o corpo precisam estar preparados.

Entre os procedimentos mais procurados no verão estão a prótese de silicone, lipoaspiração, rinoplastia (nariz) e blefaroplastia (pálpebras). Já cirurgias combinadas ou abdominoplastia, mais extensas, necessitam de maior tempo de recuperação.  A procura por intervenções menores como a retirada de papadas, correção das sobrancelhas caídas e preenchimentos labiais e faciais também aumentam. “As mulheres, em especial, querem eliminar a gordura localizada, estrias, celulite e realçar os seios”, conta Armando Teixeira.

Orientação

O cirurgião plástico recomenda para o Pré e Pós-Operatórios uma alimentação rica em vitamina C, como o espinafre, tomate, brócolis, pimentão e as frutas, por exemplo, laranja, morango, acerola, limão e abacaxi. Ingerir no mínimo dois litros de água por dia e não fumar. Outro cuidado que deve ser tomado é com a quantidade de sal, responsável pela retenção de líquido, contribuindo para deixar o corpo mais inchado. “Estes alimentos auxiliam na cicatrização, estimulam a produção de colágeno e previnem o envelhecimento precoce e a água ajuda a hidratar o corpo”, diz.

O cirurgião explica que o verão não interfere na recuperação, mas requer cuidados especiais, como evitar o sol por 60 dias por causa das equimoses, cicatrizes, manchas, inchaços e vasodilatações, já que o resultado da cirurgia plástica não é imediato, requer um tempo de recuperação chegando a dois meses ou mais, dependendo do caso. Para otimizar resultados positivos e minimizar problemas no procedimento seja ele qual for, é preciso que se escolha um bom cirurgião plástico com especialização e pertencente a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Segundo Armando Teixeira, atualmente os riscos de complicações inerentes à cirurgia ou à anestesia são quase mínimos. “Temos visto uma melhora dos instrumentais cirúrgicos ao longo do tempo que, aliada ao aumento da segurança na anestesia, ao uso de laser nos procedimentos, a uma maior qualidade hospitalar e ao acesso de conhecimento e pesquisas científicas apresentadas em congressos, chegamos a resultados satisfatórios e seguros. O primeiro passo é procurar um médico credenciado, com referências de outros pacientes que não prometem milagres”, enfatiza.

Fonte: Kasane 360º