10/nov/2017 14h11

Seleção da Colômbia é acusada de machismo em apresentação da nova camisa

As peças foram apresentadas de formas diferentes e causaram repercussão nas redes sociais.

Futebol - 10/nov/2017 14h11

A seleção da Colômbia vem enfrentando uma polêmica por causa de suas novas camisas.

Lançadas na última segunda-feira, as peças foram apresentadas de formas diferentes: as masculinas com fotos dos jogadores James Rodríguez, Cuadrado e Mina, e as femininas pela modelo Paulina Vega, ex-“Miss Universo”.

O fato enfureceu personalidades influentes do País, que reclamaram de machismo.

“Até o momento, não vi nenhuma jogadora da seleção feminina da Colômbia apresentando a nova camisa. Alguém por aí viu?”, ironizou Vanessa Córdoba, goleira do time feminino do Independiente Santa Fe e filha do ex-goleiro Óscar Córdoba (ex-Boca Juniors e seleção cafetera).

Ela foi uma das muitas que detonaram a equipe nacional e a Adidas no Twitter.

Modelo Paulina Vega posa com a nova camisa da seleção colombiana feminina. Foto: Instagram

“Entendo que, por razões publicitárias, vocês prefiram que Paulina Vega apresente a camisa, mas o respeito e o mérito das jogadoras contam também, Adidas“, completou Vanessa, que teve centenas de retuítes em suas mensagens.

Algumas jogadoras da seleção colombiana também entraram na polêmica.

“É triste, depois de todo o esforço que fazemos a cada torneio, que Paulina Vega seja a escolhida para apresentar a camiseta, com todo o respeito a ela, a quem admiro muito”, reclamou Nicole Reigner, atleta do América de Cali.

“Com todo respeito a Paulina e às demais modelos, acreditamos que deveriam ter sido escolhidas três ou quatro jogadoras de nossa equipe para promover a nova camisa da seleção, assim como foi feito com o time masculino”, completou Nicole.

Após as reclamações, a marca e a seleção enviaram camisas às jogadoras, que posaram com a novidade nas redes sociais. Foi o caso, por exemplo, de Catalina Usme, do Santa Fe, que inclusive é patrocinada pela empresa alemã.

Fonte: ESPN