22/nov/2017 11h11

Eduardo Cunha tem pena reduzida

O advogado diz que o dinheiro atribuído a Cunha é patrimônio de mais de 25 anos.

pena reduzida - 22/nov/2017 11h11

O ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, teve a pena reduzida pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), após apelação.

Cunha havia sido condenado a 15 anos e 4 meses pelo juiz Sérgio Moro, em primeira instância, por lavagem de dinheiro, corrupção passiva e evasão de divisas em processo da Lava Jato.

Agora, sua pena passa a ser de 14 anos e 6 meses.

Eduardo Cunha está preso desde outubro de 2016 e os advogados pediram que ele permanecesse cumprindo a pena em Brasília, onde estava há mais de dois meses e foi interrogado, mas o juiz Sérgio Moro negou.

Ele foi transferido nesta terça-feira (21/11) para o Complexo Médico-Penal (CMP) em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba.

A apelação apresentada pela defesa incluía diversos argumentos que levaram ao pedido de absolvição.

Os advogados queriam a nulidade da sentença.

Porém, o Ministério Público Federal (MPF), responsável pela denúncia, havia pedido o aumento da pena.

O advogado de Cunha, Pedro Ivo Velloso, alegou que a condenação é obscura, e incoerente, pois ele diz que o dinheiro atribuído a Cunha é patrimônio de mais de 25 anos que ele tinha no exterior, com bens lícitos.

Por: Vanessa Cortes