30 de novembro de 2017

O que é pé-direito?

É muito provável que você já tenha escutado a expressão “pé-direito” ao entrar em um imóvel. Mas, você sabe, na prática, o que este termo bastante utilizado pelos corretores, engenheiros e arquitetos, significa?

É simples! Pé-direito é a distância entre o piso e a parte inferior do teto. Mas, por que esse nome?

Segundo o engenheiro Manuel Henrique Campos Botelho a origem da expressão pé-direito refere-se à distância medida em pés e na posição direita (em ângulo reto; em posição ortogonal) em relação ao plano.

Alguns historiadores registram que na Idade Média era assim que se chamavam os pilares em que os arcos de uma construção se apoiavam.

Não existe uma medida padrão, mas estima-se que o ideal esteja entre 2,60m e 3,00m. Em banheiros e lavabos, geralmente, a medida é um pouco menor e fica entre 2,20m e 2,60m.

E ainda existe o pé-direito duplo. Que na prática, é a medida do pé-direito do restante do imóvel, multiplicada por dois, em algum cômodo. Por exemplo. Uma casa que tenha 3 metros de pé direito, teria uma sala com um ambiente que tem 6 metros de distância entre o chão e o teto. Veja um exemplo no vídeo abaixo:

 Vantagens do pé-direito duplo:

  • Valorização do imóvel;
  • Produz uma estética diferenciada, especialmente na frente da casa que dá uma aparência de ser maior e mais imponente a construção;
  • Melhora o conforto térmico já que o ar quente tende a subir e o ar frio a descer. Desta forma, locais com teto alto tende a ser mais fresco;

Desvantagens do pé-direito duplo:

  • Custo da construção é maior;
  • Acabamento mais caro, com o uso de recursos de design de arquitetura, como lustres maiores, paredes com pintura diferenciada e janelões verticais;